Never Can Say Goodbye MJ
Olá querido(a) Fã...
Nosso fórum vai passar por mudanças. Pretendo fazê-lor o mais rápido possível para evitar o menor desconforto.Espero que continue conosco e faça o seu cadastro. Ótimas Novidades vem por ai! Não percam!

God bless you.... Beijacksons <3
Administradora

*+ O Amor não tem fronteiras,
E a saudade nunca será um adeus +*


<3 O Amor vive para sempre <3
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
CeBad

avatar

Mensagens : 332
Scores : 344
Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 27
Localização : Osasco

MensagemAssunto: Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA   Dom Jul 01, 2012 10:27 am

Dois Amores



Sinopse

É um triângulo amoroso entre eu, Mike e um colega. da Faculdade chamado Jonas.

Cap. 1

Tudo começa no dia 18/02/1992 quando eu estava inicinando o meu 1º ano na Faculdade. Eu eu estava na maior alegria por ter entrado na Facu. por outro lado eu sabia a barra que seria.

1º dia de aula
Pois bem, começa o dia em que eu não saberia o quê viria pela frente, não pela dificuldade do curso mais pelas pessoas que iriam entrar em minha vida.
Começa todos empolgados e na sala tem aquele momento de se apresentar, eu fiquei super tensa pq eu tinha vergonha. Eu pra mostrar que era fã do Mike fui com uma camista do dele que era da ERA BAD. Passado aquele momento, eu percebo que tem um garoto que se sentava ao meu lado dirieto, que olhava pra mim e puxava conversa, eu percebi que ele estava tentando me deixar mais "leve". Quando chega o intervalo, eu vou pra fora, nisso vem duas garotas que também eram fãs dele e nós começamos a conversar sobre o curso e tbm sobre o Mike e sua Turnê Dangerous que estava sendo planejada

- Vcs ficaram sabendo sobendo sobre a "suposta Turnê Dangerous" que estão falando pelo mundo? Diz Sú empolgada.
- Ahhh..Lógico que houvi falar em todos os lados, se isso for verdade eu irei concerteza. Responde Sissa com um largo sorriso.
- Nossa eu irei tbm concerteza! Agora é só esperar o anúncio. Respondi com uma empolgação que não me deixaria dormir.

Qd acabou o intervalo, fomos pra sala nesse momento o tal garoto passa, e eu "sigo" ele com os olhos, ele percebe e da um sorriso que mostra suas covinhas.
- Humm... Será que temos um novo romance? Diz Sissa que me deixa tímida.
- Pare com isso! Ele deve ter namorada um garoto lindo desse. Respondi com a cabeça baixa.
- Eu estava indo visitar meus tios e vi ele entrando num ginásio parece que ele joga basquete. Afinal com a altura que ele tem pode ser possivél. Comenta Sú toda empolgada.

Entramos na sala e ainda o Prof. não estava na sala. Mais o garoto assim que eu sento, "bate' em meu ombro e começa a conversar comigo.

- Oi! Me chamo Jonas e vc? Pergunta ele.
- Me chamo Cecília! Respondi timidamente.
- Pelo visto é fãs do MJ? Pergunta.
- Sim! Sou muito fã dele e vc? Perguntei.
- Eu tbm gosto dele. Responde Jonas sorrindo.

Nós ficamos conversando até o Prof. chegar, ele estava me deixando mais confortavél.

Qd o Prof. chega, ficou um silêncio por que nós vimos ele escrever Prof. Nuncio Bioquímica. Eu olhei para trás e balancei a cabeça negativamente querendo dizer "Estamos ferrados" depois eu virei pra frente e olhei para o Jonas e nós demos uma pequena risada. Mais qd o Prof. Nuncio começou a falar vimos que ele não era chato e sim divertido, fizemos a "apresentação" e depois ele começou a falar sobre a Célula. Após o termino da aula.

- Ele é engraçado não?! Comenta Jonas que ainda ria sobre os comentários do Prof.
- Nem me fale! É doido adorei. Respondi com risadas.

Enquanto eu arrumava minhas coisas nós falavamos dessa aula e penssando nos professores de sexta.

(saímos da sala)
Nós conversavámos de uma maneira como se nós nos conheciamos a bastante tempo.

(Saímos da Facu.)
Passamos a rua e fomos para o ponto que ficava na frente da Facu. Enquanto esperavamos conversavamos.

-Vc mora onde Ce? Posso te chamar assim? Pergunta Jonas que olhava pra mim e tbm ficava de olho no ônibus.
- Claro que pode, eu th 18 e vc? Respondi com um sorriso e logo perguntei o mesmo.
- Obrigada... (risos) eu th 19. Vc mora a onde? Pergunta Jonas.
- Nossa... (risos) eu moro aqui por perto e vc? Pergunto.
- (risos) moro no Tucuruvi. Responde Jonas.
- Uau longe heim?! (risos)... Vc pratica algum esporte? Pergunto lembrando do que a Sú disse.
- Longe "nada e logo alí" (risos) eu sou jogador de basquete, estou indo treinar agora. Respondi Jonas empolgado.
- Nossa... e tempo pra estudar? Porquê vai ser pesado!. Comento
- Ahhh eu dou um jeito. Responde Jonas.
- Olha lá é meu ônibus... Tenho que ir Jonas amanhã continuaremos. Damos um beijo no rosto nos abraçamos.

(Entro no ônibus)
Qd sento na janela do lado direito, eu aceno e ele faz o mesmo. Fico penssando e rindo sozinha sobre ele e penssando coisas. Eu percebi que ele falava comigo como se estivesse gostando de mim, mais eu me perguntava "Será que ele esta gostando de mim?" mais logo eu dizia "Não! Isso é uma tremenda loucura!".
Eu me levanto e dou o sinal pra descer.

(Sai do ônibus)
Olho e atravesso. Qd atravessei e passo em frente a escola onde estudei meu cel. toca, fico louca procurando o bendito do cel.

(Atendo o cel.)
- Alô? Pergunto.
- Alô? Cecília é a Sú! Tudo bem? Diz Sú com uma voz estranha.
- Oi! Respondo.
- Vc e o Jonas heim?! Nem nos disse "Até Amanhã" pra mim e a Sissa. Comenta Sú com risos.
- Eu me esqueci perdoa? Respondo com risos.
- Que isso (risos) E aí como ele é? Pergunta Sú que parecia estar gostando dele.
- (risos) Amanhã te conto, a bateria esta acabando. Até amanhã Sú Bjs. Me despedi.
- Até Amanhã Ce Bjs. Respondi Sú.

Assim que desligo lógico que eu havia mentido sobre a bateria. Mais eu fiquei pensando "Será que ela gosta dele?".

(chego em casa)
Falo com minha mãe de como foi o dia, mais ainda com o pensamento no Jonas. Eu almoço.

(Anoitece)
Eu janto vejo tv e vou ligar o rádio e escutar música. Mais eu não conseguia dormir por estar pensando no Jonas, na Sú que poderia estar apaixonada por ele e no anúncio da Dangerous Tour.

Cont.


Última edição por CeBad em Seg Out 01, 2012 3:54 pm, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
nany jackson

avatar

Mensagens : 484
Scores : 654
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 30
Localização : São Paulo

MensagemAssunto: Re: Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA   Dom Jul 01, 2012 12:26 pm

opaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa que ja mais uma fic linda adorooooooooooooo

_________________
Te amo enternamente Michael Jackson


Gente vamos visita o forum da nossa amiga Mila tb ele é lindo viu!
http://carousel.ativoforum.com/


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
CeBad

avatar

Mensagens : 332
Scores : 344
Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 27
Localização : Osasco

MensagemAssunto: Re: Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA   Dom Jul 01, 2012 3:28 pm

nany jackson escreveu:
opaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa que ja mais uma fic linda adorooooooooooooo

Obrigada!!!!!!!!!!!

2º Cap.

Na manhã seguinte...
Eu acordo, me visto, tomo café e vou pra Facu.

(Chego na Facu. e entro na sala)
Qd entro vou me sentar, nisso o Jonas ainda não tinha chegado. 5 minutos depois o Jonas chega e pede pra que eu me levanto, nós nos abraçamos e demos um beijo no rosto e todos começaram a fazer piadinhas.

- Eita!! Jonas vc é rápido heim? Diz Roberto
- Parem com isso gente! Digo toda tímida
- (risos) Eu so fui comprimentar a Ce. Diz Jonas rindo
- Ce? Já esta assim nessa intimidade? Vcs dois heim?! Diz Magda rindo.

Ficaram com essas piadinhas por horas, mais eu não ligava até pq eu estava gostando.

(Intervalo)
Jonas olha pra mim.

- Vai comprar alguma coisa? Pergunta Jonas.
- (risos) vou sim! Pq? Quer que eu compre alguma coisa pra vc? Pergunto
- Não precisa ir comprar, eu só perguntei pra irmos juntos. Comenta Jonas.
- Ok. O quê vc vai comprar? Pergunto.
- Bolacha (risos) e vc? Pergunta Jonas.
- Vou comprar uma salada de frutas. Respondo.

(Saímos da sala)
E fomos conversando sobre vários assuntos. Compramos a bolacha e a salada de frutas e depois ficamos num canto conversando.

- Está gostando do que viu até agora? Pergunta Jonas de boca cheia.
- (risos) Sim. Até que os Professores não são chatos. Comento.
- Vc namora? Pergunta Jonas
- (risos) Não! E vc tem namorada? Pergunto.
- Não! Responde Jonas rindo e os farelos da bolacha caindo pela boca.

Ficamos rindo por horas. Eu percebo que a Sú estava nos olhando. E na hora vinha a idéia de que ela poderia estar apaixonada por ele.

- Vc vai sair nesse fm de semana? Pergunta Jonas que mostrava interessado por mim.
- Não! Pq? Pergunto.
- Por nada! E que eu gostei de vc... Eu queria saber se vc aceitaria sair comigo?! Diz Jonas que se aproximava de mim e me abraça.
- ... (risos) eu adoraria sair com vc!. Respondo abraçada ao Jonas.

Ficamos assim até o sinal bater. Quando bateu nós nos olhamos fixamente e sentimos nossa respiração bem ofegante, e começamos a nos aproximar quando nossos lábios estavam quase se encostando vem a Sú pra quebrar o clima. Olhamos um p/ o outro e começamos a rir, ela tbm pra tentar disfarçar.

(Entramos na sala)
Fico conversando com a Sú e a Sissa sobre o Jonas.

Elas olhavam pra mim e logo percebiam que eu estava gostando dele. Eu não conseguia esconder o que eu estava sentindo. Mais durante a conversa percebo que a Sú me olhava de uma maneira estranha e logo conclui que ela estava mesmo apaixonada por ele.

Passaram-se duas, três e um mês e Jonas e eu estavámos mais próximos e não conseguíamos esconder de ninguém.

No dia 14/05 Jonas, eu Sú e a Sissa enquanto esperavámos no ponto, ele comenta.

- Eu tenho um aniversário pra mim, só que eu tenho que levar alguém... Vc gostaria de ir comigo Ce? Pergunta Jonas.
- Uau Qd vai ser? Pergunto
- Nesse domingo! Vc pode ir? Pergunta Jonas que estava ancioso para que eu aceitasse.
- Deixe-me ver?! (pensando) Posso ir sim. Mais como eu vou fazer? Afinal é bem longe! Pergunto.
- Ahh que bom... Não esquenta eu passo em sua casa pra te buscar. Diz Jonas.

Enquanto eu e ele falavámos Sissa e a Sú se despedem pq o ônibus estava vindo, pois elas moravam no mesmo bairro.
Meu ônibus chega nos despedimos, mais depois que nos abraçamos ele da um beijo do lado da minha boca, nos olhamos e sorrimos.
(Entro no ônibus)

(Chego em casa)
Eu mal conseguia pensar em nada a não ser nesse "beijo" que ele th me dado.

Na manhã seguinte...
(Na Facu.)
Qd chegou na sexta eu estava bem anciosa pra ir na festa com ele.

(No intervalo)
Nós ficamos conversando sobre a festa que iriamos. Mais a Sú vem até a gente.

- Posso falar com vc Ce? Diz Sú.
- Claro. Espera Jonas?! Respondo.

Ela me pega pelo braço a fomos p/ um canto. Ela estava bem diferente.

- O quê vc pensa que está fazendo? Pergunta Sú alterada.
- Perdão? Pergunto.
- Pq vc fez isso comigo!. Pergunta Sú.
- Fiz o quê? Por Deus poderia me esplicar? Pergunto nervosa
- Vc "roubou" o Jonas de mim. Diz Sú chorando
- Eu?? Como assim?? Pergunto.
- Eu começei a gostar dele 1º do que vc! Diz Sú apontando o dedo.
(risos)... Nada digo.

Ficamos discutindo até o fim do intervalo.

Cont.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
CeBad

avatar

Mensagens : 332
Scores : 344
Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 27
Localização : Osasco

MensagemAssunto: Re: Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA   Seg Jul 02, 2012 3:23 pm

3º Cap


(entramos na sala)
Entramos na sala após o sinal bater. Ela estava furiosa comigo e eu surpresa pelo que ela th dito. Ficou um clima bem tenso todos perceberam. Nós ainda continuamos a discutir.

- Vc é uma falsa. Dizia Sú alterada.
- Vc precisa se acalmar. Respondo gesticulando com as mãos.

(Jonas entra)
Qd ele vê aquela cena vai até nós duas.

- O quê aconteceu? Pergunta Jonas.
- Nada... Só uma pequena confusão. Respondo olhando pra Sú.
- Sua... Sabe o quê é Jonas?! Pergunta Sú.
- O quê? Pergunta Jonas.
- Eu estou apaixonada por vc Jonas! ... (chorando) É isso EU TE AMO desde do 1º dia de aula... Mais essa aí tirou vc de mim... Dizia Sú desabafando.
- Eu? Pergunto me apontando.
- ... Jonas nada diz apenas fica observando nós duas.
- Eu vou sentar... Comento.

(Prof. entra)
Qd o prof. entra ele logo percebe que o clima estava bem pesado, ele até tenta fazer uma piadinha alguns riem outros não. Eu percebi que não seria fácil minha vida á partir daquele dia.

(acaba a aula e saio)
Qd acaba eu não vou embora. Mais qd eu estava colocando a mochila e indo pra biblioteca ela vêm querer discutir. Jonas estava na cantina.

- Vc se afasta dele. Dizia Sú me ameaçando.
- Como? Pergunto e continuo andando.

Enquanto eu andava ela ficava me pertubando e dizendo a mesma coisa "Se afasta dele" mais qd passamos na cantina, Jonas olha pra nós. Eu fingia que não escutava ela falando, mais teve uma hora em que eu não aguentei.

- Ahhhh! Cala essa boca! Não aguento mais... Eu não estou fazendo nada de errado... Pq que vc não disse que é apaixonada por ele logo no 1º dia?? Falei em voz alta e apontando pra ela.

Sú não dizia nada apenas me olhava furiosa.

- Se acontecer algo entre ele e eu o quê que tem? Se nós dois estivermos apaixonados hã? Perguntava.
- Se vcs não pararam com essa colação eu vou te enfernizar Cecília! Dizia Sú.

Nesse momento a situação ficava mais do que tensa, nós duas estavámos quase se encostando pra nos agredir, Jonas entra na conversa pra apartar a situação.

- Parem as duas. Dizia Jonas nos separando.
- Vc está do lado dela Jonas? Dizia Sú.
- Ôh não faça drama. Comento
- Olha aqui sua... Diz Sú.
- Parem com isso! É melhor vc ir embora Ce. Diz Jonas.
- Eu Te Amo Jonas! Diz Sú querendo abraçá-lo a força.
- Para Sú! Não sou seu namorado e nem dela! E se eu e a Cecília estivermos namorando vc não pode fazer nada... Pq que vc não me disse que é apaixonada por mim? Perguntava Jonas que estava chateado com ela.
- Eu não iria imaginar como vc iria reagir? Diz Sú.
- Sabe de uma coisa? Se "fossemos namorados" não iria dar certo sabe pq? Pq eu já notei que vc é ciumenta eu não gosto de pessoas assim.
- Não fala assim? Dizia Sú que chorava.

Qd ele fala isso eu vou embora.

Chega no domingo...
Eu acordo com o meu cel. tocando.

- Ahh ninguém merece! Alô? Pergunto "dormindo"
- Alô? Ce? Sou eu Jonas. Bom Dia e desculpe por te acordar (risos) Dizia Jonas com uma voz de sono.
- Oi Jonas! Bom Dia (risos)... Eu posso falar algo?. Pergunto.
- Claro. Diz Jonas.
- Olha... O quê aconteceu ontem? ... (respiro) Tento me explicar.
- Não! Esquece isso!! Diz Jonas querendo esquecer que aconteceu no dia anterior.
- Verdade... Mais pq vc me ligou? Pergunto.
- Ahhh só pra combinar que horas que eu passo em sua casa. Diz Jonas.
- (risos) Vc disse que é ás 19h00 né? Então umas 19h30?! Pergunto.
- (risos) Ok... Passarei ás 19h30 (risos)... Então, até mais! Beijos. Despede-se Jonas.
- (risos) Até... Respondo.


Horas mais tarde...
Eu estava louca de anciosa pra ir na festa com ele.

(Fui tomar banho)
Durante o banho já pensava como ele estaria vestido e que roupa eu iria, pois o clima estava bem quente.
Saio do banho e me arrumo.

(Jonas chega)
Ele liga pra minha casa do cel. dele, eu atendo e pergunto se ele não quer entrar, mais ele não queria.

(saio)
Qd eu apareço no portão ele estava lindo. Nós damos um abraço e um beijo no rosto. Ele abre a porta para eu entrar. Durante o trageto ficamos falando, cantando e dando risadas das piadas que ele contava.

(Chegando na casa do Raul aniversariante)
Antes de sairmos do carro, eu respiro bem fundo, ele percebe que estava nervosa, então, ele coloca suas mãos sobre a minha mão pra tentar me acalmar.

(saímos)
Minhas mãos estavam geladas e suadas. Ele começava a rir da minha situação.

(Entramos na casa)
Eu respiro bem fundo. Ele me apresenta a família de Raul e ao próprio Raul. Foram bem simpáticos comigo, conversamos da Facu. enfim de tudo. Mais começa a tocar uma música romântica Without You - Pete Ham/Tom Evans (mais com a Mariah Carey cantando).
Ele pegou minhas mãos e ás colocou em seu ombro, ficamos bem perto e começamos a dançar conforme a música com os passos pequenos, eu descanço minha cabeça em seu peito e assim dançamos a essa música.
Derrepente nós nos olhamos no mesmo momento, ficamos assim por alguns seg. nossos olhares diziam o que estavamos sentindo naquele momento palavras não seriam "importantes" nesse momento. Então, num ato ele me beija de uma maneira única e eterna. Ele coloca minhas mãos sobre sua nuca e ele põe as suas em minha cintura, depois que nos beijamos nós ficamos nos olhando novamente, e os olhares que trocamos era tão forte. Nós ficamos na festa até a hora do parabéns e depois iríamos embora. Nos despedimos do pessoal e fomos embora.

(Saímos e entramos no carro)
Nós ainda nos beijamos dentro do carro.

(Chegamos em minha casa e saio do carro)
Qd eu fecho a porta, ele fica com um sorriso de orelha a orelha.

- Vc quer entrar? Pergunto abraça á ele.
- ... Seus pais? Não irão gostar...(risos). Dizia Jonas
- Eu moro sozinha bobinho (risos)... Respondo.
- ... (risos) têm certeza quê que eu entre? Pergunta Joans.
- Não tive tanta certeza em mh vida. Respondo.

(Entramos)
Eu fecho a porta ligo pra mh mãe dizendo que tinha chegado em casa e que estava tudo bem. Nós nos olhamos e sentamos no sofá. Ele coloca suas mãos em meu pescoço eu fecho meus olhos e nós nos beijamos.

Cont.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
CeBad

avatar

Mensagens : 332
Scores : 344
Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 27
Localização : Osasco

MensagemAssunto: Re: Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA   Qua Jul 04, 2012 6:45 pm

4º Cap.


Os beijos mais molhados e intensos. Nos olhamos e sentiamos a mesma coisas que era se entregar ao outro, com muito amor. Pois Bem, eu levanto pego em suas mãos e conduzo ele até meu quarto, lá voltamos a nos beijar. Eu jogo ele na cama, e me apoio em suas coxas com minhas mãos e voltamos a nos beijar, eu "jogo" Jonas pra trás, ele fica me olhando com uma cara de surpresa, enquanto eu "engatinhava" em cima dele, ele ia pra trás. Fico sentada enclinada em sua barriga e nos beijavámos, eu então me enclino ele coloca suas mãos em meus seios e começa a acariciá-los eu fecho meus olhos e mordo meus lábios inferores. Ele apertavavá-os, ele então, começa a adesabotoar minha camisa e ao mesmo tento ele se enclina e bj meus seios, conforme ele beijava ele a abrindo aos poucos a camisa. Qd tirou a camiseta ele tira meu sutiã. Após isso ele volta a beijar meus seios e a tocá-los. Eu acariciava seu cabelo, nuca e pescoço. Ele então, me vira e ele fica deitado em cima de mim, voltamos a nos beijar, e ao mesmo tempo tiravámos sua camisa bem euforicamente.

- Jonas eu te quero, te desejo, quero te sentir dentro de mim. Dizia ofegante.
- Vc é... Jonas mal conseguia dizer.

Ficamos nus. Qd eu sinto sua penetração dou um gemido, bem alto e erótico sentia uma impressão de que estava rasgando algo por dentro, ele fazia movimentos lentos e pequenos, eu descia minhas mãos sobre suas costas largas, até seu bumbum (igual do Mike kkk) e
apertava. O ritmo começava a ficar mais rápidos e intensos.

- Ahhh!!! Sou sua Jonas. Dizia ofegante.
- Vc... Vai ter ma bela noite. Dizia Jonas mais ofegante.

Os movimentos cresciam a todo instante. Percebia em suas costas os músculos se "movendo" por fazer tanta força, sua respiração ofegante e intensa.

- Não chega ao ápice ainda... Vamos trocar de posição. Diz Jonas
- Ok. Respondo.

Então, ele fica atrás de mim, ele beijava meu pescoço e acariciava meus seios e eu conduzia suas mãos pelo meu corpo. Ele me enclina pra frente e eu fico em 4 apoios, ele pega em mh cintura e qd ele se encaixa eu dou um gemido bem alto e ele tbm. Jonas começava com pequenos e lentos movimentos, depois acelerava de uma maneira louca e forte intensidade, Jonas apenas "movimentava" meu quadil pra frente e pra trás. Era uma sensação única.

- Está sentindo? Pergunta Jonas com uma voz de cafageste.
- Sim!! Ahmmm... Digo.

Ficamos nessa posição por horas. Mudamos de posição ele fica deitava e eu em cima dele sentada em suas coxas. A sensação era outra uma coisa de louco, a intensidade não mudava sempre muito forte e prazerosa, ele beija meus seios e ao mesmo tempo nos beijavámos.

- Jo... Digo
- Ahmmm! Ahmmm! Diz Jonas.

Mudamos de posição. Qd deito ele pega minnhas pernas e ás abre eu fico olhando pra ele. Jonas começa a bejar minha parte íntima bem delicadamente, isso me deixava louca, eu começava a me contorçer de tanto prazer, eu ficava mais excitada ainda.

- Jo... Não para! Eu sinto! Ahmmm. Digo ofegante.

Jonas, depois para, pega meus joelhos e me puxa pra ele. Eu fico com minhas pernas sobre suas coxas, ele então faz a penetração eu dou um gemido mais alto ainda. Ele intensificava aquela penetração. Chegamos ao ápice bem ofegantes, com nossos corpos suados. Ele então descança sua cabeça em meu colo e assim adormeçemos.


Na manhã seguinte...
Assim que amanhece, nós estavámos abraçados (em concha). Era um domingo bem frio, mais nossos corpos estavam quentes. Sinto uns beijos no meu pescoço bem delicadamente, Jonas já tinha acordado e fazia esse carinho p/ me despertar. A cada bj que el dava era um arrepio, começo a me mexer lentamente e a rir timidamente. Jonas começa a rir e dizia coisas bem românticas em meu ouvido. Viro-me e ficamos nos olhando fixamente e com muita intensidade, rimos e aquelas covinhas lindas me deixava mais apaixonada por ele.

- Sabe... Vc é a 1º garota que me deixa assim. Diz Jonas.
- (risos) Vc tbm Jonas. Respondo.
- O quê foi? Vc parece pensativa? Pergunta.
- Eu? Não é impressão sua... Respondo.
- Fala pra mim?! Pergunta Jonas.
- É... É a Sú. Eu estou com medo, se ela souber vai fazer um escândalo... Jonas ela está apaixonada por vc! Dizia nervosa.
- Ela não vai saber e se souber o quê é que tem? Ela não esta apaixonada e sim obsecada. Amahã vamos juntos e de mãos dadas. Dizia Jonas.
- Eu estou pensando uma besteira (risos) mais vc quer algo comigo? Perguntei.

Ele "se levanta" se apoia no braço, me olha e acaricia com sua outra mão meu rosto.

- (risos) Sim!! Vc quer namorar comigo??
- (risos) Vc está brincando? Digo surpresa.
- (risos) Não!! Maria Cecília vc aceita em ser mh namorada? Perguntava Jonas.
- ... Sim! Respondo e logo em seguida dou um beijo.

Ficamos na cama por mais um tempo, afinal estava um frio daqueles. Tomamos café, foi uma bela manhã. Fizemos as coisas em casa e depois voltamos p/ o quarto e ficamos estudando.
Por volta das 17h00 folhamos o jornal e vimos se tinha algum filme bacana, pois bem, achamos e fomos ao cinema.
(saimos e entramos no carro)
Já tinha parado de chover, mais o frio estava terrivél.

(chegamos no shopping)
Damos um tempo pois a sessão começava 19h30, mais mesmo morando um pouco longe queriamos evitar o trânsito. Ficamos dando umas voltas, olhando as lojas e namorando é claro.

(Hora da sessão)
Como estavámos por perto, no meso andar fomos tranquilos até o cinema. Compramos pipoca, sucos.

(entramos)
Escolhemos lá em cima do lado direito onde se senta apenas dois. Ficamos conversando, comendo mais qd desliga as luzes nossa, nós nos abraçamos e ficamos bem quentinhos. Mais Jonas não parava começava a beijar meu pescoço, eu olhava pra ele e começava a rir, ele então, me beija loucamente parecia que ele iria me engolir, fazia estralos nosso beijo.

Enquanto rolava as cenas de outros flmes, continuavamos com os beijos. Com uma mão ele me abraçava e com a outra passava em meus cabelos, pescoço e nuca e eu fazia o mesmo.

(Começa o filme)
E ficamos olhando claro. ficamos abraçados e ás vezes davamos selinhos.

(Acaba o filme)
Após 2h de filme, fomos ao Mcdonald's comer algo. Chegando lá, pedimos (eu sou uma garota moderna, que não gosta de sair sem dinheiro e ajudo a apagar).

- Vamos dividir. Digo pegando a carteira.
- Não precisa pagar... Eu pago. Dizia Jonas.
- Deixa eu ajudar? Digo.
- Está bem. Jonas Responde.

Dei o que restava, Jonas me olhava, pegamos os lanches e fomos sentar. Assim que sentamos.

- Não precisava pagar Ce? Diz Jonas.
- Eu não gosto de sair sem dinheiro e não gosto de deixar alguém pagar... Eu sou assim (risos). Dizia abrindo a caxinha e colocando o canudo no copo.
- (risos) Desculpa é que eu... Mais uma coisa em que eu admiro em vc sabia (risos). Dizia Jonas que se preparava pra abocanhar aquele lanche.

Ficamos rindo até eu engasgar com o suco.

- Olha pra cima! Dizia Jonas que tbm ria.

Eu olho pra cima, mais tbm ria e isso piorava mh situação. Após o susto olho no relógio e são 21h50, olho pra ele surpresa.

- Jo... 21h50 vamos embora? Pergunto
- O quê? Já?! Vamos sim. Diz Jonas.

Levantamos e fomos pagar o estacionamento. Eu ajudo tbm, depois pegamos a escada rolante. Assim que chegamos não conseguiámos lembrar "Onde ele th estacionado?" ficamos procurando por horas e ao mesmo tempo riamos alto.

- Vc tem que colocar algo no carro pra identificar (risos). Digo.
- (risos) Eu sei... Diz Jonas.

Qd finalmente achamos ele diz "Amém!" nos olhamos e começamos a rir.

(entramos no carro)
Eu como rio atoa, não parava de rir e isso iria demorar, pq qd olhava pra ele lembrava da situação.

(Liga o carro e saimos)

Durante o trajeto.

- Vc me deixa em caca Jo? Pergunto.
- Claro... Ou melhor posso dormir em sua casa que tal? Comenta Jonas.
- ... Ok... Mais como vamos fazer? O carro?? Pergunto.
- Calma (risos) vamos pegar minhas coisas tá?!. Diz Jonas.
- (risos) Está bem Jo.

(chegamos na casa dele)
- Eu vou esperar aqui. Digo
- Não vc va comigo. Diz Jonas.

(Saimos do carro)
Eu fico tensa afinal as luzes estavam acesas. Eu olhava tensa pra ele.

- Vc vai conhecer meus pais. Ele ficam acordados até tarde. Diz Jonas.
- Jonas?! Para... Ai que medo, vergonha MEU DEUS! Digo apavorada.

(Entramos)
Qd ele fecha a porta, nossa olham pra nós ao mesmo tempo. Eu ficava mais tensa ainda. Jonas pega em meu braço "me empurrando" e eu andava e parava com medo.

- Boa Noite! Ambos respondem.
- Quero apresentar mh namorada Mª Cecília colega de sala da Facu. Dizia Jonas com um sorriso lindo que mostrava suas covinhas.

Qd ele disse "namorada" eu pensei que os pais dele iriam ter um ataque sei lá, afinal ele é filho único.

- Prazer Cecília! Seja Bem Vinda a Família Pires. Responde a mãe dele que me abraça com sorrisos.
- Prazer! Ele é "difícil" (risos). Diz o pai dele que tbm me abraça.

Jonas fala que iria dormir em mh casa eles olham pra mim, rindo.

(Jonas sai)

Enquanto isso fica eu e os pais dele na sala conversando. Eu percebi que eram uns amores de pessoas. Até me convidam pra almoçar no próximo domingo, eu aceito e fico mais tranquila e percebo e eles tbm que não somos umas pestes

(Jonas volta)

Nos despedimos.

- Até domingo Ce. Diz a Senhora Pires.
- Até! Respondo.

(entramos no carro)
Ele olha pra mim.

- Domingo? Pergunta Jonas.
- É seus pais me convidaram para vir almoçar (risos). Digo feliz da vida.

(liga o carro e saimos)

Cont.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nai Jackson
Admin
avatar

Mensagens : 929
Scores : 1011
Data de inscrição : 01/06/2012
Idade : 21
Localização : Michael Jackson's World

MensagemAssunto: Re: Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA   Qui Jul 05, 2012 8:37 am

Vou ler por aqui também rsrs ainn4
Esse Jonas já é muito conhecido por mim kkk... Li essa historie em outro fóruns... A Ceh arrasa.
Continua flor...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
CeBad

avatar

Mensagens : 332
Scores : 344
Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 27
Localização : Osasco

MensagemAssunto: Re: Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA   Qui Jul 05, 2012 6:02 pm

Nai Jackson escreveu:
Vou ler por aqui também rsrs ainn4
Esse Jonas já é muito conhecido por mim kkk... Li essa historie em outro fóruns... A Ceh arrasa.
Continua flor...

Obrigada!!! KKKKKKKKKK é nem sei o que eu th na mente pra escrever um conto desse?! kkkkkkkkkkk



5º Cap.


(na facu.)
Qd chegamos de mãos dadas o pessoal estava no pátio menos a Sú que ainda não havia chegado. Ficamos sem jeito, bem tímidos fiquei mais do que ele. Então, todos começam a gritar e bater palmas sem parar, isso me deixava vermelha, eu apertava as mãos dele com força. Ficamos abraçados um de frente p/ o outro e davamos selinhos, mais o pessoal não deixava escapar nada então, começam a dizer "Beija! Beija" eu fico mais sem jeito ainda, abaixo minha cabeça em seu peito e começo a rir e a balançar a cabeça negativamente, Jonas estava adorando aquela situação. Eles começam a me provocar cantando musicas do Mike, isso me deixava sem saída. Pois bem, sem previo aviso Jonas me beija, parecia que iria me "engolir" foi um beijo que eu respirava bem forçadamente pelo nariz, todos ficam loucos e pediam por mais e mais. Nisso aparece a Sú, mais nada faz apenas observa e pra sala, eu percebi que ela tinha chegado pq ficou um silêncio, eu assim que percebi isso eu aperto seu bumbum, mais Jonas não queria nem saber se ela estava por perto ou não.

(vamos pra sala)
A partir desse dia não podiamos esconder dela que não havia nada entre Jonas e eu, mais o que me deixava mais preocupada é que ela não dava nenhum sinal de que iria aprontar algo. Olhava pensativa e com um olhar diferente p/ o Jonas que tbm percebia.

(intervalo)
Ficamos num canto abraçado em de frente p/ o outro. Eu conversava com ele sobre a Sú, ele tbm pensava a mesma coisa e nós percebiamos ue ela passava sempre pela gente com suas amigas e davam risada irônicamente, eu balança a cabeça e digo
"Ai tem?!" Jonas, fica mais preocupado.

- Não vamos deixar ela estragar nosso namoro?! Diz Jonas perto do meu ouvido e que me abraçava forte.
- Ok... Digo.

Ele então, me vira e nós nos beijamos.

(acaba o intervalo)
Vamos pra sala.


Passaram 3 semanas...
Estou em casa no domingo e vejo uma notícia O ANÚNCIO DA DANGEROUS TOUR. nessa hora eu começo a ter umas sensações estranhas, minhas mãos ficaram geladas, suadas, eu sentia um frio na barriga era como se eu estivesse descendo de uma montanha-russa, era uma loucura, nisso Sissa liga querendo saber se eu estava ouvindo esse anúncio. Ficamos gritando, chorando no tel. qd soubemos que ele passaria pelo Brasil ahhhhh ficamos mais malucas ainda e decidimos desligar pra tentar nos acalmar.


Na manhã seguinte (facu.)
Assim que eu entro na sala com uma camiseta do Mike, Jonas logo percebe o motivo. Eu estava com o meu rosto inchado de tanto ficar ficar chorando. Eu vou me sentar, nos olhamos ele pega em minha mão eu me levanto damos um beijo sai uma lágrima minha em que eu não estava contendo a emoção, ele então olha pra mim enchuga a lágrima com seu dedo e me abraça bem forte nesse momento eu "desabo" no choro.

(intervalo)
Qd eu vejo a Sissa damos um abraço bem forte e emocionado e começamos a chorar. Conversamos e combinamos de irmos juntas ao show.

4 dias depois (chegando me casa)
Qd chego e fecho a porta eu vejo minha mãe com mh tia afinal minha minha mãe th uma cópia da chave. Fico surpresa, mais eu ficaria depois qd minha tinha me mostra o ingresso da Turnê eu fico louca, entro em estado de choque, após alguns seg. eu "acordo" e começo a gritar sem parar. Abraço mh tia com bastante força. Ligo pra Sissa pra falar da grande notícia. Começamos a chorar, gritar e a imaginar o show, fico mais feliz ainda qd ela me diz "poderá ir tbm" ai eu "me acabo" de vez.

4 meses depois...
15 e 17 de Outubro, 1993 São Paulo - Brasil Estádio do Morumbi


(em casa)
Qd chegou o grande dia eu mal conseguia me controla de tanta animação.

Cont.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
CeBad

avatar

Mensagens : 332
Scores : 344
Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 27
Localização : Osasco

MensagemAssunto: Re: Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA   Sab Jul 07, 2012 3:09 pm

6º Cap.

Eu passei a manhã inteira pensando no show sorte que não era de semana. Eu e Sissa já tinhamos combinado a hora em que iriamos.

(Almoço)
Eu almoçava loucamente estava muito nervosa. Já estava pronta eu usava uma calça jeans de cintura alta e uma camiseta dele da BAD TOUR. Assim que termino de almoçar liga Sissa ela era super pontual.

(saio e entro no carro)
Ficamos cantando todas as músicas do Mike, riamos e choravámos ao mesmo tempo.

(chegando no Morumbi)
Qd vimos aquela baita fila ficamos super assustadas. Não sabiamos onde a "fila acabava" foi tenso achar um lugar pra estacionar.

(saimos do carro)
Após ter achamos, fomos em direção ao estádio. Ainda tinha bastante gente chegando.

Horas mais tarde...
Ás 17h00 abrem-se os portões. Aí foi "pernas pra que te quero" eu e Sissa saímos atropelando todo mundo. Ficamos num lugar muito bom.

Horas mais tarde...
Qd deu 21h00, hummm cameça, "Tum, tum, tum, bate coração!"


Qd vimos aquela delícia nossa reação foi...


Foi uma loucura, gritavámos, choravámos e diziamos sem parar "Mike I Love You!" ficamos sem voz nenhuma. Mais qd Mike começa a cantar I Just Can't Stop Loving nossa eu "me acabo" pq antes de Jonas e eu começarmos a namorar sempre qd ficavámos sozinhos conversando no fundo sempre rolava essa música dele, Sissa então, olha pra mim e me abaça.

Mais qd Mike, passa a mão na coxa da Siedah Garrett eu e o estádio inteiro vai a baixo. Ele estava adorando aquela situação.


Mike estava uma gostosura. Mais assim que acabou essa música e ele começa a cantar She's Out My Life ai foi de mais. Ele começa a cantar ai tudo tranquilo, mais qd ele diz "Alguém quer subir?!" hummm nós começamos a nos descabelar total. Qd ele aponta pra mim ahhhhh.


Damos um abraço bem forte uma loucura, eu dizia sem parar "Mike I Love You!" ele diz "I Love You Too!". Mike e eu nos olhamos e ele me da um selinho, nossa o estádio vai a loucura, voltamos a nos abraçar eu acariciava suas costas, mais depois começava a deslizar minhas mãos até o bumbum dele e deixo elas (mh mãos) por ali mesmo. Mais qd eu vejo aquele segurança, eu me agarro nele de novo, ele me pega pelo braço eu caio e digo aos berros "Michael! Por favor! Michael!" o segurança vem e pega no colo eu começo a me debater e a bater no segurança.

Cont.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
CeBad

avatar

Mensagens : 332
Scores : 344
Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 27
Localização : Osasco

MensagemAssunto: Re: Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA   Sab Jul 14, 2012 1:09 pm

7º Cap.

Qd eu saio e passo no camarim com o segurança me segurando no colo, o Ortega que estava produzindo a Turnê grita para o segurança que me coloca no chão. Eu fico surpresa e anciosa qd Ortega vinha se aproximando de mim.

- Vc quer tirar uma foto com o Mike? Perguntava Ortega muito simpático, que tinha suas mãos em meu ombro.
- ...?! (risos e choro). Eu não conseguia dizer uma palavra se quer, apenas balançei a cabeça positivamente.
- Então, fica esperando ele aqui do meu lado, pq qd acabar o show eu falo com ele. Diz Ortega.

Qd eu já tinha voltado ao normal, eu ficava pensativa por causa da Sissa que estava lá na pista. Ortega tinha percebido isso e pediu para contar o que estava acontecendo, eu expliquei ele então, pediu ao segurança p/ ir buscar a Sissa, eu falo como ela é e o segurança vai. Qd a Sissa vem nos damos um abraço bem forte e as duas começam a chorar. Ortega chega perto da Sissa e faz a mesma pergunta que fez pra mim. Ela ficou doida gritava e falava ao mesmo tempo, eu e Ortega riamos dela.

(acaba o show)
Qd nós duas percebemos que th acabado, ficamos mais aflitas ainda. Vimos o Ortega chegar perto do Mike e falar sobre nós. Mike então escutava e ao mesmo tempo olhava pra gente, nós ficavámos sem reação nenhuma. Eu tentava pensar no Jonas pra me acalmar mais isso não estava dando certo, Sissa segurava minhas mãos e apertava bem forte.

(Mike e Ortega se aproximam)
Qd os dois chegam perto hummm começamos a tremer total. Ortega fica entre Sissa e eu e com suas mãos coloca em nosso ombro e nos conduzia ao camarim do Mike. Aliás Mike após falar com ele sai correndo p/ o camarim, eu percebi que ele estaria vom vontade de ir ao banheiro.

(chegando no camarim)
Entramos, qd o Mike sai do banheiro Ortega conversa com ele. Mike aponta pra Sissa e com o dedinho chama ela. Qd ela chegou perto que loucura ele deu um abraço bem forte Mike ria sem parar, e todos que estavam no camarim podiam escutar ele responder pra ela "I Love You Too!" foi muito emocionante, ele deu até um selinho nela, coitado do Mike ela volta a se agarrar nele. Qd chegou minha vez puts que tenso, Mike e eu nós nos olhamos fixamente, era estranho e como se estivesse eu e ele no camarim, todos que ali estavam perceberam os olhares, mais não levaram em conta o meu jeito de olhar pra ele e sim o dele, minha respiração ficava mais ofegante eu não fiquei desse jeito qd conheci o Jonas. Então num momento "acordamos" nos abraçamos bem forte eu dizia sem parar e chorando "Mike I Love You!" Mike tbm dizia
"I Love You Too!" ficamos abraçados e balançando, eu deslizava minhas mãos pela suas costas e parava bem em seu quadril, Mike tbm fazia a mesma coisa, nós nos olhamos e ele me dá um selinho, mais esse era diferente pq além de ser com ele, Mike th coloca sua língua dentro da mh boca e eu correspondi foi um momento em que eu tive que pensar rápido. Não sei se perceberam até pq não foi o beijo, mais deu pra beijar o Mike. Nós aparamos e ficamos olhando um p/ o outro eu percebia que Mike estava diferente, nós nos despedimos, mais qd eu estava saindo Mike pega em meu braço e me puxa pra perto dele.

- Me passa seu telefone? Qual é seu nome? Perguntava Mike que dizia com a voz baixa.
- (risos)... Meu nome é Cecília... eu não posso dar o tel. eu th namorado... Desculpa. Falei afastando-me dele, nervosa e surpresa.
- Por Favor... Seu namorado não irá saber?! Perguntava Mike.

Eu volto pra perto dele digo meu tel. e vou embora. Qd saimos do camarim Sissa ficava me perguntando o que tinha acontecido. Eu olhava pra ela com um jeito assustador.

(entramos no carro)
Assim que entramos fechamos ás portas eu coloco minhas mãos sobre meu rosto e começo a chorar, ela não entende nada pensa que é por causa da emoção. Era emoção tbm, mais outra coisa que após eu bejar o Mike daquele jeito e ter dado meu nº. pra ele eu pensei no Jonas, que eu tinha traído ele.

- O quê foi Ce? Perguntava Sissa assustada.
- (chorando)... Eu traí o Jonas... Meu Deus o que eu fiz?. Me perguntava desesperada.
- Como assim?. Perguntava Sissa.
- Não foi apenas um selinho e sim um beijo de língua... ele pediu meu nº eu dei... se o Jonas descobre?! Eu traí ele Sissa. Digo chorando.
- (surpresa) Bem que eu percebi que o bj era bem diferente... vc deu seu nº. o quê deu em vc?. Perguntava Sissa.

Eu não conseguia entender pq tinha feito aquilo e de como iria explicar ao Jonas caso ele viesse a descobrir.

(ligou o carro e fomos embora)

Na segunda de manhã...

Qd eu acordo ainda meio que sonhando, eu fico deitada na cama olhando p/ o teto e dando risada relembrando a noite do show.

(na facu.)
Assim que entro Jonas estava no pátio me esperando. Eu não sabia o que fazer se ele descobrisse algo, pq ele não ficaria bravo com o fato do Mike ter me dado "um selinho" mais se ele descobrir que eu dei meu nº p/ o Mike, não sei o que iria acontecer?.

- Bom Dia Amor!. Comprimenta Jonas com um beijo e um abraço
- Bom Dia Amor!!. Respondi.
- Como foi o show? Perguntava Jonas sorrindo.
- (pensativa e olhando fixamente pra ele) Perdão??. Disse meio que "acordando".
- Perguntei como foi o show?. Perguntou navamente Jonas.
- Ahh... Foi ótimo... Subi no palco amor, acredita nisso?! Puts estou sonhando até agora. Disse rindo.
- Sério?! Como foi??. Perguntava Jonas interassado e sorrindo.
- Ahhh... Eu não sei explicar foi uma sensação única. Disse

Ficamos falando do show até o sinal bater. Mais enquanto eu sorria relembrando aqueles momentos, eu pensava no Mike, eu estava alí mais minha mente não, era estranho essa sensação.

(bate o sinal)
Fomos indo de mãos dadas e eu contando sobre o show.
Eu e Sissa ficamos pensando no show durante toda a semana. Jonas ria de nós duas imaginando a nossa situação.

(intervalo)
Sissa e eu fomos ao banheiro juntas, Jonas iria ficar com os rapazes.

(no banheiro)
Num canto do banheiro nós duas começamos a conversar sobre o Mike.

- Contou? Pergunta Sissa.
- Não! E não vou dizer ainda. Disse com minhas mãos na cabeça.
- Se ele descobre que vc deu seu nº ao MJ? Ele vai ficar louco Ce. Dizia Sissa.
- Eu sei, eu sei. Disse.

Nisso quem vimos sair, e olhando pra nós e dando risada? Sim a Sú, estava no banheiro e não sabíamos, eu fiquei mais branca do que sou, fiquei transparente de susto, entrei em pânico e a pensar coisas.

- Ai Deus!!. Disse assustada.
- Calma Ce. Dizia Sissa.
- Ela vai contar ao Jonas... Ahhh que boca a minha... Droga, droga. Dizia nervosa.
- Ce?! Ela não vai contar... Dizia Sissa tentando me acalmar.

(saimos do banheiro)
Eu fiquei atenta com ela caso ela conte sobre o Mike.

Passou a semana...

No sabádo de manhã, Jonas estava dormindo em minha casa, por volta de 9h00 eu acordo com o tel. tocando.

- Ninguém merece. Dizia dormindo.
- Alô? Quêm é?. Pergunto.
- Sou eu Michael!? Diz Mike rindo.
- ...?? Como??. Pergunto.
- Vc não se chama Cecília??. Pergunta Mike.
- Sim... Quêm é afinal?!. Perguntava.
- Vc não lembra do bj que eu te dei?. Perguntava Mike.
- Não!? É pegadinha?!. Argumentava.

Eu não poderia pensar que Mike estaria me ligando. Mais foi o que tinha acontecido, ele pra me conversar começa a cantar She's Out My Life nisso eu tive a certeza, fiquei surpresa meu coração começa a acelerar.

- Michael?! Meu Deus! Pq vc está me ligando?? Não pensava que... Disse.
- (risos) eu disse que iria ligar... Vc está sozinha? Pergunta Mike.
- Não! Meu namorado está aqui do meu lado, dormindo. Mais pq vc ligou?. Pergunto.
- Quero ver vc!. Diz Mike sem rodeios.
- O quê? (risos) como assim?. Perguntava.
- Quero ver vc. Repetia Mike a mesma pergunta.
- Eu... eu th namorado... e vc está em turnê, eu não posso fazer isso. Disse.
- Diz que vc vai ter que viajar. Dizia Mike.
- Eu não posso... (desligo).

Eu fiquei tão nervosa que eu desligo o tel. na cara dele, logo em seguida acorda Jonas. Ele fica me perguntando pq eu estava nervosa, eu desconversava mais não adiantava pois mesmo tendo pouco tempo de namoro, ambos conheciam um ao outro muito bem. Eu tentava mudar mais não adiantava eu então, digo uma mentira pra ele, fico desconfiada se ele acreditou mais foi o que eu pensei em falar de alguém da mh família. Por dentro eu estava louca e com um medo de que tudo viesse a tona, e não saberei sair dessa situação.

Cont.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
CeBad

avatar

Mensagens : 332
Scores : 344
Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 27
Localização : Osasco

MensagemAssunto: Re: Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA   Ter Jul 17, 2012 3:01 pm

8º Cap.

(em casa)
Nós paramos de falar no assunto, eu desviei o assunto mais perebi que o Jonas estava querendo voltar p/ o assunto.

(tomando café)
Enquanto tomavámos café ele fica me olhando desconfiado por causa do telefonema, eu olhava pra ele e percebia que seu olhar tenso sobre o meu iria durar até eu contar ou até alguém (Sú) contar, já que ela tinha ouvido a conversa entre eu e Sissa.

(tel. toca)
Jonas estava por perto e atende.

- Alô?. Pergunta Jonas.
- Alô?! A Cecília está? (em inglês). Pergunta Mike.

Nisso Jonas olhava pra mim como se não entendesse nada. Eu na hora percebi que era o Mike, enquanto isso as horas passavam e os dois atrasados pra facu.

- O quê foi Jonas? Pergunto.
- Não sei? Estranho está falando em inglês... Fala vc aqui. Diz Jonas.

(pego o tel.)
- Alô?. Pergunto mais já tinha percebido que era o Mike.
- Alô? Cecília? Sou eu Michael. Queria ouvir sua voz... era seu namorado?. Pergunta Mike.

Eu na hora travei, mais respondi.

- Vc deve ter ligado errado?!. Digo suando e nervosa.

(desligo)
Jonas vem até mim e fica mais disconfiado mais ainda. Ele coloca sua mão em meu ombro e com a outra coloca em meu rosto que estava abaixada. Eu olhava pra ele e ficava com uma vontade de dizer tudo.

- Vamos estamos muito atrasados. Dizia Jonas.
- Amor... Preciso te contar uma coisa muito importante. Disse.

Nisso Jonas para, vira e me olha esperando que eu contasse.

- Lembra no dia do show?. Pergunto.
- Sim. Pq?. Pergunta Jonas.
- Aconteceu algo. Digo

Qd eu ia contar ele olha p/ o relógio.

- Nossa! Precisamos ir amor... depois vc conta. Dizia Jonas que me pega pelo braço.
- Jonas! Espera é sério o que th pra falar amor. Dizia andando.
- Conta depoiss, conta depois. Dizia Jonas que acelerava os passos.

(saimos e entramos no carro)
Eu estava tensa pra contar logo, eu ficava pensando "O Mike não vai parar! Mais ele está em turnê como ele...??!" fiquei pensando isso até chegarmos na facu.

(na facu.)
Entramos na sala o prof. já estava, sento pego as coisas, e numa folha do caderno eu escrevo "Preciso falar com vc com urgência, é sobre aquele assunto...!" e dou pra Sissa, nisso Jonas como tinha percebido que eu estranha ele pra disfarçar levantou-se e foi pra fora, dando a entender que iria no banheiro, Sissa e nem eu percebemos isso, ela deixa essa folha com esse recado bem na vista dele.

(intervalo)
Peguei na mão dela e saimos correndo, fomos pra uma sala que estava vazia.

Enquanto isso (na sala)
Jonas que estava na porta não estava entendendo nada, nisso, passa a Sú.

- Sú?!. Chamava Jonas por ela.

Ela fica surpresa e vai feliz da vida. Ele pega em sua mão.

- Vc sabe pq a Cecília está assim?. Pergunta Jonas.

Ela fica com um sorriso de orelha orelha por essa pergunta do Jonas.

- Não! Pq?. Pergunta Sú.
- Vc não ssabe mesmo tem certeza?. Diz Jonas.
- Bem... eu ouvi algo entre ela e a Sissa, mais não se preocupe não deve ser nada. Diz Sú.
...

Enquanto isso (numa sala vazia)
- O quê vc tem pra me contar?. Pergunta Sissa.
- Vc não vai acreditar?! ... o Mike ligou em casa hoje de manhã, o Jonas dormiu lá, vc não sabe o que eu passei... depois antes de sairmos ele liga e o Jonas atende... Nossa o que eu faço??. Dizia nervosa.
- Sabe o que vc deveria fazer?!. Diz Sissa.
- Não? O quê? Pergunto.
- Vai se encontrar com ele e ve o que ele quer afinal... Ce vc não pode ficar escondendo ou vc fala p/ o Jonas ou vc vai encontrar o Mike. Diz Sissa.
- Ahhh vc esqueceu de um pequenno detalhe ele está em turnê esqueceu?. Digo mais nervosa.
- ... th mesmo me esquecido desse pequeno detalhe... Ahhh qd ele ligar vcs conversam e ponto. Diz Sissa.

Eu nada digo fco olhando pra ela.

(bate o sinal e saimos da sala)
Assim que saimos...

- Não é o Jonas?. Pergunta Sissa apontando.
- É! Puts está falando com a Sú. Digo.

Apertamos os passos, qd chegamos Jonas fica me olhando desconfiado e a Sú rindo por trás dele, qd ei vejo penso "Ferrou ela contou pra ele...!".

(entramos na sala)

(na sala)
- O quê foi amor? Pergunto.
- Nada... depois eu converso com vc. Diz Jonas

Eu mal consigo prestar atenção na aula, qd eu vi a Sú e ele já começei a imaginar coisas.

(acaba a aula e bate o sinal)
- Vamos conversar em outro lugar? Diz Jonas em meu ouvido.

Eu nada digo apenas concordo com a cabeça.

(saimos da sala e fomos em outra sala no 2º andar)
- Vc está escondendo algo de mim? Pergunta Jonas.
- Pq? Jonas o quê foi?. Perguntei.
- Vc está diferente depois daquele telefonema, ou melhor após o show vc icfou muito estranha. Diz Jonas
- Sou a mesma Cecília que vc conheceu e a mesma que esta falando com vc agora... Foi a Sú que começou a inventar coisas né?. Pergunto.
- Não! Eu fui perguntar se ela sabia o real motivo de vc estar assim só isso. Diz Jonas.

Ficamos conversando por horas e horas.

(saimos da facu e entramos no carro)
- Eu vou te deixar em sua casa... vou ver minha mãe. Diz Jonas.
- ... Ok. Digo.

(chegando em casa)
Damos um beijo bem "frio" bastante "distante" dos beijos que davámos. Percebi que naquele momento ele estava cada vez mais longe de mim.

(entro em casa)
Mais eu começo a pensar naquele jeito frio dele, das perguntas de tudo.

3 semanas se passaram (na facu.)
As coisas estavam na mesma, só por um detalhe Jonas estava conversando mais com a Sú, do mesmo jeito que ele conversava comigo. Ele falava e ficava comigo no intervalo, mais o seu modo de agir para comigo já era diferente.

Dois Meses se passaram ( casa)
Era no domingo, eu estava sozinha Jonas tinha combinado de sair com os pais. Tudo tranquilo até nesse momento.

(tel. toca)
- Alô? Quêm é?. Pergunto.
- Alô? Sou eu Michael?. Diz Mike.
- Oi!. Respondo.
- Vc está sozinha?. Pergunta Mike.
- (risos) sim... Pq?. Digo.
- Pq eu queria falar com vc... Quero te ver novamente. Diz Mike.
- (risos)... Sério? Mais como eu irei ver vc? Eu th namorado. Pergunto.
- Hummm... Vc poderia vir para New York?. Comenta Mike.
- (risos)... como eu irei se não th dinheiro? Podem desconfiar, principalmente meu namorado. Digo.
- Ahhh eu mando um jatinho meu ir te buscar. Diz Mike.
- (risos) vc brincou né? Ai que irão desconfiar mais ainda!. Digo.
- Ahhh, vc pode vir aqui antes do Natal que tal?. Pergunta Mike.
- Pensando por esse lado... eu não estou acreditando nisso (risos). Digo.
- O quê?. Pergunta Mike
- Ahhh tudo isso... vc querendo falar comigo... eu não acredito ainda, em pensar que poderia ser qualquer fã sua, que poderia estar no meu lugar?. Digo.
- (risos)... vc tem uma risada tão linda? Aliás vc é linda.Diz Mike.
- Para eu fico sem jeito assim... (risos). Digo.
- Mais é verdade. Diz Mike.

Ficamos horas e horas no tel. eu praticamente esqueci do Jonas. Começei a ficar bem avontade com ele, riamos, ele contava piadas e piadas, cantava e falava uns versos, eu começava a me enteressar por ele de uma maneira diferente.

Cont.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
CeBad

avatar

Mensagens : 332
Scores : 344
Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 27
Localização : Osasco

MensagemAssunto: Re: Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA   Qua Jul 18, 2012 1:45 pm

9º Cap.


1 mês depois (na facu.)
Durante a aula eu e a Sissa ficamos conversando, Jonas não tinha chegado ainda.

(Jonas chega)
Qd a Sissa percebe ela bate nas minhas costas, na hora eu mudo de assunto mais o Jonas percebe.

(damos ums beijo)
- Bom Dia Amor!. Diz Jonas.
- Bom Dia. Respondo.
- O quê foi? Pq pararam de conversar? Pergunta Jonas.
- Por nada... Digo.
- não precisa falar assim comigo. Diz Jonas que falava com o tom de voz alto.
- Jonas! Não precisa falar assim?! Eu estou do seu lado poxa... Digo.
- O quê vc tem?. Pergunta Jonas.
- O quê eu tenho? Jonas não começa... Vc já chegou nervoso. Digo.

(prof.)
- Será que vcs dois podem discutir lá fora por favor?. Dizia o Prof. Nuncio.
- Desculpa. Digo com a cabeça baixa.

Ficou um clima mais do que chato naquela hora. Todos começaram com as piadas de mal gosto por causa dessa discução.

(intervalo)
A situação ficou tão tensa que todos sairam menos eu e Jonas que ficamos na sala. Eu tinha me levantado ele pega em meu braço bem forte e não diz nada mais eu entendi de que ele queria conversar, mais eu consigo soltar e saio. Fui conversar com a Sissa, mais o que acontece e que eu começo a chorar como uma criança, eu passei o intervalo assim.

Horas mais tarde (minha casa)
Eu estava mal por causa daquela pequena briga.

(tel. toca)
- Alô?. Pergunto.
- Ce? Sou eu Jonas. Dizia com uma voz diferente.
- O que foi Jonas?. Pergunto.
- Quero falar com vc?. Dizia Jonas.
- Falar o quê? Olha... não sei que esta acontecendo com vc viu?. Comento.
- Eu?. Pergunta.
- Jonas... eu tenho que desligar ok?. Digo com uma voz de choro.
- Ce...?? Me chamava o Jonas.
(desligo)

Horas mais tarde...
Por volta das 22h00 toca a campainha.

(abro a porta)
- O que vc faz aqui?. Pergunto surpresa.

Era o Jonas que assim que abro me da um beijo intenso, eu não consegui me livrar pq estava entregue a ele. Era um beijo igual ao que davámos. Ele então, vai entrando e fecha a porta e os beijos continuavam, cada vez mais intensos e apaixonados, nós então, tivemos uma noite perfeita e fizemos as pazes.

Na manhã seguinte (no café)
Jonas já estava acordado, ele enão, começa a me beijar no pescoço e acordo aos poucos.

- Bom Dia Amor!. Diz Jonas com um sorriso que suas covinhas apareciam.
- Bom Dia! Jonas eu preciso falar com vc!. Digo pensando na proposta do Mike.
- O quê?. Pergunta.
- Amor... eu vou viajar pra os E.U.A vou visitar uma tia minha.. Dizia essa mentira e por dentro me dava um aperto no coração.
- Ahhh... que bom queria tanto ir, mais mesmo que pudesse não daria. Dizia Jonas.
- (risos)... Ahh amor eu tbm queria que vc fosse comigo. Digo.
- Então, boa viagem pra vc amor!. Dizia Jonas me beijando.


Naquela Manhã...
Tomamos café e fomos pra facu.

(na facu.)
Assim que chegeui fui procurar a Sissa e falar aquela baita mentira que tinha dito ao Jonas. Eu não sei como eu consegui falar aquilo de uma maneira tão "fácil" eu falava e não fazia nada diferente de que ele podesse desconfiar. Assim que vi a Sissa fui correndo falar com ela, e contei tudo ela ficou surpresa pela minha grande mentira, ficou desconfiada pelo fato do Jonas não ter perguntado nada. Eu naquele momento começei a me preocupar, mais depois a conversa tomou outro rumo.

- Ce... e a viagem?. Perguntava Sissa olhando pra ver se o Jonas não aparecia.
- Ai eu vou me encontrar com o Mike... eu ainda estou sonhando?. Digo alegre.
- Olha é tudo lindo, mais como vc vai contar ao Jonas?. Pergunta Sissa.
- Nem me fale nessa parte? Poxa eu já deveria ter contado a ele... olha como minha mãe sempre diz
"O Tempo é o senhor da razão e O Futuro a Deus Pertence". Dizia aflita.
- Ce tenha cuidado já estou te alertando. Diz Sissa.
- Eu sei.. ou melhor nem eu sei o que estou fazendo?!. Digo nervosa.

Ficamos conversando por horas até o sinal bater.

(bate o sinal)
Fomos pra sala. Pra disfarçar íamos falando sobre a minha viagem.

(na sala)
O Prof. ainda não th chegado, então continuamos a conversa sobre a viagem já que Jonas estava na sala.

(o prof. chega)

(bate o sinal)
Na sala eu digo ao Jonas que iria comprar as passagens, ele ficou triste por eu eu ir viejar e decidiu me acompanhar, eu aceitei numa boa.

(saindo da Facu.)
qd chegamos no ponto o pai do Jonas passa em frente ao ponto e nos oferece uma carona eu digo que iria comprar a mh passagem ele ofereceu em dar uma carona.

- Ce eu posso te dar um conselho?. Pergunta o Pai do Jonas.
- Claro. Respondo.
- Pq vc não compra no dia em que vc for viajar? Até lá pode ter abaixado o preço?. Diz
- Hummm eu não pensei nessa opção (risos)... Digo.

Eu aceito essa dica dele.

(Jonas e eu entramos no carro).
Ficamos no banco de trás namorando.

Uma semana depois...
Como já estava no fim do ano já não havia necessidade de ir pra Facu. eu aproveito e vou fazer minha viagem.

No dia antes da viagem...
No sabádo de manhã, eu começo a arrumar as minhas malas.

(tel. toca)
- Alô? Pergunto.
- Alô?! Sou eu Michael! Está pronta pra viagem?. Pergunta Mike ancioso.
- Oi! Sim estou... eu estou arrumando a minha mala agora... Digo com o tel. no ombro.
- Ahhh estou ancioso pra vc chegar logo... e o seu namorado?. Pergunta Mike do Jonas.
- (risos)... ele ficou triste por que vai ficar sem me ver... mais tudo tranquilo, eu vou comprar minha passagem amanhã. Digo.
- Entendo... Bom quando chegar nos E.U.A me telefona ou eu te dou o endereço de Neverland ok?. Diz Mike.
- tanto faz (risos)... Digo.
- Ok... anote ai então. Diz Mike rindo.

(Mike fala o end. e o tel. eu anoto)

- Hummm ok... Até amanhã.! Beijos... Me despeço dele.
- ...

Na manhã seguinte...
Eu acordo de manhã, tomo banho e depois meu café. Qd eu ia pegar o tel. Jonas liga.

(atendo o tel.)
- Alô?. Pergunto.
- Alô? Amor sou eu Jonas.
- Oi, amor! Bom Dia... Digo
- Que horas vc vai ao aeroporto? Pergunta Jonas
- Hum... eu vou a tarde por volta das 15h00, pq? Pergunto.
- Por nada é pq eu queria te levar (risos)... Diz Jonas
- (risos) ahh amor que fofo (risos) pensei que vc não fosse?. Pergunto.
- Posso te dizer uma coisa? Pergunta Jonas.
- Claro. Respondo.
- EU TE AMO!! A cada dia que passa sabia?. Diz Jonas apaixonado.

Qd ele diz essa frase me da um aperto tão grande no peito.

- ... Fico sem dizer uma palavra.
- Ce? Vc esta ai? Amor?. Pergunta e me chamava Jonas.
- Oi amor desculpa... Eu sabia que vc me amava. Digo respirando bem fundo e com os olhos cheios de lágrimas.
- Vc me ama Ce?. Pergunta Jonas.
- ... Claro que sim... pq essa pergunta? Eu Te Amo Jonas!. Digo
- Ahhh não sei alguma coisa dentro de mim me diz sei lá... e tipo um 6º sentido (risos). Diz Jonas.
- Amor... Digo.
- (risos)... Amor então eu passo na sua casa ás 14h00 ok?. Diz Jonas.
- Ok, amor. Respondo.
- Bjs Te Amo. Diz Jonas.
- Bjs eu tbm. Respondo.

(desligo)
Me bate uma dor terrivél, como eu poderia ter coragem de fazer isso com ele?. Nem eu mesma consigo explicar essa baita mentira e grande falta de confiança nele.

Horas mais tarde...
Qd deu no relógio 14h00 chega o Jonas sempre pontual. Ele aperta duas vezes a buzina do carro, eu pego minhas malas.

(saio)
Qd eu tranco a porta, Jonas sai e vem pegar minhas malas e coloca no porta malas. Ele fecha e damos um beijo.

(entramos no carro)
Jonas fica me olhando de uma maneira diferente, eu não sabia explicar ele muito menos.

(chegamos no aeroporto)
Ele estaciona o carro.

(saimos do carro)
Ele vai pegar minhas malas.

(entramos)
Fomos direto comprar minha passagem.

(comprei)
Assim que peguei ficamos de pé esperando meu vôo, ficamos abraçados.

- Amor? Vc fica com a chave de casa?. Pergunto.
- Claro amor... Responde Jonas.
- Eu th medo de perder, eu não th uma chave extra (risos). Digo.
- Sem problemas. Diz Jonas.
- Ahhh como vc é um amorzinho. Digo.
- (risos). Jonas não diz nada.
- O quê foi amor?. Pergunto.
- Vc liga pra mim?. Diz Jonas.
- Claro (risos) assim que eu chegar eu te ligo. Digo.

Ficamos lá abraçados esperando a minha hora. Nós então, começamos a nos beijar de tão intensamente, um bj que parecia fazia estralos e barulhos, molhado, demorado era um bj com uma sensação de que não nos viriamos mais, e que estavámos nos despedindo.

Horas depois...
Anuncia o meu vôo, Jonas não queria me largar de jeito nenhum, mais ele acaba me soltando. Nos despedimos e eu fui para o embarque.

(dentro do avião)
Eu fico pensando tanto no Jonas qt. no Mike. Essa viagem era como se eu estivesse perdendo aos poucos o Jonas e chegando mais perto do Mike.

(chego nos E.U.A)
Ahhh uma emoção grande eu não sabia explicar.

(saio do avião)
Assim que eu faço todas as coisas que tem que serem feitas eu ligo p/ o Jonas. Ele fica tão emocionado que começa a chorar no tel. eu fico mais sem chão ainda. Logo em seguida em ligo p/ o Mike. Minha surpresa é que ele atende qd eu digo que já havia chegado, ele diz para eu esperar que ele iria mandar um segurança me buscar, eu fico mais abobalhada ainda.

Cont.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
CeBad

avatar

Mensagens : 332
Scores : 344
Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 27
Localização : Osasco

MensagemAssunto: Re: Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA   Qui Jul 19, 2012 1:23 pm

10 Cap.

Após falar com o Mike, fico esperando o segurança chegar.

(vou pra fora)
Fico aguardando encostada num poste a chegada deles, fico pensando nas coisas no Jonas como irei falar pra ele e lógico pensando no reencontro com o Mike.

(chegam os seguranças e saem do carro)
Qd eu vejo aqueles dois caras "4 por 4" eu me segurei pra não falar e não fazer nenhuma besteira. Eles pegam as minhas malas e pedem praa eu entrar no carro, todos ficaram me olhando de uma maneira estranha.

(entro no carro eles tbm e fomos embora)
Qd ligou o carro, eu por dentro me sentia na descida de uma montanha-russa um frio na frio na barriga, uma sensação inesplicavel, ficava me perguntando "Como ele deve estar vestido? Meu Deus eu estou indo para Neverland!?" nisso eu começava a rir sozinha imaginando tudo isso e algo mais. E eu anciosa de mais parecia uma criança de 4 anos que sempre fica a viagem inteira perguntando "Já chegou? Falta muito? E agora já? Chegou?!" é lógico que eu não fiquei perguntando nada mais por dentro eu estava louca pra fazer essas perguntas.

(chegando em Neverland)
Qd eu vejo aquele portão lindo eu começo a chorar.

- Por favor! Pode abrir a porta? Pergunto.
- Pq. Senhorita?. Pergunta um dos seguranças.
- Por favor?!. Implorava.

(ele abre a porta e saio)
Eu me agarro ao portão como se estivesse agarrando a mh vida numa situação de vida ou morte, com todas as forças e não parava de chorar, o portão se abre e eu saio.

(entro no carro)
Eu fiquei totalmente sem linha, eu não consegui controlar a mh emoção. Se eu fiz aquele drama com o portão com o Mike eu não queria nem imaginar.

(saio do carro e entro dentro de casa)
Eu fiquei sem reação, sem ar, se nada era uma coisa linda aquela casa, os quadros tudo estava perfeito. Então, um dos empregados me disse para ficar esperando ele no escrtório que iriam chamar por ele, Mike estava brincando no jardim de guerra de bexigas d'água uma fofura.

(no escritório)
Um dos empregdos dele me oferecia uns petiscos enquanto aguardava, e me olhava dando risada pois percebia que a minha cara de boba se via á distância. Ela foi muito gentil conversava comigo enquanto eu esperava por ele.

(Mike abre a porta e a empregada sai)
Minha nossa, eu não sabia o que fazer. Mike vinha com aqueles braços abertos e com um sorriso mais lindo. Eu começo a chorar, Mike me dá um selinho de surpresa e nos abraçamos em seguida. Um abraço forte e intenso, aqueles cabelos cacheados dele me deixava louca. Nos olhamos e ele me deu um bj daqueles parecia que ele iria "me engolir" muito intenso, bem demorado e que fazia até barulhos como estralos sempre que movimentavámos a cabeça, eu respirava com uma intensidade pelo nariz. Ficamos naqueles beijos por horas e horas, minhas mãos acariciava e delizavam pelas suas costas até, que eu deixo-ás no bumbum dele. Nós paramos.

- Eu preciso ligar para o Jonas Michael!. Digo, com o Mike acariciando meus cabelos.
- Ahhh depois vc liga... Vamos curtir apenas eu e vc. Dizia Mike que beijava meu pescoço
- Ele pode desconfiar... Digo.
- Hum... ele não tem como desconfiar pq ele não sabe de mim... Venha quero te mostar tudo. Diz Mike
- ...

(saimos do escritório)
Lá fomos nós andar pelo rancho e Mike fazia questão de andar de mãos dadas.

Enquanto isso no Brasil...
Jonas estava louco e ancioso pq eu não tinha ligado pra ele como havia combinado com ele. Jonas fica pensativo, mais fazia esforço para não ficar pensando com coisas negativas. Nisso a Sú liga p/ o Jonas e convida pra sair lógico que ela aproveitava que eu estava muito longe e começa a conversar com ele. Ele fica dando desculpa e e não aceita sair com ela por enquanto até, pq ela não insistia muito ela parecia estar esperando o momento e a hora certa, ela queria que eu flagrasse os dois juntos, para que o Jonas assim leve a culpa e que eu termine com ele.

Enquanto isso em Neverland...
Mike e eu ficamos andando em cada cantinho do rancho e ele ia me explicando cada detalhe. Derrepente um criança joga duas bexigas d'água na gente. Mike e eu viramos e nos deparamos com bastante crianças que lá brincavam com ele antes da minha chegada. Então, eu e ele começamos a correr e rindo tbm, nisso elas vieram atrás de nós, eu começo a perder a velocidade e Mike então, volta pega em meu braço e diz "Vamos! Eles vão nos alcançar... eu te ajudo...!" então, consigo recupero o fôlego e começamos a correr. Mike sabia de uns esconderijos que ninguém obvíl não conhecia nem mesmo as crianças que lá brincavam. Nós conseguimos despistar as crianças e nós ainda mais não paramos de correr e davámos gargalhas de doer a barriga. Chegamos num lugar em que dava impressão de ser um outro lugar, de enorme que é aquele rancho.

(paramos)
Paramos em uma árvore e alí ficamos. Ainda ríamos ambos com as mãos em suas barrigas, eu nunca tinha visto o Mike gargalhar tanto.

- Para de olhar pra mim. Dizia Mike rindo.
- Eu?!. Digo rindo.

Então nós íamos parando de rir aos poucos, nisso ele chegava perto de mim suas mãos em meu quadril, nossa respiração cada vez mais rápida, eu começo a respirar pelo nariz mais, não adianta eu fico tão ofegante que nem sabia mais o que fazer. Nos olhamos fixamente, então ele se aproximava de minha boca aos poucos, podia escutar sua respiração ofegante pelo nariz, então num beijo nos entregamos um ao outro.

Horas mais tarde... Enquanto isso no Brasil...
Sú estava louca pra pular em cima do Jonas, mais se ela fizesse isso assim logo de cara, ela saberia que o Jonas ia recusar. Então, ela conversava com ele aos poucos. Ela então liga pra ele.

- Vamos no cinema Jonas?. Pergunta Sú.
- Ahhh não sei??. Diz Jonas.
- Poxa vc vai ficar ai sozinho?. Dizia Sú que pressiona Jonas.
- Ahhh... Não sei?? Se a Cecília descobre...?. Diz Jonas.
- Mais ela não vai saber... ela não está viajando?. Pressionava Sú.
- Eu sei... Diz Jonas.
- Então... olha eu não estou fazendo nada vc tbm não... eu juro que não irei fazer nada. Pressiona a Sú, fazendo Jonas mudar de idéia.
- Hum... Está bem onde nos encontramos?. Pergunta Jonas.
- Hum... Vamos nos encontrar naquele shopping em frente da Faculdade?. Diz Sú que abre um sorriso de que dava impressão de que iria se vingar de mim.
- Ok... quem chegar primeiro na frente do shopping espera o outro, pq assim não nos desencontramos. Diz Jonas.
- ...
- ...

Enquanto isso em Neverland
Como já eram 18h00 ainda estava dia, Mike e eu após aquele beijos voltamos a dar uma volta pelo rancho. Nisso ás cranças já tinha ido embora e Mike não pode se despedir delas.

(denro de casa no quarto de hospedes)
Eu resolvo ligar p/ o Jonas. Mais qd eu ligo...

- Alô? Oi Senhora Jonas! O Jo está ai?. Pergunto.
- Oi! Não! Ele foi no cinema. Diz ela.
- Hummm... a Senhora diz que eu liguei?. Pergunto.
- Ce, vc sabe como eu gosto muito de vc... Diz ela com uma vontade de dizer com quem ele foi no cinema.
- Sim... eu tbm gosto muito da Senhora... mais o quê aconteceu?. Pergunto.
- Olha eu não vou contar... qd vc retornar conversa com o Jonas. Diz ela me deixando mais curiosa ainda.
- É sério? O quê ele aprontou?. Pergunto curiosa.
- Eu não vou dizer, não quero me entrometer mais digo pra vc tomar cuidado e abrir o olho... Diz ela.
- Ai Meu Deus!. Digo já pensando no pior.
- ...
- ...

(batem na porta)
Eu vou abrir. Era Mike que entra e fecha a porta desesperadamente, vai me empurrando até a cama.

- M.. o quê foi?. Digo.
- Nada... Diz ele beijando meu pescoço.
- ...
- Vamos jantar?. Pergunta.
- Ahhh não sei? Eu liguei p/ meu namorado e ele não estava th ido ao cinema... Digo
- Ahhh e por isso vc está assim?. Argumenta Mike.
- Não... e por outra coisa... Digo pensativa.
- O quê?. Pergunta Mike
- É que a mãe dele disse "p/ eu tomar cuidado e abrir o olho?". Digo.
- Ahhh vamos sair... Ele não saio? Eu juro que vc nunca irá esquecer dessa noite. Diz Mike com um olhar que já dizia tudo.

Eu aceito o convite dele.

- Vc espera eu tomar o banho?. Digo
- Vc não precisa tomar banho... vc está ótima, seu cheiro me fascina. Dizia Mike que me abraça por trás.
- Para com isso... Michael eu vou tomar banho tá?. Digo rindo.
- Ok... eu estarei esperando no meu quarto. Diz Mike.
- Esta bem Michael... Até daqui a pouco. Digo.

(Mike sai e eu vou tomar banho)

Minutos depois...
Após eu terminar o banho eu me arrumo.

(saio e vou p/ o quarto)
Bato na porta do Mike eu não escuto nada, então, eu resolvo entrar.

(entro)
Eu presumo que ele esteja no banho, então, eu resolvo esperar alí mesmo. Eu fico andando pelo quarto que é imenso, mais eu paro na janela e fico olhando aquele verde maravilhoso, um ar de paz de espírito total. Alguns minutos depois qd eu viro eu me deparo com o Mike de toalha ainda com o corpo molhado e os cabelo molhado.

- Deus! Me desculpe eu... Digo desviando a cabeça.
- Que isso... Diz Mike.
- Eu vou esperar lá fora... "Ai meu Deus que vergonha...". Penso enquanto eu ia pra porta.
- ...

(saio do quarto)
Eu coloco minhas mãos na minha cabeça e vou p/ o jardim esperar o Mike.

(abro a porta e saio)
Eu fico abobalhada ao ver o Mike de toalha nossa fiquei sem ar, aquele cabelo cacheado me deixou louquinha, louquinha.

Alguns minutos depois... (Mike sai)

- Uau!. Diz Mike.
- Que susto! Obrigada! Vc tbm está bonito. Digo ainda com vergonha.
- Está tudo bem?. Pergunta.
- Sim! Tudo bem. Respondo.
- Vamos?!. Diz Mike.
- ...
- ...

(entramos no carro)
Mike que iria dirigir. Nós olhamos um p/ outro e damos um sorriso maroto.

- Vou te levar no melhor restaurante. Diz Mike que tinha colocado sua mão na minha coxa.
- Nossa!. Digo surpresa e com um arrepio pelo fato dele ter colocado aquela mão na minha coxa.
- ...
- ...

(saimos de Neverland)
Estava indo tudo pesfeitamente bem...

Enquanto isso no Brasil... (no cinema)
Jonas tinha chegado e esperava pela Sú.

(Sú chega)
Eles se comprimentam, mais Jonas não se sentia bem bem por estar indo no cinema com ela.

- Oi! Vamos entrar?. Diz Sú.
- Oi. Vamos sim... Diz Jonas.
- Vc está bem? Pergunta Sú.
- Ahhh eu não falei ainda com a Cecília estou preocupado... e tbm pelo fato de que eu estou no cinema com vc. Diz Jonas desconfortável.
- Vc quer ir embora?. Dizia Sú chantageando Jonas.
- Não!! Vamos lá... Diz Jonas que aos poucos ia caindo nas garras da Sú.

Enquanto isso... Nos E.U.A chegando no restaurante)
Um restaurante maravilhoso, mais p/ evitar os flagras entramos por trás.

(entrando no restaurante)
Eu fiquei boba ao ver aquele lugar que era chique de mais pra mim. Nos levaram aos nossos lugares.

(sentamos)
- Michael que lugar lindo. Digo.
- Que bom que vc gostou. Diz Mike.
- O quê o Srº. e a Srª. irão pedir?. Pergunta o garçom.
- Hummm eu quero um suco de laranja por favor. Digo.
- Vc não bebe?. Pergunta Mike.
- Não!. Digo.
- Eu quero um vinho. Diz Mike.
- Ok um suco de laranja e um vinho. Irei trazer. Diz o garçom.
- Michael... Tento dizer algo.
- O quê foi? Pergunta.
- Eu th medo que nos flagrem e se isso acontece adeus ao meu namoro. Digo aflita.
- Não se preocupe eu não deixarei que nos flagrem.
- ...
- ...

O jantar estava saindo como num conto de fadas. Ríamos de tudo, Mike me escutava como fazia o Jonas. Mike me perguntava como eu th conhecido o Jonas e ele escutava com uma atenção que me deixava surpresa, afinal qual homem que pergunta essas coisas? Pois, é só o Mike mesmo pra me deixar cada vez mais distante do Jonas, eu sentia isso dentro de mim. Minha mente ainda sentia falta dele mais meu corpo e o meu coração já tinha se conformado de que eu já tinha perdido o Jonas pra sempre.

Horas mais tarde...
Já estava tarde e decidimos ir embora. Mike chama o garçom e pede a conta. Ele vem Mike, paga e assim nos levantamos.

(indo p/ o estacionamento por trás... e entramos no carro)
Nós nos olhavámos fixamente assim que entramos. Nossa respiração mudava a todo instante, chegavámos cada vez mais perto.

- Acho melhor irmos... Digo quase encostanto nossos lábios.
- ...

(fomos pra Neverland)
Ficou uma sensação terrivél, durante a volta ao rancho.

(chegando me neverland)
Era 23h50 um silêncio tomou conta naquele momento. Qd eu tiro o cinto e abro a porta Mike pega em meu braço me olha por alguns seg. e me beija desesperadamente. Um bj me deixava com louca e começando a transpirar, um bj tenso, molhado e quente. Ele coloca sua mão na minha coxa e começa a acariciá-la ele subia e descia com aquela mão.

- M... por favor!! Pare. Digo
- Não diz nada apenas se entrega p/ mim. Diz Mike.
- ...
- ...

(saimos do carro e entramos pela cozinha)
Entramos aos beijos mais que quentes. Ele me coloca contra a parede e me pressionava a cada bj. Ele pega minha perna e coloca em sua cintura e acariciava minha perna, minhas mãos na nuca dele, ele beijava meu pescoço e começava com aqueles gritinhos dele. Mike me pega no colo e me coloca naquela copa enorme que tinha. Mike me beijava e acariciava minhas pernas, ele depois, deixa uma mão em meu seios e omeça a apertá-los com intensidade e com movimentos mais excitantes, nisso ele começa abrir minha camisa e ao mesmo tempo beijavá-os. Mike me pega no colo.

(fomos p/ quarto dele)
Mike estava louco, desesperado. Ele fecha a porta com tudo e me joga na cama. Ele vai tirando minhas roupas aos poucos e eu as dele. Ficamos nus, Mike beijava meu pescoço e descia até os seios e mordiá-os, eu mordia meus lábios de tanto prazer minhas mãos estavam no lençol que eu segurava fortemente. Ele descia e qd ele chega na minha parte íntima ele começa a beijar. Isso me deixava em êxtase total e eu enclinava minha cabeça pra trás. Depois Mike pega minhas pernas e me puxa pra perto dele, que me olhava de um jeito diferente e cheio de prazer. Então ele faz a penetração e qd sentíamos as nossas partes íntimas damos um gemido mais que erótico, alto e intenso. Mike então, "deita" sobre mim minhas mãos em suas costas e as dele na grade da cama. Mike com aqueles movimentos lentos de baixo p/ cima, podíamos sentir a respiração ofegante de ambos e os batimentos do coração. Mike intensificava os movimentos á todo instante sem parar, nós começavámos a ficar consados e ofegantes, nós começavámos com os gritos e gemidos. Mike estava uma loucura, eu percebia que ele estava começando a ficar exausto, mais qt. mais ele intensificava mais ele tinha forças pra que chegassemos ao ápice. Mudavamos de posição, ele me virava como se eu fosse uma boneca de pano. Depois voltamos p/ a posição inicial, nossos corpos suados e nossa respiração mais que ofegante, Mike deu a última investida mais "íntimamente" que me deixa vendo estrelas. Então, Mike e eu chegamos ao ápice.

Cont.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
CeBad

avatar

Mensagens : 332
Scores : 344
Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 27
Localização : Osasco

MensagemAssunto: Re: Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA   Sex Jul 20, 2012 4:31 pm

11º Cap.

Na manhã seguinte...
Numa manhã chuvosa eu acordo abraçada ao Mike. Seu braço em quadril, podia escutar e sentir sua respiração quente. Eu pego meu relógio, vejo á hora e me viro. Qd viro, Mike dormia como uma criança, eu acaricio seu rosto, Mike então assim que percebe o carinho que fazia, dá um sorriso. Eu deixo minhas mãos em suas costas, e podíamos nos ver nitidamente pela irís de ambos que brilhava, eu mordia meus lábios e me perguntava "Será que é real? Será que aconteceu mesmo?!" então, um bj aconteceu. Mike acabou ficando em cima de mim. Nossos corpos queriam sentir novamente aquela sensação de liberdade, o corpo formigando, Mike começa a beijar meu pescoço e seus dedos á acariciavam meus seios fartos, minhas mãos no lençol onde eu segurava com força, mais qd sintimos nossas partes íntimas eu enclino minha cabeça para trás, depois eu deslizo minhas mãos pelas suas costas. Nossa respiração devagar crescia a cada investida dele.

Enquanto isso no Brasil...
Jonas começava a desconfiar de mim, ficava se perguntando "Pq ela ainda não me ligou? Será que alguma coisa aconteceu?" mais Jonas não ficava nervoso, pois aos poucos ele ficava mais distante de mim, começa a ter um sentimento pela Sú que ele próprio não conseguia entender.

Enquanto isso nos E.U.A ...
Mike e eu nos entregavamos intensamente, nossas mãos buscavam os pontos de prazer. Qd chegamos ao nosso ponto mais alto do prazer, Mike fica acariciando meus cabelos. Mike então se levanta enrolando o lençol em sua cintura e vai p/ o banheiro, em seguida em tbm me levanto enrolada num outro lençol, e vou pegar a roupa havia vestido. Enquanto eu estava destraída vem o Mike de surpresa me agarra por trás e me leva p/ o banheiro, damos risadas eu tentava me soltar, nisso Mike tira o lençol com tudo, me pega no colo e entramos na banheira. Ainda estava enchendo a banheira Mike começa a me beijar loucamente. Após a banheira estar cheia ele pega um sabão e começa a passar em meu seios, e os beijos cada vez mais ardentes.

- Michael... (suspiro)... Digo com uma sensação alucinante.
- ... Mike nada diz.
- Mi... Michael devem ter percebido a nossa demora... Por favor... Digo suspirando.
- ... Nada diz.

Mike continuava com suas caricias em meu corpo.

(após o banho)
Mike e eu estavámos loucos um pelo outro, queríamos sempre estar nos entregando.

(saímos do quarto)
Assim que aparecemos já não era hora de tomar café, mais Mike, não pediu nada apenas saímos de mãos dadas e fomos caminhar pelo rancho. Mais por um momento me veio a mente de que não th ligado p/ o Jonas, nisso o Mike me levou para uma outra casa que havia no rancho e de lá pude fazer a ligação.

(ligando p/ o Jonas)
- Alô? Amor!. Digo
- Alô! Oi, Ce! Que surpresa pq essa demora??. Me questionava Jonas.
- Por nada amor, eu sai com mh tia e acabei esquecendo... Mais eu liguei pra vc sua mãe atendeu, e ela disse que vc th saído... Digo.
- É ela me disse... Diz Jonas que mudava seu tom de voz.
- Hummm... sabe ela me disse que era p/ eu tomar cuidado?!.Digo.
- Pq?. Pergunta Jonas.
- Não sei? Jonas vc fez alguma coisa?. Pergunto.

Jonas por alguns seg. fica sem falar.

- Jonas?. Chamava por ele.
- Oi... Diz Jonas.
- Vc está me escondendo algo?. Pergunto.
- Nada!! Eu nunca faria nada pra te magoar amor... Diz Jonas pensando no dia que th saído com a Sú, mais diz outra coisa.
- Hum... Bom já que está tudo bem por aí... Digo.
- Está tudo perfeito... Estou com saudades suas amor... Eu Te Amo... Diz Jonas.
- Eu tbm te amo amor.... Digo olhando p/ o Mike que havia acabado de entrar.
- Até a volta amor! Bjs. Se dispede Mike.
- Até...
...

(desligo)
Mike me beija pega minhas mãos e me levanta.

(saímos da casa)
Fomo dar uma volta na roda gigante.


Após eu telefonar p/ o Jonas eu mudo radicalmente, Mike percebe mais nada diz apenas fica me observando, eu andava com a cabeça baixa e pensando no que eu th feito com o Jonas, sentia um peso na conciência tão grande. Qd. estavámos na roda gigante, Mike não consegue entender a minha mudança, tão repentina.

- O quê foi?. Pergunta Mike.
- Hã? Perdão vc perguntou algo?. Digo distraída em meus pensamentos.
- Vc ficou bem diferente depois do telefonema... aconteceu algo?. Mike perguntava com um certo receio.
- Uhmm... não foi nada... vamos curtir o passeio?. Digo mudando de asssunto.
- ...
- ...

Mike então, não toca mais no assunto mais seus pensamentos começavam a ficar confuso. Eu não estava legal, tinha que fazer alguma coisa.

Mais tarde no jantar...
Eu continuava distante, Mike não entendia, qd. escutei a voz do Jonas, mexeu de mais comigo. Eu mal comi direito então, eu decido me retirar.

(vou p/ o quarto)
Fico trancada pensando numa solução.

(na sala)
Mike ficou sentado pensativo, com uma mão no queixo e olhando fixamente p/ a mesa. Mais depois de mais alguns minutos Mike sai e vai p/ seu quarto.

Horas mais tarde...
Eu deitada na cama, não conseguia dormir, então, depois de ficar pensando numa solução, eu decido ir embora, arrumo minha roupa e escrevo um bilhete.

"Querido Michael, eu estou escrevendo esse bilhete p/ lhe dizer que estou indo embora. Eu não posso mais continuar mentindo para vc, para o Jonas e p/ mim mesma...
Foi linda nossa noite, nunca irei esqueçer o qt. vc me fez sentir mulher... Essa vida não é pra mim, eu não saberia viver assim. A minha vida e o meu futuro não é aqui e sim ao lado do Jonas... Se eu não merecer sua compreensão e seu perdão eu entenderei..."
Adeus Michael!


(saio do quarto e entro no quarto do Mike)
Eu respiro bem fundo, com uma sensação de que era a coisa certa a se fazer. Deixo o bilhete na mesa de cabeçeira dele, dou-lhe um bj em sua testa e saio.

(saio do quarto)
Nisso, uma empregada vem e fica me observando. Ela tinha escutado um barulho que vinha perto do quarto dele, qd. ela me vê com minha mala fica pensativa mais nada diz, então, num gesto com a minha cabeça apontando p/ a porta. Ela pega a chave, abre a porta e eu saio.

(saio e caminho até o portão)
Andava sem olhar pra trás. Enquanto eu andava um segurança me acompanhava, a pedido da mesma empregada que abrio a porta pra mim.

(saio de Neverland)
Eu já, tinha pedido um táxi qd estava no quarto arrumando as coisas.

(entro no táxi)
Digo p/ me levar no aeroporto.

(chegando no aeroporto)
Eu, assim que chego compro minha passagem ligo p/ Jonas.

- Atende...?!. Dizia várias vezes.
- Alô?. Responde Jonas.
- Amor!!. Digo alívia em ouvir a voz dele.
- Ce? O quê foi?. Pergunta Jonas assustado.
- Eu estou voltando pra casa... Irei chegar de madrugada, vc pode vir me buscar?. Pergunto anciosa pra reencontrar com ele.
- Hã... mais?? .... (assustado) claro amor... Diz Jonas.
- ...
- ...

Após, ter ligado e combinado com ele, eu esperava apenas para voltar pra casa.

Em Neverland...
Mike acorda assutado com uma sensação diferente. Coloca suas mãos em seu rosto em sinal de que tinha sido apenas um sonho. Ele vira sua cabeça para o lado direito onde eu tinha deixado uma carta. Mike fica olhando por alguns seg. mais não esbolçou nenhuma reação. Ele então se enclina e pega a carta, liga o abajur e logo nota que a letra era conhecida, qd. Mike começou a lêr não, soube explicar o que estava lendo, não acreditava naquelas palavras de despedidas. Mike levanta da cama e segurando a carta, começa a andar em circulos pelo quarto, pensava em ir atrás de mim, mais não fez. Mike volta a deitar-se mais demora até pegar no sono novamente.

No Brasil, casa do Jonas...
Jonas se levanta se arruma para ir ao aeroporto. Ele não diz e nem pensa nada, apenas sorri de uma maneira única. Ele fica tão feliz pelo meu retorno que senti uma sensação de "borboletas" em sua barriga.

(Sai Jonas)
Jonas entra no carro e não escondia sua alegria.

No aeroporto, eu embarco...
Qd eu entro e sento na poltrana de uma certa forma, eu me sinto alíviada por estar voltando e não cont. enganando o Jonas e ao Mike.

Jonas chega no aeroporto...
Ele entra correndo desesperado e muito mais ancioso.

- Por Favor, Senhor!? Onde é o desembarque do voo que vem dos E.U.A?. Pergunta Jonas
- Senhor é só seguir em frente. Responde o segurança que estava segurando um rádio e fazia um sinal com sua mão mostrando-lhe o caminho.
- Obrigado! Diz Jonas.

Jonas então, vai até o lugar onde o segurança avia lhe falado.

Chego no Brasil...
Saio do avião, faço aquelas coisas demoradas, pego minhas malas e saio

Jonas fica de olhos abertos no portão não piscava um só minuto. Qd eu passo pela porta Jonas fica de braços abertos e com um sorriso de orelha a orelha. Vou até ele emocionada.

- Jonas! Digo seu nome e dou um abraço bem forte, após ter soltado as malas no chão.
- Ce!! Eu te amo, eu te amo... Saudades amor!! Diz Jonas que começa á girar.
- ...
- ...

Nós ficamos nesse "love" por um bom tempo, damos um beijo que jamais tínhamos dado.

Cont.[b]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
CeBad

avatar

Mensagens : 332
Scores : 344
Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 27
Localização : Osasco

MensagemAssunto: Re: Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA   Sab Jul 21, 2012 6:27 pm

12º Cap.


(indo pra minha casa)
Dentro do carro Jonas não acreditava, em que eu estava alí sentada ao lado dele. Ele tinha uma mão no volante e outra ele coloca na minha coxa e por vezes davámos as mãos.

- Amor estou tão feliz por vc estar de volta!. Diz Jonas que não escondia sua alegria e tinha esquecido por a Sú.
- Amor nunca vi vc assim antes.. Vc está com cara de que aprontou!. Digo rindo e desconfiada de que ele tinha aprontado.
- Amor não fiz nada! Pq eu faria?. Perguntava Jonas que ria pra disfarçar.
- Eu sei que vc fez algo de errado amor! Essa sua risada foi forçada. Digo colocando ele contra a parede e rindo.
- Mais pq vc está assim?. Pergunta Jonas.
- Ahh seu bobo é brincadeira. Digo rindo mais continuava desconfiada.
- ...
- ...

(chegando em minha casa)
Eu fiquei surpresa ao ver que ele cuidou bem. Mais ainda continuava á sensação de que ele fez algo de errado é que tinha a Sú envolvida. Eu não iria insistir pq não seria bacana, até por que não queria briga aquela hora. Jonas me abraça por trás e beija meu pescoço delicadamente, eu me viro e nos beijamos com os maior prazer. Jonas, dorme comigo e matamos a saudade.

Duas semanas depois...
(casa do Jonas)
Estava almoçando em pleno domingo estava tudo tranquilo, tudo perfeito, mais algo acabou comigo.

(tocam a campainha)
- Quêm será? Pergunta Jonas, que levanta p/ atender.
- Espero que não seja...?. Me questiono.

(abre a porta)
- Jonas! Preciso falar com vc amor!. Diz Sú que ao vê-lo da um abraço.
- ...?

Qd. eu escuto essa voz sala, eu me levanto e vou até a porta.

-Jonas?. Pergunto.
- Vai embora!!. Diz Jonas que estava nervoso pela presença da Sú.

Qd. eu chego e vejo a Sú, sinto uma raiva e sinto que aquela impressão existia.

- O que vc faz aqui?. Pergunto apontando pra Sú.
- Hey! Calma eu quero falar com o Jonas é de interesse dele é sério. Diz Sú que beija o rosto dele.
- Sú, vai embora. Diz Jonas.
- Jonas, o que ela quer falar com vc?. Pergunto quase voando no pescoço dele.
- Eu não sei?. Diz Jonas.
- Jonas não mente pra mim?!. Digo nervosa.
- Jonas, pq vc não diz de uma vez que... Qd. ela estava viajando nós saímos e transamos na casa dela. Diz Sú sem se importar.
-??
- Sú vai embora!. Diz Jonas nervoso.
- Vc transou com ela? Na minha casa e na minha cama? Jonas diz que isso é mentira?!. Digo chorando e com minhas mãos sobre minha cabeça.
- Ce, é mentira. Diz Jonas.
- Não me chame de Ce!. Digo engolindo o choro.

Então, eu vou até a sala pego minha bolsa e vou até, a cozinha me despedir dos pais dele.

- Ce! Espera!. Diz Jonas querendo que eu escute suas desculpas.
- Me deixa droga!!. Digo
- Deixa ela ir amor! Diz Sú que estava adorando aquela situação.
- Jonas Sona deixa eu passar!?. Digo
- Não!! Vc tem que me escutar. Diz Jonas que estava na frente da porta.
- Jonas deixa eu passar!. Digo empurrando-o.
- ...
- ...

Eu vou embora correndo e não olhava pra trás. Jonas não consegue me seguir pq a Sú impede. Eu andava totalmente sem rumo e cambaleando como se estivesse bebada.

- Jonas?? Eu acho que estou grávida amor!. Diz Sú sorrindo.
-? Como??. Diz Jonas que não compreende.
- Eu estou grávida. Repete Sú a grande notícia.
- Vc acha que está grávida? ou está grávida?. Pergunta Jonas.
- É uma suspeita. Diz Sú.
- Isso é loucura! Nós não transamos! Isso é loucura!!. Jonas repetia várias vezes pra se convencer de que era uma armação.

- Cecília?!. Chama por mim Sissa amiga da Facu.
- ...
- O quê foi?. Pergunta Sissa que me abraça.
- Jonas me traiu. Digo chorando.
- Como é?. Pergunta Sissa surpresa.
- Ele transou com aquela... da Sú. Digo.
- Vc está brincando né?. Diz Sissa
- Não! Eu estava na casa dele aliás eu sai agora de lá, por que ela apareceu e na minha frente disse que tinha eles tinham transado qd eu viajava. Digo soluçando.
- Vc deixou ele se explicar?. Pergunta Sissa que tinha uma simples opinião de que era mentira.
- Eu sai correndo nervosa, ele dizia várias vezes que era mentira que não tinha transado com ela.
- Ce, eu vou te levar p/ sua casa, lá conversamos melhor. Diz Sissa.
-...
-...

(chegando em casa)
Assim, que chegamos eu sentei no sofá e desabei de vez no choro, Sissa senta ao meu lado me abraça e nada diz apenas deixa que eu desabafe de vez.

(Tel. toca)
Eu na hora disse que era o Jonas, eu deixei tocar, mais a Sissa insistiu p/ que eu atendesse.

(atendo)
- O quê vc quer?. Digo
- Amor vamos conversar?. Diz Jonas desesperado.
- Jonas... pq vc fez isso comigo?. Pergunto
- Eu não transei com ela... acredita em mim? Por favor amor?. Diz Jonas que começa a chorar.
- Jonas... Eu não sei?.

Eu, temia que algo viria.

- Vamos conversar? Eu posso ir até sua casa?. Pergunta.
- Jonas?!
- O que foi Ce?. Pergunta Sissa.
- Ele quer vir aqui! O que eu faço?. Pergunto.
- Deixa ele vir... vcs precisam conversar, se isso ocorreu vc pode perdoar ele, afinal vc não disse o real motivo de sua viagem, e pelo modo que vc voltou Neverland foi muito especial. Diz Sissa.
- Ok Jonas, estarei te esperando. Digo.
- Ok estou indo agora. Diz Jonas.
- ...
-...

(Jonas chega)
Eu vou abrir a porta.

Assim que abro, eu vejo que ele não estava bem que estava sofrendo muito. Eu não podia ver ele assim. Sissa se levanta e vem até a porta.

- Ce, eu vou embora vou deixar vcs conversarem a sós. Diz Sissa que me abraça.
- Esta bem amiga, obrigada! Depois eu ligo pra vc. Digo ainda abraçando a Sissa.
-...

(Sissa sai Jonas entra e eu fecho a porta)

Sentamos no sofá e lá ficamos nos olhando intensamente. Os olhares mais intensos e eu via através daquele olhar um homem que estava louco pelo meu perdão e querendo desabafar.

- Pode começar. Digo com voz de choro.
- Ce, meu amor... Eu não transei com ela, acredita em mim?. Diz Jonas que segura em minha mão.
- Jonas... eu não sei, mais vc tem algo além disso pra falar comigo?. Pergunto.
- Ela disse que que "poderia estar grávida", mais é impossivel?. Diz Jonas que queria a todo custo mostar que era armação da Sú.
- (risos) ai meu Deus! Ela disse que poderia estar grávida? Ainda vc quer negar o que Jonas?. Digo levantando do sofá encorformada.
- Amor eu não transei com ela!! Poxa acredita em mim caramba. Diz Jonas, que se levanta do sofá e me abraça por trás.
-Jonas, por favor... Para, para... Como vc quer que eu acredite em vc?. Pergunto tirando ás mãos dele da minha cintura.
- Amor... É loucura ela estar grávida?!... se ela estiver dizendo a verdade, eu assumo o meu papel de pai, mais eu quero que vc esteja ao meu lado, eu não vou ficar com ela. Diz Jonas.
- Eu não sei, Jonas?. Digo com medo de sofrer mais ainda.
- Por favor? Me dê uma chance? Podemos reverter essa situação, o que me diz?. Pergunta Jonas, que coloca suas mãos em meu rosto.
- Isso é loucura... Jonas eu vou dar mais essa oportunidade se vc pisar na bola acabou. Digo.
- ...
-...

Após essa conversa damos um beijo e um longo e forte abraço.

Enquanto nos abracaçamos eu pensei no Mike. Eu menti p/ o Jonas dizendo que nunca iria trai-lo, mais eu cometi um erro, não sabia se contava que a minha ida p/ os E.U.A. era para me encontrar com o Mike e que eu transei com ele, isso começava a me deixar preocupada, eu não sabia se deixava essa hist. de lado e seguia em frente com o Jonas.

- Vc não contou mais sobre a sua viagem?. Pergunta Jonas.

Qd. ele diz isso eu fico parada, sinto que meu coração ia parar de bater naquele instante.

- Ahh foi legal, normal, tranquilo. Digo mentindo pra ele.

Eu me sentia tão mal com isso, não sabia se contaria e se ele fosse perdoar?.

- Jonas... eu preciso falar com vc... isso é muito sério e importante. Digo com um medo.
- Diz. Responde Jonas que me olhava.
- Nossa, isso é horrivél de dizer. Digo olhando pra baixo.
- Ce?? Tem alguma coisa haver com a sua viagem?. Pergunta Jonas, que me deixa sem saída.
- Sim.. aconteceu algo... Digo pausadamente.
- Sim... Diz Jonas, e seu olhar me assustava.
- Jonas... eu acabei ficando com um cara... Digo.

Jonas me corta qd escuta isso, ele senta no sofá e coloca as mãos na cabeça e começa a rir.

- Vc só pode estar brincando?. Diz Jonas.
- Não... Digo
- Vc fez algo a mais com esse cara? Posso saber o nome dele?. Jonas pergunta duas coisas que eu não gostaria de ouvir e de responder.
- O nome dele não sei? Foi apenas uma beijo. Digo não mencionando o Mike.
- ...

Eu menti qd. iria mencionar o nome do Mike, alguma sensação de alerta, fez com que eu não mencionasse o Mike. De um certo modo eu "contei a verdade", mais eu não saberia como ele iria reagir.

- Vc jura que não teve mais nada com esse cara?. Pergunta Jonas que se levanta e segura minhas mãos.
- Juro Jonas.. Digo com um aperto no peito tão grande.

Então, nos abraçamos e logo depois nos beijamos, mais qd. nossos lábios se tocaram, uma lágrima com "gosto" de traição apareceu, eu não sabia se naquele momento eu parava tudo e abria meu coração pra ele, e aceitaria se ele tomasse a decisão de que não iria me perdoar? ou conviveria com aquilo p/ o resto de minha vida?. Pois bem, eu não fiz nada e qd. terminamos juramos que não iríamos tocar mais nessa viagem.
Se um lado estava "resolvido" o outro estava apenas esquentando. Naquele momento Jonas decide ligar pra Sú.

- Vc vai ligar pra quêm?. Pergunto secando minhas lágrimas na camiseta.
- Pra Sú. Diz Jonas que estva com os lágrimas caindo pelo rosto.
- Vc está brincando? O que vc quer com ela?. Pergunto.
- Vc vai vêr. Diz Jonas.

Eu fico louca pensando no que ele estava armando.

- Alô? Sú, e o Jonas.... Quero falar com vc sobre uma coisa, é sobre a sua suposta grávidez. Diz Jonas.
- Oi, amor... o que é?. Pergunta Sú.
- Eu quero que vc faça o teste de gravidez, eu e a Ce queremos estar junto pra garantir. Diz Jonas.
- (risos) vc está brincando? Pq vc está deconfiando de mim? Sabe vc deveria é desconfiar de sua namorada. Diz Sú.
- Se é sobre a viagem pode esquecer, pq ela me contou o que aconteceu. Diz Jonas que olhava pra mim.
- O que foi?. Pergunto.
- Ela está falando sobre a sua viagem. Diz Jonas olhando pra mim.

Qd. ele diz isso eu fico em transe. Pq ela sabe o real motivo da minha viagem, eu estava vendo que estaria nas mãos dela.

- Sei... ela disse pq foi viajar?. Diz Sú deixando o Jonas nervoso e um pouco desconfiado.
- Olha... eu não quero mais saber dessa viagem ok? Vc vai topar o acordo ou não?. Pergunta Jonas.
- ... vou pensar no seu caso. Diz Sú que desliga.
-...

Eu fico andando em circulos pensando se ela contou pra ele.

- E aí?. Pergunto.
- Ela vai pensar... Diz Jonas.
- Uffa espero que não demore. Digo
- ...
- ...

Jonas e eu ficamos nessa hist. e conversando se ela estiver mesmo grávida como iríamos nos comportar.

5 dias depois...
Eu ainda pensava no Mike e na baita mentira que disse ao Jonas, e pra completar ainda tinha a Sú que poderia ferrar com tudo. Jonas estava em sua casa esperando a Sú aparecer e virem até minha casa.

(Jonas e Sú chegam)
Eu respiro bem fundo e abro a porta.

- Oi! Dizemos os três juntos.
- Vamos acabar com isso tá?. Digo.

(eles entram)
Sú entra e vai p/ o banheiro. Jonas e eu ficamos na fente da porta.

30 minutos depois...
(Sú sai)
Ela olha pra ele e dá um sorriso e abraça ele.

- Parabéns papai!. Dizia Sú que ainda não tinha largado Jonas.
- ??. Jonas não disse nada, mais em seu coração e sabia de que não transou com ela.
- ...
- Vamos começar a escolher o nome. Dizia Sú.

Eu fiquei tão surpresa qt. ele, ela dizendo aquelas coisas me dava um vontade de bater nela, então, eu tiro ela de "cima" dele e corto aquele momento. Começei a falar sobre como iríamos conviver com aquela nova vida. Mais Jonas, não acredita ele ia assumir a criança, mais tinha algo que não cheirava bem.

COnt.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nai Jackson
Admin
avatar

Mensagens : 929
Scores : 1011
Data de inscrição : 01/06/2012
Idade : 21
Localização : Michael Jackson's World

MensagemAssunto: Re: Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA   Dom Jul 22, 2012 11:12 am

Quantas emoções!!!

Tinha que ter uma coisa pra desequilibrar tudo né??? Aff.... pedra no sapato hehe
E clarooo que ela não se esqueceu do Mike!!! Quem esqueceria???? kk

Continua Ceh...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
CeBad

avatar

Mensagens : 332
Scores : 344
Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 27
Localização : Osasco

MensagemAssunto: Re: Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA   Dom Jul 22, 2012 2:15 pm

Nai Jackson escreveu:
Quantas emoções!!!

Tinha que ter uma coisa pra desequilibrar tudo né??? Aff.... pedra no sapato hehe
E clarooo que ela não se esqueceu do Mike!!! Quem esqueceria???? kk

Continua Ceh...


Sempre uma pedra no sapato... mais as vezes isso muda o caminho e leva para um caminho melhor


13º

Uma semana para o Natal...
Eu estava em casa anciosa para a chegada do Natal, afinal era o 1º que comemoraria ao lado do Jonas.

Mais ao decorrer do dia eu pensava na gravidez dela, afinal estava muito estranho? Eu estava perdida, mais eu prometi a ele que ficaria ao lado dele, mais por outro lado penso no Mike o quanto eu machuquei. Mais o inferno estava começando, Sú ligava em casa pra falar com o Jonas, mais teve um dia que ela liga pra falar comigo, me questionando sobre a viagem e o encontro com o Mike. Sua voz deu uma pequena impressão de que era uma ameaça, mais apesar de que ela não ter ligado pra infernizar minha vida, eu fiquei com o pé atrás com ela.

- O quê vc quer?. Pergunto.
- Eu? Nada! Quero falar com o pai do meu filho?. Diz Sú
- (risos) vc está brincando né? O Jonas pode ser o pai do seu filho mais ele é meu namorado... Ele não está aqui, pq vc não liga pra ele?. Digo.
- (risos) calma! eu não quero brigar com vc... conta uma coisa como foi a noite com o MJ?. Pergunta Sú descaradamente.

Qd. ela diz isso eu travo e naquele momento, não sei o quê falo?

(Jonas chega)
- O pai do seu filho chegou. Digo e logo em seguida passo o tel. pra ele.
-...

Jonas pega o tel. e fica sem entender nada. Eu vou p/ o quarto pensar no que irei fazer da minha vida.

- Alô?. Quem é?. Diz Jonas
- Oi papai do ano. Diz Sú.
- O que vc falou pra ela?. Pergunta Jonas.
- Eu? Mais não disse nada? Pq?. Diz Sú.
- Ela se trancou no quarto... me diz o que disse pra ela?. Pergunta Jonas
- (risos) Jonas eu não fiz nada tá legal? O que eu posso fazer se vc aprontou. Dizia ela deixando Jonas nervoso.
- Olha para com isso tá?. Diz Jonas.
- Eu quero te convidar pra passar o Natal comigo!. Pergunta Sú.
- Eu vou passar o Natal com a Ce... É o nosso primeiro natal... Diz Jonas.
- (risos) Vc está brincando? Eu sou a mãe do seu filho.
- Pode ser mais ela é a mulher que amo! Eu tenho que desligar...
- ... ?

(Jonas desliga)
Ele fica com suas mãos em sua cintura e fica pensando no que havia ocorrido.

(entra no quarto)
Eu estava de pé com os braços cruzados e olhando a vista da janela e chorando. Jonas me abraça por trás e começa a nos balançar.

- O que foi amor?. Pergunta Jonas.
- Nada amor... e a Sú que me deixa louca fica me provocando. Digo.
- Amor não liga... sabe o que ela queria? Diz Jonas
- Não? O quê?. Pergunto.
- Que eu passe o Natal com ela. Diz Jonas
- (risos) sério? E vc?. Digo
- Eu falei que iria ficar com vc é claro. Diz Jonas.
- Uhmmm.... ela ficou uma fera?. Digo
- Ô! Como ficou!. Diz Jonas
-...
-...

Eu logo fico em silêncio, isso encomodou muito o Jonas, pois ele percebeu que tinha algo de errado comigo e como eu agi qd. estava no tel.

25 -12 Manhã de Natal...
Eu acordo e vou tomar banho.

(após o banho)
Qd. eu termino eu me arrumo e vou tomar café.

(tel. toca)
Vou atender correndo quase caio no chão.

- Alô? Digo.
- Oi! Aqui é o MJ. Diz Mike com uma voz de sono.
-??. Fico calada

Qd. eu escuto aquela voz novamente minha respiração fica ofegante e meus batimentos vão de 0 á 100 em questão de segundos e começo a transpirar

- Michael?. Que surpresa!?. Digo sentando no sofá.
- Está tudo bem?. Pergunta Mike.
- É que eu nunca imaginaria que vc fosse ligar... depois daquela noite que saí de Neverland... Digo.
- Eu posso te perguntar algo?. Diz Mike
- Sim!. Digo
- Vc me ama? Como seu namorado?. Pergunta Mike.
- Michael?? Pq vc está me questionando sobre isso?. Pergunto.
- Eu só quero saber vc me ama? Não como fã mais como mulher?. Pergunta novamente.
- ... (chorando). Nada digo
- Vc não o ama?. Pergunta Mike sobre o Jonas.
- Michael eu amo o Jonas... Digo com uma dor no coração.
- Pois eu vou lhe dizer... Eu te amo, como nunca amei outra mulher... vc sempre terá um lugar em meu coração. Diz Mike que me deixava sem chão.
- ...

Fico apenas escutando Mike se declarar.

- Feliz Natal e um maravilhoso 1994... I LOVE YOU!. Diz Mike.
- ...

(desligo o tel.)
Naquele momento eu começo á entrar numa crise de choro, começo a "deslizar" pra frente e fico de joelhos no chão, me curvo pra frente com minhas mãos na barriga, e fico pensando no Mike e no Jonas. Minha manhã de Natal tinha começado super bem.

(tel. toca)
Fico com medo de atender e ser o Jonas. Mais eu após três toques resolvi atender.

(atendo)
- Alô?. Digo chorando.
- Ce? É a Sissa! Está tudo bem com vc?. Pergunta Sissa que muda o entusiasmo de sua voz.
- (chorando) Michael ligou!. Respondo.
- Vc está brincando?. Diz Sissa

Nesse momento eu não consigo falar mais nada, ou o que eu consigo vou falando pausadamente.

- Ele deve te amar!. Diz Sissa
- Ele me ama... ele me fez uma pergunta que acabou comigo. Digo.
- Qual?. Pergunta Sissa.
- " Se eu o amava asssim como amo Jonas...". Repito a pergunta do Mike.
- Ahhh eu não acredito? E vc?. Diz Sissa.
- Eu respondi que não!. Digo
- Ce?! Vc o ama?. Pergunta Sissa
- Pode parecer loucura mais eu amo os dois da mesma maneira intensa, selvagem, romântica...
- Ce? Vc não ama mais o Jonas como antes... Depois que vc foi pra Neverland ou melhor qd. vc começo á ter amizade com o Mike após o show dele vc mudou... Diz Sissa
- (chorando)...
- Responde vc ama o Mike?. Diz Sissa.
- ... Sim!! Mais eu não ficar com ele... Respondo.
- Ce? Não se engana está em tempo de vc ir ao encontro do Mike!. Diz Sissa
- ... Eu tenho que ir agora... Feliz Natal!. Digo falando rápido.
-...

Eu, olha pra cima e digo em voz alta "Deus! Me ajuda? Por favor!!", então, eu vou até o banheiro lavo meu rosto pra ir á casa da minha mãe.

(no banheiro)
Eu molho duas vezes meu rosto, deixo minhas mãos em cima da pia e fico olhando fixmamente p/ o espelho, nisso como se fosse os meus sentimentos que estivessem "falando" eu começo a ver imagens minha com o Jonas e depois com o Mike, na duas eu estava feliz por estar ao lado de dois homens que me fizeram a mulher mais feliz, mais por outro as palavras da Sissa e do Mike começavam a me torturar como fantasmas.

Eu pego a toalha e enxugo meu rosto. Então, eu respiro bem fundo pego minhas coisas e saio.

(saio)

Enquanto eu caminhava até a casa da minha mãe, eu pensava mais eu acabava ficando com raiva por que eu pensava, mais não adiantava nada.

(chego na casa dela)
Entro.

- Oi! Feliz Natal!. Digo abraçando-a.

Mais assim que ela me abraçou, começei a chorar desesperadamente.

- O quê aconteceu? Vc brigou com o Jonas?. Pergunta minha mãe acariciando meus cabelos.
- (chorando) Ahh mãe! Esta dando tudo errado na minha vida... Jonas vai ser pai, eu me envolvi com um homem... Dizia chorando sem parar e soluçando.
- ...

Minha mãe fica surpresa pois, não sabia desses problemas. Ela então, me puxa e nós fomos p/ o meu antigo quarto.

(entramos no quarto)
Ela fecha a porta e nós nos sentamos na cama.

- Me conta tudo. Diz minha mãe que começa a ficar nervosa.
Ok... em 1º lugar qd. eu fui viajar p/ os E.U.A. eu menti para o Jonas dizendo que iria a casa e uma tia... 2º lugar lembra do show do MJ que fui? Pois bem, nós começamos a ter uma amizade, e foi por causa dele que fui viajar... Me explicava.
- Hum o quê tem isso haver?. Pergunta.
- Nessa viagem eu fui pra Neverland e uma atração muito forte que nos dominou e.... nós transamos. Jonas não sabe mais a Sú ouviu a conversa entre eu e a Sissa e eu fico morrendo, sempre que ela liga querendo falar com ele... Dizia.

Ela levanta e fica andando em circulos.

- Como vc foi capaz disso?. Pergunta indignada.
- Mãe aconteceu... ele me ligou de manhã me perguntando se eu o amava como amo o Jonas. Digo.
- Como? (risos) isso é piada só pode. Repetia.
- ...
- Eu th que ir, vou passar o Natal com o Jonas. Digo e me levanto em seguida.
- Vc vai ficar aqui! Eu quero que vc me explique melhor pq eu fiquei confusa. Diz ela nervosa.
- Mãe... amanhã está bem? Hoje e Natal por favor deixa-me ir. Digo chorando.

Ela fica me olhando e um silêncio assustador.

- Ok! Mais amanhã, quero que vc me explique muito bem essa hist.
- Obrigada. Digo abraçando-a fortemente.

Mais qd. eu abro a porta ela me chama.

- Ce espere... deixa eu te fazer uma pergunta... Vc ama o Jonas ou o MJ?. Pergunta com sua mão direta em meu rosto.
-... Eu não sei explicar? Eu estou apaixonada pelos dois, não sei se isso é possivél? Mais eu th medo, medo de fazer a escolha que seja errada?. Digo
- Vc vai saber escolher. Diz ela que me dava um imenso conforto.
- ...

Então, eu sai do quarto, ela ficou lá pensando na tremenda confusão que entrei.

(saio)

Pego um táxi e vou p/ casa do Jonas.

(chegando lá, toco a campainha)
Assim, que ele abre nos olhamos, e demos um bj.

- Oi amor! Feliz Natal! Diz Jonas.
- Oi, Feliz Natal!. Respondo.
- Vc estava chorando?. Pergunta.
- Sim... eu passei na casa da minha mãe. Digo
- Seus pais não vão vir?. Pergunta
- Não! Eles vão passar na casa da minha avó. Digo
- Hum... mais venha, venha. Me puxava pra dentro.

Qd. entro comprimento seus pais e alguns famíliares. Jonas me apresentava com um grande sorriso, mais aquele sorriso me torturava.
Após eu ter conehcido seus famíliares, eu vou ajudar na cozinha, pq isso seria uma falta de respeito tremenda, aliás todas as mulheres foram p/ a cozinha.

Horas mais tarde 20h00...
Estava tudo uma maravilha até...

- Ce, eu assim que soube que a Sú estava grávida, eu achei correto chama-lá... Sabe de uma coisa, Jonas me contou que não transou com ela e eu acredito, ele nunca iria te trair, ele me disse e deve ter contado pra vc tbm, que se ele for se apaixonar por uma outra garota, ele iria conversar e esperar que vcs fossem bons amigos. Dizia a mãe do Jonas.
- ??... é nós conversamos sobre isso... como ele reagiu?. Pergunto.
- Não gostou nada, mais pelo que eu a conheci, ela não deve ser uma boa pessoa... Dizia
- ...
-...

(tocam a campainha)
Jonas vai abrir. Qd. eu percebo que era ela com seus pais eu respirei bem fundo. Eu percebi que ele não queria nada com ela, pq ela queria um bj ele apenas abraçou-a.

- Oi Ce! Feliz Natal! Esses são meus pais. Dizia Sú.
- Oi, Feliz Natal!. Respondo.

O mais estranho é que todos perceberam o que estava acontecendo. Parecia que tinham contado p/ todos mais não, as nossas reações falavam por nós.


CONT.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
nany jackson

avatar

Mensagens : 484
Scores : 654
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 30
Localização : São Paulo

MensagemAssunto: Re: Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA   Seg Jul 23, 2012 4:29 pm

Eita mundo que coisa de louco como assim ela esta apaixonada pelos 2 não minha querida quem muito quer nada tem sabia disso....nossa Ce desculpe pela demora...mas hoje enfim consegui colocar em dia minha leitura com sua fic né kkkkkkkkkkkkkk e posso dizer que esta linda...eu tenho uma leve impressão que ja li ela em alguma comunidade não??mas enfim agora estou apar de tudo que rola nessa fic e agora só tenho uma coisa pra dizer cont posta mais pra genet sua linda por favor.....

Beijos

_________________
Te amo enternamente Michael Jackson


Gente vamos visita o forum da nossa amiga Mila tb ele é lindo viu!
http://carousel.ativoforum.com/


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
CeBad

avatar

Mensagens : 332
Scores : 344
Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 27
Localização : Osasco

MensagemAssunto: Re: Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA   Seg Jul 23, 2012 5:49 pm

nany jackson escreveu:
Eita mundo que coisa de louco como assim ela esta apaixonada pelos 2 não minha querida quem muito quer nada tem sabia disso....nossa Ce desculpe pela demora...mas hoje enfim consegui colocar em dia minha leitura com sua fic né kkkkkkkkkkkkkk e posso dizer que esta linda...eu tenho uma leve impressão que ja li ela em alguma comunidade não??mas enfim agora estou apar de tudo que rola nessa fic e agora só tenho uma coisa pra dizer cont posta mais pra genet sua linda por favor.....

Beijos


Verdade eu posso ficar sem os dois!!
Relax eu fico tranquila pois está gostando!!!

14º

Eu queria que aquela noite passasse o mais rápido possivél. Eu, não dava nenhuma oportunidade p/ que ela ficasse com o Jonas, até pq ele não queria ficar com ela.

- Amor vamos tirar uma foto?. Pergunta Sú "em cima dele".

Eu fiquei olhando pra ela, e segurando fortemente a mão dele.

- Sú... Por favor!. Diz Jonas.
- Ela pode tirar a foto tbm Jonas. Diz Sú.
- Está bem, mais só essa foto ok?. Questiona o Jonas.
-...
-...

Então, Jonas, eu e a Sú fomos num canto tirar a foto. Eu e ele forçamos o sorriso, por causa dela, não sei se perceberam, mais se percebera não iriam falar nada, mais nem precisaria pq a nossa reação já dizia tudo.
Após tirarmos essa foto, Jonas e eu fomos p/ o quarto dele namorar um pouco, pq na sala não tinha condições não, pela família dele mais sim pela Sú.

(saimos da sala)

Sú, chamou o Jonas, mais ele nem virou.

(entramos no quarto)
Jonas fecha a porta e começa a me beijar fervorosamente.

- Jonas... espera amor (risos) calma!. Digo enquanto ele me beijava.
- Estou tão feliz por vc estar aqui comigo. Eu te amo, muito, muito. Dizia Jonas que deslizava suas mãos pelo meu quadril.

Os beijos começaram a esquentar, Jonas vai me levando até a cama, ríamos que a minha barriga começava a doer.

(batem na porta)
- Ahhh quem será?. Diz Jonas.
- Adivinha?. Respondo.

Jonas levanta todo chateado.

(abre a porta)
- O que vc quer?. Diz Jonas p/ a Sú.

Qd. eu percebo que ele mudou a voz eu desanimei.

- Ahh Jonas sua mãe está chamando p/ jantar. Diz ela.
- Não está na hora... nós só vamos á 0h00. Diz Jonas.
- Mais assim tão tarde?. Dizia ela que estava louca p/ entrar.
- ...
- ..

Jonas pediu p/ que ela se retirasse, pq queria ficar sozinho comigo. Pois bem, ela sai com uma cara de poucos amigos.

(ele fecha a porta)
Jonas senta na beira da cama, coloca suas mãos em sua cabeça, eu lvou até ele e abraço-o por trás. Jonas, coloca suas mãos sobre as minhas.

- Amor calma!. Digo.
- Ela não me deixa em paz, ela não vai nos deixar em paz. Dizia Jonas.
- Jonas é melhor que voltassemos... não seria legal que ficassemos aqui. Digo.
- É vc está certa... vamos descer. Diz Jonas.
-...
-...

Levantamos.

(saímos)

Qd. chegamos na sala.

- O quê os dois estavam fazendo lá em cima?. Pergunta Marcelo um primo dele.
- (risos)... Nada apenas conversando pq?. Diz Jonas que ao sorrir mostra suas covinhas e deixa que todos pensem que estavamos fazendo coisas impróprias.
- Jonas o seu sorriso não engana, seu danado quer ficar sozinho com ela, após termos aberto os presentes vão p/ uma Hotel. Diz seu pai sacaneando Jonas e eu.

Eu fiquei vermelha com aquela conversa.

- Ce posso dizer uma coisa?. Diz Marcelo.
- (risos) pode?!. Respondo
- O Jonas é parente do coelho gosta de procriar viu?. Dizia Marcelo rindo.
- (risos) Sério?. Respondo.
-...

Jonas escutava essa conversa e mordia seus lábios, dentro de mim uma sensação começa á aumentar e começar a pensar "coisas" com ele.


Todos me olhavam como se eu tivesse cometido um crime, Jonas olhava pra mim e ria, eu passava minha língua no céu da minha boca e abaixo a cabeça e abraço Jonas envergonhada.

- O quê foi?. Pergunta Jonas.
- Jonas não foi nada... (risos)... Respondo rindo e lambrando do que o Marcelo disse.
- Foi o que meu primo disse?. Pergunta Jonas que ria.
- (risos)... é. Respondo.

Jonas abraça-me mais forte. Sú como sempre queria estragar tudo, ela fazia de tudo p/ ele olhar e qd. ele olhava ela passava ás mãos em sua barriga qd. eu via isso eu ficava louca, ela queria nos provocar, Jonas olhava e balançava a cabeça com um olhar de desprezo.

Quatro horas mais tarde...
Qd. deu 0h00 fomos trocar os presentes, ríamos sem parar os familiares do Jonas falavam cada coisa engraçada.

- Bem chegou a minha vez... O meu amigo secreto é uma pessoa maravilhosa, lindo, que me fez a mulher mais feliz do mundo. Dis Sú descrevendo, passando sua mão em sua barriga e olhando p/ o Jonas.

Jonas olhava, olhava, cruza seus braços, olha pra baixo, mais ele vai até ela. Sú abraça fortemente ele e dá um selinho, nisso Jonas não retribui o abraço do jeito que ela gostaria.

- Espero que vc goste?. Diz Sú com os braços p/ trás.

Jonas abre e tem uma surpresa. Sú tinha dado um macacão de saída de maternidade com o distintivo do Santos.

- Olha que fofo filho. Diz a mãe do Jonas.

Jonas fica segurando e olhando p/ a roupa, eu olhava pra ela com uma raiva, Jonas então olha p/ mim, de um jeito, eu pensei "Ela merece uns tapas... que oferecida?!...", eu olhava p/ o Jonas e levantava a minha sobrancelha, ele logo percebia que eu queria pular no pescoço dela, então, Jonas pensa "Ce levantou a sobrancelha é uma mal sinal... mais o quê ela quer? Porquê minha mãe a convidou?", Jonas sai de perto da Sú e vêm onde eu estou.

- Mais que atrevimento dela não?. Digo com os braços cruzados.
- Eu não sabia que ela viria. Dizia Jonas.
- Eu sei, sua mãe havia me dito. Digo.

Jonas guarda a roupa e coloca no braço do sofá, ele pega em meu braço e vamos até a cozinha.

(na cozinha)
Jonas segurando meu braço fecha a porta, vamos até o balcão.

- Ce? Olha pra mim amor?. Diz Jonas, que coloca suas mãos em meu rosto.
- Fala... Respondo.
- Vc sabe que ela vai aprontar, não sabe? Não se deixe abater por causa das provocações... Dizia Jonas.

Jonas e eu ficamos por 5 minutos conversando.

(saimos da cazinha)
Nós fomos jantar Jonas e eu sentamos um do lado do outro, e Sú na frente dele. Eu percebia que os pais dela não eram boas pessoas pq a mãe dela falava algo olhando pra mim e ria logo em seguida, eu me controlava p/ não fazer besteira.

Após o jantar...
Todos ficam brincando, a mãe da Sú me chama pra conversar.

- Posso falar com vc?. Diz Ruth mãe da Sú.
- Claro. Respondo mais muito surpresa.

(fomos p/ a cozinha)
Ela fecha a porta.

- O que vc quer?. Perguntava Ruth apontando p/ mim.
- Perdão?. Respondo.
- É melhor vc e separar do Jonas, e deixar que ele fique com a minha filha. Dizia grosseiramente.
- (risos) eu não vou brigar com a Srª... eu não vou deixar ela ficar com o Jonas. Respondo.
- Ela está grávida dele... se ela perder esse filho por sua culpa... Diz Ruth.
- Está me ameaçando?. Pergunto.
- O que vc acha?. Diz Ruth nervosa.

(Ruth sai)
Eu viro p/ a Janela coloco minhas mãos na cabeça e começo a chorar nervosa.

Jonas observa Ruth saindo da cozinha.

- Onde está a Ce?. Pergunta Jonas.
- Está na cozinha, eu falei com ela. Diz Ruth.
- Conversou o quê?. Pergunta Jonas.
- Nada... Diz Ruth disfraçando.

(Jonas vai na cozinha)

Sú vai até sua mãe.

(na cozinha)
- Ce?. Diz Jonas.
- Jonas me abraça? Me abraça bem forte?. Digo chorando

(na sala)
- Eu conversei com ela, disse p/ ela ficar longe do Jonas. Dizia Ruth.
- (risos) Oh mãe... Obrigada!! Está pensando em algum plano?.
- Sim. Responde Ruth com um largo sorriso.

(na cozinha)
Jonas me abraçava e percebe que a conversa foi tensa.

(saimos da cozinha)
Fomos p/ o quarto dele.

Ruth queria se realizar as custas de sua filha, Sú tinha um segredo.

Cont.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
nany jackson

avatar

Mensagens : 484
Scores : 654
Data de inscrição : 04/06/2012
Idade : 30
Localização : São Paulo

MensagemAssunto: Re: Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA   Ter Jul 24, 2012 1:06 pm

Tal mãe tal filha 2 vacas rididculas e aposto que esse filho nem é dele
e o mike como fica nisso tudo heim....
complicada essa sua fic amiga kkkkkkkkkkkkkkkkk
mas adoroooooooooooooooooooooo

cont

_________________
Te amo enternamente Michael Jackson


Gente vamos visita o forum da nossa amiga Mila tb ele é lindo viu!
http://carousel.ativoforum.com/


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
CeBad

avatar

Mensagens : 332
Scores : 344
Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 27
Localização : Osasco

MensagemAssunto: Re: Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA   Ter Jul 24, 2012 2:49 pm

nany jackson escreveu:
Tal mãe tal filha 2 vacas rididculas e aposto que esse filho nem é dele
e o mike como fica nisso tudo heim....
complicada essa sua fic amiga kkkkkkkkkkkkkkkkk
mas adoroooooooooooooooooooooo

cont

Olha eu gosto de escrever na hora o conto sabe, então eu quando começava a digitar eu nem pensava eu ia digitando conforme vinha na minha mente kkkk

15º

Como já era muito tarde eu durmo na casa dele.

- Obrigada por ter nos convidado. Diz Ruh abraçando a mãe do Jonas.
- Que isso... Mesmo que o Jonas e sua filha não estejam juntos, ela vai ser futuramente mãe do filho dele. Responde ela.
- ...

Mais como ela tbm tem um prazer em acabar com alegrias dos outros.

- Posso falar uma coisa p/ Srª?. Pergunta Ruth.
- Claro. Responde.
- Eu não quero estragar a vida dos dois mais... a Srª confia na namorada do Jonas?. Diz Ruth.

Nesse momento, a mãe dele começa a "rir" daquela pergunta. Eu de longe olho as duas conversando, cutuco ele.

- O quê elas falam?. Questionava p/ ele.
- Relaxa amor... aliás quero saber pq vc estava chorando na cozinha?. Pergunta Jonas que estava me abraçando por trás.
- Jonas... pq eu fui falar?. Digo.
- Me conta. Diz Jonas me pressionando.

Enquanto eu, tentava mudar de assunto, eu observava as duas.

- Claro que sim... pq faz essa pergunta?. Questiona surpresa a mãe dele.
- Por nada... por bobeira. Responde Ruth.
- ...

Nisso chega Sú, p/ se despedir. Ela fazia de tudo para agradar a Srª Carmem (mãe do Jonas). Então, Sú e seus pais se despendem de todos.

- Ai que cabeça a minha vou me despedir da Ce. Diz Ruth com um sorriso mais que falso.

Qd. ela vem em nossa direção eu já penso "O quê essa cobra mãe quer agora?".

- Eu th que me despedir do casal. Diz Ruth com os braços abertos e um sorriso falso.

Lógico que Jonas e eu rimos dessa cobra, principalemte eu.

- Obrigada pela linda noite e desculpe se minha filha constrangeu vcs em algum momento?!. Diz Ruth abraçando ele.
- Que isso.. Responde Jonas.
-...

Carmem chama Jonas.

(Jonas sai)

Fica apenas nós duas, ele muda a fisionomia rapidamente.

(Jonas chega)
Jonas não tinha trocado nenhuma palavra com ela, ele tinha sido frio com ela, lógico que a mãe dela ficou louca.

- Vc entendeu o que eu disse na cozinha?. Diz Ruth em meu ouvido e me abraça assim que ele volta

Não digo nada, apenas escutava calada, mais Jonas percebia que estava ocorrendo algo de muito estranho. Ela bj minha bochecha, um gesto pra lá de falso.

(Sú e seus pais saem)
Todos vão dormir, como a casa era grande podiam dormir avontade. Jonas e eu nos despedimos e fomos p/ o quarto.

(dentro do carro)
Ás duas cobras falavam no plano a única pessoa que tinha "cabeça" e era uma boa pessoa era o pai dela, que nunca aprovou o jeito que ela foi criada pela mãe. Aliás o casamento deles não estavam mais um paraíso, ele sabia que elas iriam aprontar.

(quarto do Jonas)
Jonas e eu nos tracamos e nos deitamos, eu sobre seu peito e ele acariciando meus cabelos.

- Vc quer falar pq vc estava chorando?. Pergunta Jonas.
- Amor... eu não quero falar disso, por favor?. Digo
- Vc tem certeza?. Pressiona Jonas.
- Tenho amor. Respondo.

Se eu contasse ele iria brigar com ela, e lógico que a Sú iria abrir o jogo.

(Sú chega em sua casa)
Elas saem correndo como o diabo corre da cruz e vão vai o quarto.

(quarto de seus pais)
Lá Sú conta uma coisa que deixa sua mãe muito feliz, e em cima dessa notícia começa a planejar o que iriam fazer.

Sú então, conta a sua mãe um grande segredo. Ruth levanta da cama e começa a gargalhar de tanta felicidade.

Vespera de Ano Novo...
Iria passar com o Jonas novamente, eu estava sozinha em casa já que um dia depois do Natal meus pais foram viajar, eles me chamaram mais eu preferi comemorar ao lado do Jonas.

(abro a porta)
Estava indo jogar o lixo qd. vejo uma carta, fiquei curisosa até pensei que seria uma ameaça daquelas loucas. Eu coloco a carta na mesa e vou jogar o lixo.

(fecho a porta)
Eu sento no sofá p/ lêr.

"Sabe o que eu mais queria neste exato momento, estar tão pertinho de você que até nossa respiração se confundiria.

Sentir seus braços a me envolver e suas mãos a me tocar, não precisariam de palavras, apenas o silêncio reconfortante de saber que mesmo por instantes poderia me sentir seguro e amado.

Você me faz falta, mesmo sabendo que não posso e que podes estar comigo, meu coração teima em não me entender e muito menos aceitar.

Foi tão casual, você não premeditou e eu também não, apenas nos vimos por puro destino e então não houveram forças que nos afastassem, precisávamos nos pertencer, estava escrito.

Você modificou a minha vida mesmo sem se dar conta do seu poder, brilhou tão intensamente que este reflexo irá dura por toda uma existência.

Vem que a sede de te querer e te desejar me faz muito melhor, eu só queria poder amanhecer ao seu redor, preciso tanto que me faça feliz...

Sinto que o tempo e a distância inevitavelmente irá afastar nos dois e seremos apenas uma doce lembrança que permanecerá viva somente dentro dos nossos corações.

Seremos um segredo vivo e adormecido, mais uma certeza eu terei, você foi a melhor coisa que aconteceu para mim".


Conforme eu ia lendo minha respiração ficava mais intensa, minhas mãos tremulas, qd. termino vejo que não estava assinado mais não precisaria eu sabia que era o Mike. Mais uma vez fico louca sem saber o quê fazer?. Será que eu não estou vendo o quê está acontecendo?.

- Pq.?. Me questionava.

Eu tinha que esconder essa carta antes que o Jonas encontrasse.

(vou p/ o quarto)
Eu vou direto abrir o guarda - roupa, pego uma caixa onde guardava meus cadernos com poesias e poemas que escrevia.

(tel. toca)
Dou um grito.

(atendo)
- Alô? Ce?.Diz Jonas.
- ...

Qd. eu atendo eu começo á imaginas coisas. Fiquei tão perturbada que "escuto a voz do Mike", fico sem responder por alguns segundos até que eu volto do transe.

- Amor? Amor??. Perguntava Jonas, que começava a ficar preocupado.
- Oi! Desculpe-me eu estava distraída em meus pensamentos.
- Humm espero que sejam bons. Diz Jonas.
- (risos) Sim... são bons...
-...

Jonas tinha ligado p/ me falar que horas ele podia ir me buscar, lógico que eu tentava ao máximo manter meus pensamentos naquela conversa, mais eles voaram p/ Neverland, como sempre foi.

- Jonas... a Sú e os pais dela não vão estar em sua casa né?. Pergunto.
- (risos)... Não eu falei com a minha mãe e ela tbm concordou que não seria uma boa idéia. Responde.
-...

Jonas e eu combinamos a hora em que ele viria me buscar.

Horas mais tarde...
Qd. eu já estava na casa dele, finalmente soubemos o que era paz. Estava tudo lindo, mais pensativa "Se a Sú aparece?", eu fazia de tudo p/ que não percebam o que estava acontecenddo comigo.

Contagem regressiva...
Estavámos muito animados, todos começam a fazer a contagem, Jonas e eu de mãos dadas.

- Feliz Ano Novo Ce! Diz Jonas.
- Feliz Ano Novo amor. Respondo

Todos se abraçaram.

- Vc aceita se casar comigo?. Pergunta Jonas
- O quê? Eu não escutei. Digo em seu ouvido.
- Vc quer se casar comigo?. Pergunta Jonas, perto do meu ouvido.

Eu começo a rir.

- Aceito! Respondo no susto.

Então, nos abraçamos. Jonas saía gritando "Nós vamos nos casar!", todos reagem de uma maneira que me assustava.

- Vcs estão de brincadeira?. Perguntava Carmem mãe do Jonas.
- Não!!. Diz Jonas que me olha e beija-me
- Ele tbm me surpreendeu com esse pedido. Respondo.

Todos começam a gritar e a bater palmas, eu morrendo de vergonha.

- Eu posso ligar p/ minha mãe?. Pergunto.
- Claro amor, vai no quarto dos meus pais. Responde Jonas.
- Obrigada.

(vou p/ quarto de seus pais)
Fecho a porta e ligo.

-Alô? Digo.
- Alô? Oi filha! Feliz Ano Novo. Diz minha mãe.
- Feliz Ano Novo pra vc tbm e p/ todos aí. Digo.
- Humm sua voz está diferente o quê está acontecendo?. Pergunta minha mãe.
- Adivinha?. Digo.
- Vc está brincando?. Responde surpresa.
- (risos) quem me dera... Digo
- E vc aceitou?. Pergunta.
- Sim. Respondo.

Qd. eu digo "Sim" ela dá um grito e começa a chorar.

- Mãe?! Calma... Digo.
- Minha pequena irá se casar... Fico tão feliz por vc amor... mais espera um momento. Diz ela.
- O quê foi?. Pergunto.
- Vc está bem?. Pergunta.
- Claro. Respondo.
- Não está... eu te conheço... Diz ela me pressionando.
- Mãe... estou no tel. da casa dos pais do Jonas a conta vai vir imensa. Respondo.
- Apenas me responda... Ele tentou outro contato com vc?. Pergunta.
- Não.. Digo
- Vc está mentindo. Diz ela.
-... Nada digo.
- Eu sabia... ele falou com vc né?. Insistia
- Ele me mandou um cartão...
- ...

(batem na porta)
Jonas entra.

- Mãe th que desligar... Bjs tchau. Respondo.

(desligo)
- falou com ela?. Perguntou
- Sim... vamos descer?. Respondo

(saimos do quarto)

Qd. nos sentamos o tel. toca.

(Srª Carmem atende)

- Alô?. Pergunta.
- Oi, minha querida sou eu Ruth. Diz ela.
- Oi, Ruth!. Responde.
- Feliz Ano Novo pra vc e sua família. Diz ela.
- Igualmente. Responde.
- Aconteceu algo?. Pergunta
- Sim! Jonas pediu a Cecília em casamento. Diz ela feliz e com um sorriso.
- Oh!! Que bom... Parabéns p/ o casal!!. Diz ela.
-...
-...

Nisso eu olhava p/ ele e logo sabíamos com quêm a Srª Carmem falava.

CONT.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
CeBad

avatar

Mensagens : 332
Scores : 344
Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 27
Localização : Osasco

MensagemAssunto: Re: Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA   Qua Jul 25, 2012 6:37 pm

16º

(casa da Sú)
- O quê foi mãe?. Pergunta Sú.
- Vc não sabe na loucura que acabei de saber. Responde ela.
- O quê?. Pergunta anciosa Sú.
- Jonas pediu aquela mulherzinha em casamento. Diz

Sú, levanta da cama e começa a andar em circulos.

- Ele não pode fazer isso?. Falava estericamente Sú.

Ela começa a gritar.

(na sala)
Seu pai estava escutando os gritos da Sú, ele decidi ir ver o que estava acontecendo.

(no quarto)
- Vc pode se acalmar? Poxa eu vou fazer com que ele termine com ela.
-..

(pai da Sú bate na porta)
-Está tudo bem? Abram a porta!!. Dizia ele batendo na porta.
- André por favor... não atrapalha está tudo bem aqui. Diz ela

Ele sabia que as duas estavam aprontando alguma, ele continuava com as batidas cada vez mais fortes.

- Abram essa m*** dessa porta agora. Diz ele alterado.

(Sú abre a porta)
Ele entra e logo percebe do que se tratava.

-Vcs querem impedir que eles se casem?. Pergunta

As duas ficam caladas por alguns segundos, mais logo começam a falar.

- Sim!! Eu quero que minha filha tenha do melhor. Diz ela com sua voz alterada e demostrando a infeliciade em seu casamento.
- Pq? Vc está falando isso? Eu não fui um bom pai para ela?. Pergunta André.
- Foi sim... mais vc não é o verdadeiro pai dela... eu menti todos esses anos, eu falei que estava grávida de vc, por causa de seu dinheiro, eu nunca amei vc como deveria. Diz ela chorando e tirando um peso de sua conciência.

Sú assistia aquela cena bem de perto, pedia para que eles parassem, mais nada adiantava. Seu pai tinha um problema muito sério do coração, ele usuava um marca-passo.

- Vc? Como? Eu disperdiçei a minha vida ao lado de uma mulher soberba e mesquinha? Eu não vou deixar vcs estragarem a vida dos dois... há mais uma coisa eu quero me divorciar de vc, quero que vc e sua filha saíam da minha casa. Diz ele que sai nervoso.

Sú fica olhando para sua mãe.

- Engole esse choro. Diz Ruth.
- Eu vou ver se ele está bem?. Diz Sú.
- Vc não ouviu? Ele não é seu pai!. Diz Ruth que segurava pelo braço dela.

Ruth ficou tão nervosa que empurrou ela na cama.

Sú não reconhecia sua mãe.

(casa do Jonas)
Jonas e eu resolvemos ir visitar minha amiga Sissa.

(saímos)
Jonas começava a falar nos preparativos p/ o casamento e eu nem pensava nisso.

(casa da Sú)
Ruth sai do quarto e vai direto, p/ a sala falar com André.

(Ricardo liga)
- Alô? Sú?. Diz ele.
- Oi! Tudo bem!. Como vc está?. Pergunta ela.
-...
-..

Ambos ficam falando por alguns minutos. Ricardo ama Sú, sempre está ao seu lado qd. ela mais precisa, ele sabe que o Jonas não se envolveria com ela. Mas Sú, tem uma coisa que ela guarda e que não aguenta mais prosseguir com isso. Mais depois daquela cena que viu, ficou com medo de sua mãe caso ela se arrependa e deixe Jonas prosseguir sua vida.

- Vc está bem?. Pergunta ele.
- Estou numa situação complicada... tenho um segredo que é muito tenso. Diz ela que começa á chorar.
- Me conte! Vc sabe que pode contar comigo. Diz ele.

Ela sabia que podia contar com ele, mais preferiu não comentar nada.

(na sala)
Ruth chega bufando de raiva e começa a gritar. Mais André não aguentaria mais aquela vida.

- Vc ainda está aqui?. Diz ele que tinha uma mão em seu peito.
- Hã? Eu não irei sair daqui... Sabe Jonas não pode casar com ela porque aquela mulherzinha que não tem onde cair morta, traiu ele?. Dizia ela que provocava-o mais ainda.
- Isso é loucura... Vc é louca. Diz ele que senta por causa de suas dores que ficam mais intensas.
-...

Ruth chama a Ambulância. Ela da sala chama pela Sú.

(no quarto)
- Eu th que desligar minha mãe está me chamando. Diz ela que desliga logo o tel.
-...

(Sú sai do quato)
Qd. ela chega na sala percebe que André não estava bem. Ruth logo diz que tinha acabado de chamar a Ambulância. Ruth estava descontrolada.

(chega o socorro)
Elas seguem a Ambulância.

(casa da Sissa)
Ficamos conversando por horas e horas, contamos a novidade, Sissa olhava p/ mim e balançava a sua cabeça mais seu olhar dizia outra coisa.

( Hospital)
Ruth mostrava nervosismo aos olhos das pessoas do local, mais por dentro ela estava feliz. André foi levado p/ a UTI de Cardiologia.


Nos E.U.A...
Mike começa a sair com a Lisa, mais sem que a imprensa saiba.

No Brasil...
Jonas e eu damos uma volta após sair da casa da Sissa.

(casa do Jonas)
A mãe do Jonas, fala com ele sobre o "pai" da Sú, assim que chegamos em sua casa. Jonas e eu ficamos assustados e decidimos ir até o Hospital.

(Hospital)
Na recepção, Sú estava derrubada emocionalmente, sua mãe nem ai pq sabia que iria herdar uma baita grana. A família do André não era dona de nada ou coisa assim, mais eles souberam investir.

(médico aparece na recepção)
- Doutor e meu marido?. Pergunta ironicamente Ruth.
- Ele está fora de perigo. Responde.

(Jonas e eu chegamos)
Assim que Sú nos observa ela saí correndo até ele de braços abertos e chorando como uma criança.

- O paciente tem pressão alta? Pergunta.
- Sim. Responde Ruth.
-...
- Posso ver ele?. Pergunta Sú.
- Bem ele já está no quarto, está dormindo... tudo bem mais não demore. Avisa o médico.
- Obrigada. Responde.

(Sú sai)

-Posso ver ele tbm?. Pergunta Ruth que em sua mente doentia estava armando uma.
- Tudo bem... Responde ele.

(Ruth sai)

Jonas e eu ficamos na recepção esperando por elas.

(no quarto)
Sú entra. Ainda na porta ela observava atentamente André, ela passa a mão e sua barriga e começa a pensar na vida. Ela vai chegando perto dele, senta na beira da cama, pega a mão dele e começa a pensar nas maluquices de sua mãe. Ficou por 15 minutos. Ela se levanta ainda segurando a mão dele, dá um beijo em sua testa e sai.

(Sú sai)
Ruth já estava na porta esperando.

(Ruth entra)

Sú qd. chega na recepção. Jonas vai abraça-lá.

(no quarto)
Ruth chega respira bem fundo, num gesto de que tinha perdido a chance de sua vida. Ela senta ao lado dele, e começa a falar barbaridades. Ela não fica muito tempo no quarto.

(Enfermeira entra)
Ruth muda novamente.

(Ruth sai)

Qd. ela fecha a porta, ela olhava pela janela e ficava com o olhar fixo em André.

(Ruth chega na recepção)
Ela já tinha um plano em sua mente.

- Eu vou dormir no hospital hoje. Diz Ruth.
- Mãe... deixa-me ficar tbm?. Pergunta Sú.
- Não!. Responde com um tom de voz diferente.

Nesse momento quase que esse jeito de responder colocava tudo a perder. Então, nós os quatro fomos embora. Ruth iria voltar mais tarde.

(saímos)

Ruth vai para sua casa. Jonas, eu e Sú fomos para a casa dele.

(casa do Jonas)
Srª Carmem tinha falado ao Jonas p/ que viessem. Sú não podia ficar sozinha afinal estava grávida.

Horas mais tarde...
Ruth leva escondido em sua bolsa um veneno, era naquela noite que ela mataria André.

(Ruth sai)
...

(no Hospital)
Ruth chega na recepção conversa com o Dr. Gustavo.

3 horas mais tarde...
22h00 e Ruth estava com o médico na cantina do Hospital. Falavam do que tinha acontecido.

(saem da cantina)
Vão p/ o quarto.

(no quarto)
Qd. ambos estavam olhando André.

(batem na porta)
A enfermeira entra.

(o Dr. sai)

André acorda. Enquanto isso Ruth queria "ajudar" a enfermeira.

- A senhora pode pegar um comprimido daquele vidro.?. Diz apontando.
- Sim. Responde.

Ruth não precisava pensar afinal estava saindo tudo perfeito. A enfermeira estava examinando André e etc.

(Ruth dá o remédio)

Mal sabia André e a enfermeira que aquele comprimido era um venemo, que era da mesma cor do verdadeiro.

A enfermeira inocentemente pega o comprimido que estava num prato pequeno que era próprio p/ isso.

(ela dá o comprimido)

André, toma sem desconfiar de nada. Ruth vai p/ perto dele, e coloca sua mão na cabeça dele, fazendo caricias, e com um sorriso ironico.

(Ruth e a enfermeira sai)

Ruth sai p/ não chamar a atenção.

Horas mais tarde...
Ruth decide ir p/ o quarto.

(entra no quarto)
Ela vai p/ perto dele, e logo percebe que ele não respirava mais. Ela começa a rir timidamente e começava a olhar p/ ele e dizia "Sua grana será minha e da minha filha...!". Ela demora mais alguns segundos e depois resolve chamar a enfermeira.

(Ruth sai)
Ela sai com o rosto todo inchado fingindo que estaria desesperada e chorando. Ela encontra a enfermeira.

- Por favor! Meu marido algo aconteceu... Dizia ela.
- Vamos p/ o quarto. Diz a enfermeira.

Qd. estavam a caminho do quarto elas observaram o Dr. e vão até ele.

- Dr.! Dr.! Meu marido... acho que ele morreu?. Diz Ruth nervosa.
- Calma! Vamos. Diz ele.

Eles vão p/ o quarto, mais o Dr. pediu para um enfermeiro cuidar da Ruth que dava um show de interpretação.

(o Dr. e a enfermeira entram no quarto)

Eles olham e olham fazem tudo p/ reanima-ló, olham e constatam de que ele tinha entrado em óbito. Eles, ficam surpresos, a enfermeira do nada fica em transe e começa a vir em sua memória, e fica confusa, mais nada diz por medo de se passar por mentirosa.

(saem do quarto)

O Dr. vai até a Ruth. Qd. ele chega perto dela, Ruth se levanta e abraça-o, e deixa todos a sua volta com pena dela. Ele a chama p/ conversar num outro lugar.

(saem da recepção)
Estão na sala dele. Ele começa a explicar e dizer a ela que o marido dela tinha entrado em óbito.

- Deus! O que será de mim e minha filha?. Dizia Ruth chorando.

Ele nada diz apenas dexa ela desabafar, então, p/ consolar Ruth toma a liberdade e abraça-a.

- É melhor a Senhora chamar sua filha p/ vir te buscar. Diz ele.

Ruth então, liga p/ Sú.

Ruth conversa com ela, e explica o que tinha acontecido, Sú não conseguia e não queria acreditar de que ele tnha falecido.

(casa do Jonas)
Sú, após falar com sua mãe entra em pâncio. Ela explica o que aconteceu, então, fomos buscar a Ruth. Mais eu pensava "Ela aprontou alguma..!", logo que vi a Ruth percebi de que não era de confiança.

(saímos)

CONT...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
CeBad

avatar

Mensagens : 332
Scores : 344
Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 27
Localização : Osasco

MensagemAssunto: Re: Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA   Sex Jul 27, 2012 2:07 pm

17º

Eu olhava pra ela e logo percebi o qt. ela era capaz pra ficar com a grana. Eu me mantia distande daquela falsa, Jonas me olhava "dizendo" p/ que eu ficasse p/ ajudar e dar apoio para ambas. Eu chegava mais não conseguia pq eu sentia algo negativo qd. chegava perto. Eu não sabia entender o porquê dela ser desse fetil?. Estavam todos ao lado dela, eu não consegui ficar e participar daquele fingimento recugnante.

(entro no carro)
Eu fico lá esperando eles com a cara fechada e com os braços cruzados. Fico enformodama mais ainda e ria sozinha ironicamente.

(eles entram)
Jonas e eu nos olhamos e eu levanto minha sobrancelha e rio novamente, ele fica com um jeito de zangado.
Ele então, liga o carro. Fica um silêncio dentro do carro minha nossa, o clima ficou muito pesado.

( casa do Jonas)
Qd. chegamos Sú e sua mãe saem primero. Qd. eu ia abrir a porta Jonas segura em meu braço, eu olho pra ele.

(elas entram)

No carro ficou um silêncio por alguns segundos.

- O que vc tem?. Pergunta Jonas.
- Nada. Digo rindo eronicamente.
-...
- Ela perdeu o pai... vc está diferente... o que vc tem?. Pergunta Jonas novamente.
- (risos)... pq vc está agindo assim pergunto eu?. Digo mudando meu tom de voz.
-...
- É melhor eu ir embora. Digo.

(saio do carro)
Bato com toda raiva que sentia naquele momento.

Dentro do carro Jonas falava "Espere!?", eu não ouvia mais escuto ele bater a porta do carro e pega em meu braço.

- Larga-me!. Digo.

(casa do Jonas)
Pela Janela D. Carmem olhava tudo o que acontecia e logo compreendia que estavámos brigando. Ela não sai, mais fica preocupada.

(na rua)
- O que vc tem? Eu te levo. Diz ele.
- Não precisa. Respondo.
- ...
- Por favor? Entra eu te levo. Diz ele.

Eu abaixo a cabeça respiro fundo e fomos em direção ao carro

(entramos no carro)

Durante o trajeto não falamos nada.

(em casa)
Jonas pega em minha mão nos olhamos, damos um selinho mais eu mantia meus olhos abertos.

(saio do carro)

Eu andava sem olhar para trás.

(entro)

Enquanto isso nos E.U.A.
Mike e Lisa não estavam muito bem. Lisa estava sempre implicando com ele por ele nunca estar presente, mais ele não tinha culpa afinal era o trabalho dele, Mike estava trabalhando muito em seu próximo CD.

Na noite desse mesmo dia...

(quarto do Mike)
Mike estava deitaddo de bruço, com o lençol cobrindo do quadril para baixo. Lisa sai do banheiro secando seus cabelos e com o ropão. Ela começa a beijar suas costas, Mike se vira rapidamente, assim que olha p/ ela Mike "tem uma visão" ele me "vê" através da Lisa. Então, num único movimento desesperador, ele agarra Lisa (eu) e fica em cima dela, começa a beija-lá e a tirar o roupão loucamente. Mike parecia enfeitiçado. Mike estava tão intenso como nunca estivera antes. Mike e Lisa transam.

Na manhã seguinte...
Qd. Mike acorda ele olha para o lado e não me vê mais e sim a Lisa. Nesse momento ela acorda e dá um sorriso, se inclina até sua boca e o beija. Lisa então o abraço e descança sua cabeça em seu peito, Mike olhava para o teto e com um olhar pensativo.
Mike se levanta, Lisa não entende.

- Onde vc vai?. Pergunta.
- Eu já volto... lembrei de fazer uma coisa. Diz Mike que colocava seu ropão.

Lisa nada diz apenas responde balançando a cabeça.

(Mike sai)

Mike vai p/ o escritório.

(entra)
Ele senta em sua cadeira, pega um papel, um evelope e uma caneta. Após escrever ele a coloca no envelope.

(Mike sai)
Mike vai até a cozinha.

(cozinha)
Ele comprimenta e pede p/ enviar com toda urgência.

(Mike sai)

Ele volta p/ o quarto.

(cozinha)
Um segurança que lá estava sai p/ enviar a carta.

(segurança sai)

Enquanto isso...
No quarto Lisa perguntava a Mike o que ele tinha feito, ele dizia que era algo sobre suas músicas.

Dois dias depois...
Eu estava em minha casa, Jonas e eu não estavámos bem, eu estava pensando seriamente em romper com ele.

(sai)
Qd. eu vou colocar o lixo para fora eu vejo uma carta, fico surpresa.

(entro)
Me sento no sofá e abro a carta. Logo percebo de quem era a letra. Era uma "senhora carta".

"Onde está você:

Outra vez eu te procuro e não encontro. Meus olhos se perdem imaginando o azul do mar, se perdem procurando no manto sedoso do céu um resquício do seu olhar, da sua necessária presença... Todo o azul do mundo me remete aos seus olhos doces e profundos e toda a saudade do mundo se manifesta nas lembranças que eu tenho de você, a cada minuto que passa, em cada momento que eu me sinto só e distante. O mar é profundo e o céu é infinito. Na mesma proporção, o amor que eu sinto por você é sincero e puro; e a saudade que eu sinto de você é do tamanho do vazio, da imensidão galáctica. Quisera ser um Deus, quisera poder recolher em mim todas as delícias que a sua presença proporciona... quisera poder recolher em minha alma todo o conforto com que você me fortalece, quisera que você nunca se afastasse de mim e nunca me privasse do sorriso largo e deste prodigioso olhar azul que me tranqüiliza e acalenta.

Meu amor sem fim Sou um homem de muitos desejos. Sou um homem de muitas expectativas. Mas, tudo o que eu quero, o que eu mais quero no mundo, é que você nunca fique triste! Amor pressupõe alegria, e é exatamente toda a alegria, a alegria mais plena e profunda a que desejo para você. Não apenas desejo meu amor mas pretendo fazer o máximo para que este desejo se transforme em uma duradoura verdade. Quero passar o resto dos meus dias admirando o seu sorriso. Quero passar o resto dos meus dias à sombra da sua felicidade, recolhendo as gotas de paz e bem-aventurança que brotam de seus belos e brilhantes olhos. Você é linda, charmosa... maravilhosa! não saberia compreender e enfrentar a vida se, algum dia, faltassem o seu sorriso. Te amo como nunca amei ninguém nesta vida, meu amor sem fim.

Meu amor sem fim tenha certeza: nada vai nublar o amor que eu sinto por você! Nenhuma sombra, nenhuma nuvem será capaz de resistir à luz que brota do meu coração quando penso em você. E, você sabe, passo os dias e as noites, todos os dias e noites somente pensando em você! Vejo você em meus sonhos e, também, nas pequenas lembranças do nosso doce convívio, na taça de vinho inacabada, que amanhece na sala. Quando penso em você, o meu coração se alegra e só tem espaço para a luz e o amor sem fim.

Meu bem não se assuste se os negócios e a sorte não estejam sendo generosos consigo. Não fique preocupada se neste momento as coisas lhe parecem ruins... Lembre-se, sempre e apenas, de que você tem a mim, você tem o meu amor! Estou e sempre estarei ao seu lado. Quero ser a sua inspiração e a sua força. Quero que você se reconheça poderosa e bela.

Meu amor sem fim uma carta é pouco para exprimir o quanto você é importante para mim. Para dizer o quanto eu te amo, não bastaria um poema, precisaria escrever o mais belo e profundo romance de amor... Você é a mais maravilhosa que encontrei, um ser de luz que surgiu diante de mim para me fazer completo e feliz. Sonho e peço a Deus para que esta felicidade me acompanhe para sempre, para que acompanhe cada um dos meus passos. Não consigo conceber outra palavra para definir o que sinto que não seja "Amor". Não consigo conceber a idéia de um dia viver sem este sentimento profundo e maravilhoso; mas não consigo, também, encontrar a palavra exata para quantificar e qualificar a força deste sentimento estranho e belo que eu nutro por você. Te adoro, meu amor sem fim.

Como dizer que te esqueci se na verdade só PENSO EM TI Como dizer que não Te DESEJO Se meu desejo na verdade é te dar um BEIJO, Como dizer que não te Quero Se morro por te Querer. Como dizer que Vivo Por Viver Se na verdade Vivo Porque Amo Você

Amar é viver é estar é saber, Amor é harmonia é encanto é fantasia, Amor é compreensão é dor é ilusão, Amor é felicidade. As vezes tristeza As vezes realidade, Amor é amizade as vezes fiel as vezes falsidade, Amor é sentir é perder é existir, Amor é emoção é envolvimento é paixão, Amor é energia é sonhar é companhia, Amor é sentimento, é bom é sofrimento, Amar é vida é uma alegria sofrida

Meu amor sem fim, seu olhar é intenso, provocante, encantador...paralisa os pés, o corpo, cala a voz e eu até me esqueço que as palavras fazem parte de mim. Essa sua pele tem a cor do pecado, você é o veneno mais tentador e mais intenso que poderia existir...um veneno capaz de matar, mas de amor e de prazer. Seus lábios revelam o caminho do desejo, um simples beijo seria capaz de saciar toda e qualquer fantasia, o que diriam de descobrir em seu corpo o mistério e o prazer! seu sorriso é a pérola mais bela do oceano...uma raridade nos dias de hoje, algo único. Imagino seus lábios explorando meus lábios e seu corpo sobre o meu corpo, como uma sintonia perfeita, como complementos das mais fortes fantasias de amor e prazer. Suas mãos, instrumentos de paz e sedução, possuem a maciez da seda e com um simples toque levam cada poro de meu corpo exaltar-se... Você é simplesmente a mais intensa definição de sedução...

Quando pensei que todos os meus sonhos estavam enterrados, descobri a mística mágica do amor encontrando você. Cheguei a pensar que jamais encontraria alguém em minha vida, mas foi em você que encontrei a mulher mais integra e sincera. Você é o sol resplandecendo em minha vida como a luz que me faltava anteriormente, sofria com um forte tédio melancólico, sem carinho e sem entusiasmo para a vida. Vivia só num mundo solitário como um barco sem rumo, perdido na multidão. Hoje acordei pensando em você e consegui ver o céu neste meu reviver e reativando alegrias do meu ego que anteriormente era como um poço vazio que nunca chegava ao fim. Você me faz plenamente feliz e quero, unir-me melhor a você, quero com você descobrir á mágica deste mundo encantador, encontrando minha felicidade. Sinto que nosso destino não é um acaso. Desde que nos encontramos pela primeira vez, senti o nascer do nosso amor, quando nossos olhos se cruzaram. Foi assim que enxerguei um novo mundo.ë por isso que te amo tanto, um beijo de quem te quer muito, meu amor sem fim.

Eu queria reviver o passado para te ter em meus braços novamente. Queria ouvir pelo menos mais uma vez você dizer que me ama. Foi você que me ensinou Amar. Eu queria tanto esquecer o que você me fez, e poder voltar atrás e te perdoar. Mas agora já é tarde, você não precisa mais do meu amor. O que eu faço com essa solidão? Não consigo aceitar o nosso fim. Pensei que o nosso amor era pra sempre. Mas tudo acabou e eu senti meu coração partindo. Ainda amo você como nunca amei alguém. Não posso mais me enganar sei que você continua no meu coração. E não quero mais viver sozinho sem você. Uma vez me disseram: "Se alguém te faz sofrer, pra que lembrar? E se tudo é dor, então esqueça de tudo. Então o que eu devo fazer, se quanto mais eu tento te esquecer, mais eu te amo, fica comigo, meu amor sem fim.

Não sei como é, mas é o que quero não é perfeito, mas a sua perfeição supera. Quero deixá-lo ser real, mais que um simples sonho meu, e se para esse sonho tiver que mudar algo, a força estará dentro de mim. Meu amor por você é maior que tudo, o sentimento mais forte em mim e é por ele que vivo. Vivo para te amar e te fazer feliz com minha presença, espero que sintas o mesmo. Sintas tudo de bom que tenho a lhe oferecer. Erros sempre surgem, mas quero passar por cima deles, vencê-los com a força de um amor que bate em nossos corações. Na verdade só desejo seu amor mais verdadeiro e puro... apenas... amor sem fim.

Não deixe que a distância ou o orgulho destrua o mundo de ternura que existe entre nós. Permita-se ser um pouco feliz não importa o tempo, o lugar e as pessoas, enfim, somente você, esqueça que o mundo gira contra nós em torno do ódio e que existe tristeza, pense na felicidade que há por trás de todas as coisas ruins que nos rondam. Esqueça o orgulho ferido e o passado que interfere no presente, venha me conhecer melhor, olhe profundamente dentro de mim, e aí verá que as aparências enganam pois não sou tão frágil. Jamais ligue para o que vão dizer, somente o que importa somos nós. Deixe que a felicidade fale mais alto, que entre pela porta da frente, que nos faça sorrir outra vez. Você sabe que estarei sempre ao teu lado em qualquer situação. Que a sua insegurança não volte atrapalhar as decisões. se algum dia te encontrar novamente, tomara que seus olhos estejam com o mesmo brilho da primeira vez...

De que adianta eu te olhar, se você não nota a minha presença.
De que adianta te seguir, se você não acompanha meus passos.
De que adianta chorar, se você não vai enxugar as minhas lágrimas.
De que adianta chamar, se você não está aqui para me escutar.
De que adianta beijar? se não são os teus lábios que tocam os meus.
É triste ver os seus cabelos tão suaves e não poder acariciá-los.
É triste ver seu corpo tão belo e não poder abraçá-lo.
É triste ouvir seu nome e não poder pronunciá-lo.
E em meio de tanta tristeza, me pergunto: De que adianta te amar tanto, se você não sente o mesmo por mim.

Hoje acordei com uma certeza imensa dentro de mim, que implorava para ser dividida com você. Esse sentimento é o amor, que me enlouquece, fazendo um tormento um minuto que seja longe de você. Então venho por meio desta pedir que você nunca me deixe, pois essa seria minha maior tristeza. Eu amo você infinitamente meu amor sem fim

Eu ainda estou te esperando. Você ainda é a única que me arranca suspiros e pretendo te amar por muito mais tempo. Eu nunca sonhei que encontraria alguém como você, nem que perderia você de vista. Eles te disseram que é fácil ceder, mas você continua quebrando as regras. Se você quiser eu até juro, mas, a credite em mim, é somente com você que eu sonho quando fecho meu olhos em busca de paz. Acredite em mim! Eu nunca minto e quero sonhar com você por muito mais tempo pois estou condenado a te amar eternamente. Quando chega a noite me lembro do cheiro do teu corpo.

Até onde posso esperar este amor que não vem, até onde posso cultivar essa ilusão de te ter, até onde posso sonhar viver com você. É o vazio que está perto de mim, é o vazio que você me deixou, é o vazio que você criou, me deixando, me largando, me abandonando. E agora estou só, somente iludido, ilusão que não tem fim. Como a saudade dói, não imaginei que pudesse doer tanto... é uma dor no peito, um sofrimento no âmago. Uma ferida que não cura, uma dor que não termina, um pesadelo que não tem fim. É saudades de você meu amor, que nem me deu tempo para me despedir, pra dizer que te amo e que te quero ter aqui...aqui do meu lado, para viver essa forte emoção e deixar nossos corpos se entregarem à paixão. Mas você não me deu chance, você me abandonou, e agora me consolo com meu próprio amor. Agora não somos mais um só, infelizmente somos dois, duas vidas separadas, dois caminhos diferentes, dois destinos que nunca mais se cruzarão! sinto saudades minha paixão! Meu amor sem fim

A cada dia que passa sinto você em mim. Não consigo esquecer dos nossos momentos juntos. Cada hora com você parecia infinita, você me fazia sentir flutuar de tanto amor. Você foi a única que conseguiu entender cada detalhe do meu ser. Cada gesto, cada olhar seu, me parecia a mais expressiva declaração de amor. Mas de repente tudo mudou, e aquela chama que queimava em mim começou a apagar a cada lágrima que caía dos meus olhos. Você foi me deixando, deixando de me olhar, de me sentir, de me amar...Você se foi e me deixou perdido nesse imenso vazio que se tornou o meu ser. Então, não me deixe sofrer tanto sem o seu amor. Volta pra mim e me faça novamente viver, me devolva aquele amor que eu sei que sempre será meu ,pois você sabe que serei sempre sua. meu amor sem fim.

Desde o dia em que te conheci sabia que algo estava reservado pra nós dois. Tudo parecia dar errado, as coisas estavam tomando um rumo no qual nem eu nem você tinhamos mais controle. E por mais que tudo ou todos dissessem que você não me merecia eu sabia desde o primeiro instante que nós dois íamos ficar juntos como realmente tinha que ser. Parecia ter dúvida, mas afinal quem não tem dúvida ao decidir sobre o amor da sua vida? Eu conseguia sentir o seu perfume nas outras pessoas, eu via o teu rosto em meio a multidão, tinha calafrios só de imaginar que podia estar chegando perto de mim. E era a cada encontro e desencontro que eu percebia o quanto a nossa vida estava unida mesmo antes de nos conhecermos! Eu te amo como nunca amei ninguém e sei que este amor é recíproco. Por isso quero que saiba que eu sou só seu quero continuar te pertencendo pro resto da minha vida. Com muito amor sem fim...

Meu amor, nem sei por onde começar, é tanta coisa que gostaria que você soubesse. Sabe amor, todo esse tempo que nossos corpos estiveram distantes foram suficientes para me mostrar o quanto eu te amo! Nada faz com que eu te esqueça e nem ninguém jamais roubou o seu lugar do meu coração. Olha amor, eu tentei não chorar, tentei não sofrer, mas eu já sabia que seria impossível, e eu sabia que não seria feliz sem você comigo. A distância separou nossos lábios, nossos corpos, nossos olhos, mas não separou nossos corações. Então me diga porque você se ausentou, me diz porque ficou tanto tempo longe, você dizia tanto que me amava e de repente quando eu percebo você não está mais ao meu lado. A solidão me maltratou muito, e não tive ninguém para me ajudar. Você havia partido e não tive um consolo para meu sofrimento, as pessoas diziam que eu deveria te esquecer, pois você jamais voltaria, e veja só como se enganaram, você voltou, mesmo que em meus sonhos, mas você voltou. Eu sei meu amor, que para muitos isso é loucura, mas você está aqui bem pertinho de mim, você jamais me abandonou.

Acredito que esta singela mensagem nem precisasse ser escrita, pois você sabe exatamente o que eu sinto por você. No entanto, nunca é demais dizer ao outro o quanto ele é amado, o quanto é querido e necessário. Espero que o seu dia esteja transcorrendo bem, mas espero, principalmente, que você se sinta ainda mais feliz depois de receber esta cartinha, e que seja capaz de lê-la, do início ao fim, com um sorriso no rosto e a luz do amor no coração. Você é muito importante para mim. Querida, entendo que os seus sentimentos em relação a mim têm a mesma densidade e força destes meus, que eu acabo de relacionar. Saiba que eu estou aqui para provê-la de amor e carinho, para te trazer sorte e alegria, para sentir em seus olhos toda a felicidade e alegria do mundo. Eu te amo e sonho para que tudo entre nós continue, para sempre, transcorrendo neste ambiente mútuo de paz, harmonia e amor. Receba um beijo de seu amado sem fim.

Minha fofinha, eu sei que há decisões difíceis de serem tomadas, mas quando o carinho e o amor prevalecem sobre qualquer outro interesse, todos os caminhos em direcção à felicidade se mostram abertos e sem perigos. Antes de te dizer qualquer outra coisa, quero que tenhas a certeza, em primeiro lugar, de que eu te amo muito e de que és a criatura mais querida e desejada que alguém pode ser.. Sinto que estamos cada vez mais íntimos, em todos os sentidos e que esta união cada vez maior é a coisa mais gratificante que dois seres humanos podem querer. É por isso que eu preciso lembrar-te mesmo que seja através de um simples recado, de que não é preciso ter medo de nada, pelo menos enquanto estivermos assim tão próximos, assim tão juntos, tão companheiros e solidários em tudo. Tenho muitas saudades tuas, uma vontade imensa de te ver e de beijar cada milímetro da tua cara, cada pedacinho da tua boca, cada cantinho de ti...

É verdade que não nos vemos há muito tempo, mas não há a menor razão para que esta situação se prolongue, não é? É verdade que os caminhos das pessoas que se gostam nem sempre se cruzam e, às vezes, até mesmo se distanciam por motivos inexplicáveis. Mas, agora, que consegui um contato seu, gostaria de novamente gozar da sua alegre companhia.

Hoje estou quase feliz, porque sei que em breve vou reencontrá-la novamente, que em breve vou mandar para o espaço esta saudade louca que tem me tirado o apetite e o sono! Não vejo a hora de te ver novamente, de fazer você entender o quanto foi difícil ficar sem você, de quantas noites mal dormidas se formaram esses meses e de quantas saudades eu senti.

Quero acordar todo dia com você, para sentir o cheiro do teu corpo, o prazer do teu amor. Não quero pensar que passa um só dia em que não possa, sequer, beijá-la e fazer esta noite de inverno tornar-se um dia quente de verão. Por quantas vezes quis sentir teus lábios tomando conta de mim e de meus pensamentos. Sentia um arrepio subindo de meus pés até os fios de cabelo. Então, em um desses momentos de fraqueza, revelei os meus mais profundos sentimentos e falei tudo o que sentia. Por alguns instantes pareceu até que muito engraçado, pois pela nossa amizade isso era fora de suspeita. Mas foi como em passe de mágica que aquilo se transformou. Cada vez que me aproximava, o teu encanto ia aparecendo e me levando a total loucura. Fui perdendo lentamente toda a minha imunidade e o que tinha sob controle já escapava de minhas mãos. Fiquei no meu canto sofrendo, sozinho, já sem esperança de voltar a lhe reencontrar. Não a tinha mais próxima de mim e muito mais longe do meu coração. Te quero, meu amor sem fim...

Meu amor, mais uma vez quero lhe dizer essa frase que por ti ja é conhecida, é, esta mesmo: Te amo. Não sei porque mas não me canso de dizer, espero que não esteja cansada de escutar. Que esta frase fique para a eternidade: "Te amo".


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
CeBad

avatar

Mensagens : 332
Scores : 344
Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 27
Localização : Osasco

MensagemAssunto: Re: Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA   Dom Jul 29, 2012 11:59 am

18º


Qd. eu termino de lêr, respiro bem fundo olho pra cima e decido terminar com o Jonas. Mais não iria dizer pra ele, naquele dia eu iria esperar a poeira abaixar.

Na manhã seguinte...
Teve o velório de André queria ser cremado e suas cinzas jogadas no mar.

Nos E.U.A. Neverland.
Naquela mesma manhã, Mike acorda decido a me reconquistar. Mike estava em seu quarto arrumando uma pequena mala. Mike liga p/ o piloto de seu avião particular.

(Lisa entra)
- Aonde vc vai?. Pergunta Lisa.
- Preciso viajar p/ o Brasil é muito importante. Diz ele se arrumando.
- Posso ir?. Pergunta Lisa que senta na beira da cama.
- É melhor não!. Diz ele.
- Porquê?. Pergunta ela mudando seu tom de voz.

Mike para de costas p/ ela coloca suas mãos na cintura respira bem fundo, e decide contar tudo p/ ela.

- Lisa... eu amo outra mulher... eu a conheci durante a minha Turnê Dangerous. Diz Mike que vira de frente para ela.
- (risos)... Vc está brincando?. Diz ela ironicamente.
- Não!. Eu vou reconquistá-la novamente. Dizia Mike.

(Mike e Lisa sai do quarto)

Conforme Mike andava até a porta Lisa vinha atrás ameaçando-o de deixá-lo.

(Mike e Lisa sai de casa)

Mike caminhava até o carro sem olhar pra trás.

- Michael Joseph Jackson se vc entrar nesse carro, vou-me embora. Diz ela que para no meio do caminho.

Mike para, abaixa a cabeça, entrega sua mala p/ o segurança que vai colocá-la no porta malas. Mike não faz nenhum gesto e Lisa repete mais uma vez, ele balança a cabeça abre a porta e entra no carro. Lisa continuava a falar. Qd. ela vê o carro "sumindo", ela se vira e diz "Michael vc vai se arrepender disso... vc vai voltar pra mim é questão de tempo".

(Lisa entra)
Após essa grande surpresa, ela vai até o quarto e começa a arrumar suas coisas. Ela muda por completo Lisa começa a falar absurdos sobre o Mike, todos da casa ouviam ela gritar.

Enquanto isso no Brasil...
Eu estava voltando pra casa do Jonas. Ruth e Sú voltavam pra casa.

(casa do Jonas)
Eu finalmente tomo coragem e decido falar com ele.

- Jonas vamos p/ o seu quarto? Eu preciso falar com vc. Digo pegando em sua mão.

(quarto do Jonas)
- O que vc quer falar de tão importante?. Pergunta Jonas que fecha a porta.
- (respiro)... Jonas... eu não quero mais me casar com vc. Digo de uma vez.

Jonas começa a rir pra disfarçar o que tinha acabado de escutar.

- (risos)... Vc sempre brincando né?. Diz ele.
- Não! Jonas eu estou apaixonada por um outro homem.... eu não queria mais aconteceu, foi mais forte... Jonas vc é... Digo.
- Vc me traia a qt. tempo? Pq vc está fazendo isso?. Diz ele que segurava meus braços com força.
- Jonas... vc está me machucando... Digo.
- Me responde... Pq?. Diz Jonas.
- Jonas... Jonas larga-me. Eu fui muito feliz qd. estava ao seu lado apesar desses momentos, eu não consigo mais ficar me enganando e a vc. Digo.

Jonas senta na cama e começa a chorar como nunca tinha visto antes. Eu sento ao lado e dele, Jonas deita apoiando sua cabeça em minhas pernas. Eu começo acariciar sua cabeça e explicar tudo p/ ele.

-Jonas... vc vai encontrar uma mulher maravilhosa, eu queria tanto ser essa mulher mais infelizmente não sou. Digo.

Jonas fica sentado novamente me olhando e dá um pequeno sorriso entre tantas lágrimas.

- É infelizmente. Diz ele.
- Mais eu quero ser sua amiga... qd. precisar de apoio eu estarei sempre ao seu lado. Digo.

Eu então, me levanto dou um bj em sua testa e vou p/ a porta fico alguns segudos parada.

(abro a porta e saio)

Apareço na sala com a cabeça baixa, saio sem falar com ninguém.

(saio)

Qd. eu fecho a porta e começo a andar sem olhar p/ trás ouço a D. Carmem me chamar. Qt. mais ela me chamava mais eu apertava os passos. Mais teve um momento em que eu parei.

- Ce! O quê aconteceu? Pergunta ela.
- Eu terminei com o Jonas D. Carmem... será melhor assim... Respondo ao me virar e fico olhando p/ ela e começo a chorar.
- É por causa da Sú?. Pergunta.
- (risos) Não... é por outros motivos... eu já conversei com ele expliquei tudo, se a Senhora for conversar com ele eu ficarei muito grata. Eu não quero que isso termine com a nossa amizade. Digo segurando-lhe a mão.

Ela olhava com um jeito doce. Damos um forte e verdadeiro abraço. Eu me viro e começo a andar novamente.

Enquanto isso...
Mike não se aguentava balançava suas pernas de tanta ansiedade. Mike tinha num bolso de sua camisa um papel com o meu endereço.

(minha casa)

Eu voltei de táxi pra casa pq de ônibus eu iria demorar de mais. Eu me jogo na cama e me sinto alíviada por ter tirado esse grande, grande peso.

Enquanto isso...

Mike chegava no Brasil, ele não queria que soubessem de sua vinda e qual era os seus motivos. Mike tinha conseguido um carro que esperava por ele assim que ele saísse do avião.

(Mike sai)

Ele entra rapidamente no carro, ele usava um chapéu, e estava todo de preto. Mike pede para o motorista que o levasse á onde eu moro, Mike pega o papel e mostra para ele, o motorista que falava inglês , balançou a cabeça prometendo levá-lo.

(saem do aeroporto)

Enquanto isso...

Estava eu em minha casa, pensando no Mike, que está no Brasil a minha procura, nem passava pela minha cabeça sobre isso, eu me levanto abro o guarda- roupa, pego a caixa onde eu tinha colocado a carta que ele havia me mandado e começo a lêr novamente. Eu não sei pq mais eu decido ir tomar um ar, vou ficar um pouco na rua.

(saio)

Vejo que um carro preto estaciona na minha frente. Mike dentro do carro me olhava e sorria que mostrava aqueles lindos dentes. Eu sentia uma sensação diferente. O vidro é abaixado lentamente e logo percebo que a imagem que começava a se formar era do Mike, eu fico em estado de choque, não poderia acreditar no que estava vendo. Pensava que podesse ser um sonho ou meu maior desejo de reencontrá-lo. A rua não tiha ninguém afinal era ano novo.

(Mike sai)

Qd. ele sai do carro e vai em minha direção eu andava para trás. Mais ele para, olha pra mim, e vira em direção ao carro, ele pega sua mala e visa para o motorista que poderia ir embora. Mike caminhava até mim novamente, eu fiquei parada minha respiração mais ofegante a cada segundo.
Ele tira seus óculos, seu cabelo solto.

- I Love You My Girl!. Diz Mike que me beija em seguida.

Eu já não me mexia qd. o vi, qd. ele me beija mais ainda. Nós nos olhamos bem intensamente, não conseguiamos falar mais nada, nossos olhares falavam por nós. Estavámos loucos para nos entregar, a chama do nosso prazer estava mais acesa e forte.

- Eu te desejo. Diz Mike em meu ouvido.

Naquele momento, eu pego em sua mão e o levo para dentro de casa.

(entramos)

Começamos a nos beijar com mais entensidade e fevor, nossos corpos desejavam um ao outro, nossas línguas se auto massageavam-se, suas mãos em minha nuca, e que logo depois acariciava minha pernas grossas.
Mike me empurra contra a parede, ele pega minha perna e a coloca em sua cintura, sua outra mão ele passava pela minha boca. Mike estava descontrolado ele não me deixava respirar. Ele depois começa abrir minha blusa, a cada botão ele acariciava meus seios e beijavá-os. Conforme ele ia descendo eu começava a gemer bem baixo, Mike tira minha calça. Ele volta e começamos a nos beijar, eu tiro sua roupa, Mike estava sem cueca. Mike me deixa nua. Ele então, me pega no colo.

(quarto)

Mike me coloca na cama. Ele fica deitado sobre mim. Mike beijava meu pescoço, minhas mãos estavam no travesseiro. Mike conforme ia descendo eu não conseguia me controlar. Ele começa a beijar e logo depois a morder meus seios, num sinal de total desespero. Ele então, se afasta pega minhas pernas e ás encaixa em sua cintura. Qd. sentimos que ambos os sexos se tocam damos um gemido erótico e bem intenso. Eu me enclino para trás. Mike coloca suas mãos em meu quadril e começa a ditar os movimentos, começando bem lentos, mais conforme ele acelerava dava impressão que ele não estava satisfeito, queria mais e mais. Ele deita seu tronco sobre mim, pega suas mãos e coloca em cima das minhas e começava a conduzir lentamente até ás grades da cama, ás dele sobre ás minhas, á cada investida dele ambos seguravámos mais forte. Começamos a gemer, Mike começava com aqueles gritinhos não parava de dizer com sua respiração ofegante "Chamone", qt. mais gritavámos mais ele intensificava. Aqueles movimentos começavam a ficar cada vez mais intimos. Nossos corpos começavam a transpirar, eu solto da grade e vou acariciando a lateral de sua barriga e começo aacariciar suas costas, largas, Mike deixa sua cabeça perto do meu ouvido, então, eu o abraço mais forte, percebia que a força que ele fazia, eu sentia com minhas mãos sobre suas cosas, e os movimentos de seus músculos, Mike tinha uma força para chegar até o meu ponto de prazer. Mudavámos de posição, Mike estava maravilhoso. Chegamos ao ponto do ápice com maior prazer. Nós nos olhamos, Mike estava tremulo, nossos corpos suados. Mike me beija descança sua cabeça em meu busto e assim dormimos.

Na manhã seguinte...

Qd. eu acordo Mike estava apoiado sobre seu braço, ele me observava. Mike começa a acariciar meu rosto delicadamente se com um sorriso, que não escondia de que ele estava realizado. Damos um beijo bem demorado, ele então, deita sobre mim novamente.

- Vneha morar comigo em Neverland?. Pergunta Mike me beijando
- (risos)?! Como?. Digo.
- (risos) O quê foi? Eu te amo, não consigo viver sem vc. Dizia Mike que acariciava com leveza meus seios e me beijava.

Mike demonstrava de que não estava satisfeito e queria mais.

(levantamos)

Fomos para o banheiro numa "pegação" total, estavámos sem o lençol. Os beijos mais quentes e ardentes, Mike apertava minha nuca, com um desespero. Mike me queria entre seus braços novamente.

(entramos)

Fomos para dentro do box, Mike me pressiona contra ozulejo e começa a beijar meu pescoço e ao mesmo tempo liga o chuveiro. Sentimos o prazer ficar mais intenso em cada beijo, toque, suspiro. Então, com a água quente caindo sobre nossos corpos oleosos e ardendo em fogo. Eu apertava sua nuca com força, Mike pega minhas pernas e encaixa em sua cintura. Qd. sentimos que nossos sexos se encostaram, damos um gemido erótico. Eu clamava, chamava com desespero o nome dele e isso deixava o Mike intensificar suas investidas e movimentos eu arranhava suas costas. Qd. chegamos ao ápice, percebemos de que tinhamos transado no banho. Mike estava com um olhar bem diferente, um olhar penetrante que me dominava por inteira.
Foi uma transa mais que perfeita, eu não conseguia explicar o que eu sentia qd. estava amando e sendo amada por aquele homem que me deixava nas nuvens.

Duas semanas depois...
Eu já estava em Neverland com o Mike. Tranquei a Faculdade e decidi terminar nos E.U.A.

No Brasil...
Sú e Ruth recebem o advogado para dizer sobre o testamento, nisso Sú estava com 1 mês. Mais durante a leitura algo terrivél para Ruth estava acontecendo algo que ela não imaginaria que pudesse ocorrer.

- 10% para sua Suellen Alcantara, 80% para Instituições de Caridade. Lia Raphael.

Ruth ficou boba. André tinha escrito esse testamento havia dois anos. Ruth não acreditava no que tinha acontecido.

7 meses depois...

Jonas acompanhava a gravidez da Sú, mais algo aborrecia ela. Ruth estava descontrolada ela se auto medicava, o que ela tomava de calmante, remédios para depressão uma loucura sua casa se transformou numa "farmacia" de tantos remédios. Mesmo longe, eu mantinha contado com o Jonas, ela desabafava como uma criança.

Na manhã seguinte...

Sú acorda com uma forte dor na barriga e com sangramento. Ela começa a chamar sua mãe. Ruth sobe correndo para o quarto dela.

(entra no quarto)

Ruth ao ver aquela cena, chama pela Ambulância. Ruth liga para o Jonas.

(saem p/ o hospital)

Hospital...

Jonas qd. chega num estado de ametrontado. Ruth vai em sua direção e ambos se abraçam, naquele momento pela primeira vez Ruth parecia triste e com medo de perder sua filha.

1h00 depois...

O Dr. Eduardo vai até eles e conta a triste notícia.

- Sinto muito... Sua filha morreu por complicações... mais tem uma boa notícia, o bebê que ela esperava está bem com ele, nesse momento foi para a emcubadora p/ ganhar peso afinal, sua filha estava no sétimo mês de gestação.

Ruth abraça o Jonas com mais força ainda. O Dr. acompanha eles á onde o bebê estava.

Qd. chegam olham fixamente aquele menino, Jonas chorava sem parar, e ficavam com o olhar fixante nele.
Ruth decide ir embora.

(Ruth sai)

Jonas ficou olhando para seu filho.

(enfermeira entra)

Naquele momento, sua atenção e para uma jovem enfermeira que cuidara de seu filho.

(enfermeira sai)

Jonas, ficou encantado pela moça. Então, ele vai conversar com ela. Durante a conversa Jonas perebia que havia tempo para se apaixonar novamente.

Manhã segunte...

Sú tbm queria ser cremada. Todos estavam lá para se despedir da Sú.

Dois dias sepois...

Numa manhã chuvosa de sabádo, Jonas vai até a casa da Ruth e ir com ela para ver o bebê.

(casa da Ruth)

Jonas entra, mais fica desconfiado. Ele chamava por ela, não não escutava respostas. Jonas decide ir até o quarto, e ao ver a porta aberta e a própria Ruth deitada muito estranhamente.

(entra)

Jonas chamava, chamava e nada então, decide chegar mais perto. Qd. se aproxima, observa que em sua direita estava uma garrafa de vinho e um pote pequeno de veneno de rato, o mesmo que ela havia usado para matar André. Jonas fica desesperado. Ele chama pela Ambulância.

(médicos entram)

Qd. entram no quarto, começam a fazer todas as manobras possiveis mais infelizmente não havia resultado algo. Ruth acabara falecendo. Jonas fica perdido.

(todos saem)

Jonas ao chegar em casa conta para sua mãe mais uma notícia. Ele tremia e soluçava de tanto medo. Jonas tinha apenas sua família para cuidar de seu filho.

Dois dias depois...

O enterro da Ruth.

1 ano depois...

Jonas estava feliz, pois o bebê que fora batizado de Henrique Alcantara Sona. Ele estava feliz no seu relacionamento com Marcela a enfermeira que cuidara de Henrique qd. estava no hospital.

Em Neverland...

Numa linda manhã de sol Mike e eu após tomarmos café, ficamos no jardim brincando com as crianças que lá brincavam.

- Posso te dizer algo?. Pergunto
- Claro. Responde.
- Michael... eu estou grávida de gemeos... Digo.

Mike não acreditava no que havia escutado, ele se ajoelha e começa a beijar minha barriga. Ele depois se levanta me abraça e começa a girar e a gargalhar como criança, damos um beijo de arrepiar. Nisso scutamos ás crianças a chegar, elas gritavam o nome do Mike, então, nos soltamos, ele pega em minha mão e ambos saímos correndo pelo jardim e ás crianças que gargalhavam nos seguiam.

Fim!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
CeBad

avatar

Mensagens : 332
Scores : 344
Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 27
Localização : Osasco

MensagemAssunto: Re: Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA   Dom Jul 29, 2012 12:00 pm

DEPOIS POSTO OUTRAS HIST.
[b]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
CeBad

avatar

Mensagens : 332
Scores : 344
Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 27
Localização : Osasco

MensagemAssunto: Re: Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA   Qua Ago 01, 2012 1:54 pm

Amor Verdadeiro

Tudo começa, em 20/11/1975, eu estava nos Estados Unidos, visitando minha tia, até que um dia ela vêm me perguntar, e eu respondo com uma felicidade imensa.:

Luiza; Ce você gostaria de morar aqui conosco? Iria ser muito bom se você quiser eu falo com sua mãe?!
Eu: Tia! Que ótmio, eu adoraria morar aqui com você.!

Depois, de ter falado com minha mãe, ela permitiu que eu morasse com minha tia, eu iria completar 16 anos, no ano seguinte.

Passou o Natal e o Ano Novo, e eu já podia estudar nas escolas americans, 2 semanas após o Ano Novo, minhas duas primas, me chamam pr'a sair, fomos em uma Discoteca dançar até ficarmos cansadas, durante a noite, eu vejo o Mike e os irmãs nesse mesmo local, dançando e sorrindo como sempre, até que eu puxo minha
prima e argumento com ela:

Eu: Não é os Jacksons Five? Não é possível que eles estejam aqui?!
Ana: Sim! São eles sim! Uhmm olha Ce o Mike está olhando pra vc, Ce eles estão vindo pra cá, disfarça vamos sentar no balcão!

Depois de irmos nos sentar, eles vêm até o balcão pedir uns refrigerante, nisso eu olhava para ele, e ele fazia o mesmo, olhavamos, e desfarçavamos, até que o Mike vêm falar comigo:

Mike: Oi, qual é o seu nome?
Eu: Me chamo Maria Cecília, prazer!
Mike: Você gostaria de dançar comigo?
Eu: Claro!
Mike: Uma coisa, vc poderia me dar su nº pra mantermos o cantato?
Eu: Sim!

Depois de termos trocados os nº de tel. eu danço com ele, na manhã seguinte, eu estava ainda toda confusa, não sabia se tinha sido de verdade.

Passou-se 3 semanas e nada do Mike me ligar eu não estava preocupada com isso, até que Mike me liga, e me pede desculpas por não ter ligado, depois desse telefonema, Mike e eu sempre que possível saíamos de final
de semana no mesmo lugar. Quando já estavámos saindo por 7 semanas, Mike me pede em namoro:

Mike: Eu sei que é muito cedo, mais eu gostaria de saber se vc queria namorar comgo?!
Eu: Nossa! Michael é claro que eu aceito!!

Ok, começamos a namorar, é foi maravilhoso, Mike sempre que ia me visitar me levava um buquê de rosas e um ursinho, dois de namoro até que em 1978 Mike e eu casamos, a data memóravel 14-06-1978 depois do casamento, os anos se passaram.

Em 98 nasce nosso filho o Prince Michael Joseph Jackson Jr. I ano depois nasce nossa filha a Paris Michael Katherine
Jackson, em 2003 nasce nosso 3 filho o caçula Prince Michael Joseph Jackson (Blancket) depois de termos esses três maravilhosos filhos, nosso casamento estava cada dia mais maravilhoso nosso amor crescia a cada dia. Passado alguns anos, até chegarmos em 25-12-2007 nós temos mais uma bela notícia, eu estava grávida de novo, e dessa vez era outro menino, lindo e demos á ele o nome de Prince Michael Joseph Jackson II Mike ficou como uma criança, não parava de falar com a minha "barriga" até que cgegou o Grammy de 2008, e ninguém sabia que
íamos até lá, eu já estava com 3 meses.

Começou o Grammy têm a abertura maravilhosa, quando acaba, nós dois entramos de surpresa sem ser anunciados, todos ficam loucos, as garotas gritando loucamente, e o Mike olhava epra mim, e dava aquele sorriso mordendo os lábios inferiores, e eu ficava louca também.
Até que Mike fala com o pessoal...

Mike: Oi! Bem - Vindos ao Grammy de 2008! Eu e minha esposa estamos felizes por estarmos aqui hoje!
Eu tenho uma surpresa pra todos vocês, eu estou sendo mais uma vez abençoado por Deus, porque Senhora Jackson está grávida de 3 meses.

Depois que ele falou isso, ele colocou sua mão na minha nuca e me beijou, com uma paixão, depois saímos do
palco.

Passou-se os meses, o nosso filho nasce... ( passou-se 1ano)..

Chegou 2009, eu e Mike fomos ao Grammy, e todas as premiações, nisso Mike já estava com o pensamento na Turnê This Is It, ele falava com uma felicidade tão grande, então ele foi fazer a coletiva onde anunciaria essa nova
turnê...(passou os meses...)

Quando chegou em 14 de junho Mike e eu estavamos completando 32 anos de casamento, e o Dia dos Namorados, nessa manhã eu tenho uma surpresa ao acordar...

Mike: Bom Dia Amor! Durmiu bem? Eu tenho uma surpresa pra vc!
Eu: Bom Dia Amor! Sim eu durmi bem, o quê vc vai aprontar Mke?!Sabe que eu não aguento surpresas, sou curiosa de mais! Mike:
Eu sei, por isso mesmo! (risos) feche os olhos!
Eu: Mike! Que lindas flores! Amei Obrigada Amor! Mais eu tbm tenho uma surpresa pra vc! Mais essa vc vai ser
bem romantica! Hoje quando vc sair dos ensaios não volta pra casa, vai direto á esse lugar! Eu vou retribuir esses anos todos que vc me deu muitas felicidades!. Depois que eu disse isso, ele se trocou, tomamos café, as crianças também, Mike tinha falado que ensinaria á eles o Moonwallke e o passo da Levitação, depois que tomamos café, Mike saiu as crianças foram brinar, e eu fui arrumar umas coisas no quarto. Como eu não tinha aprovado quando o Mike disse que o Murray iria pr'a nossa casa, eu escondida, pegava todos os rémedios, colocava em uma sacola, e jogava fora, nesse dia não podia ser diferente, fiz isso fui até o meu quarto e do médico, e peguei tudo, ele quando iria dar algum medicamento, eu fingia que eu "não tinha visto rémedio algum" quando foi 6h00 eu saí para o local onde eu tinha combinado com o Mike, chegando lá foi preparando pra ficar bem romantico. Quando umas 7h30 Mike chega, saiu direto do ensaiu, ele tocou a campainha, eu estava bem arrumada, ele estava todo suado, ele então
entra e nos nós abraçamos.

Mike: Uhm querida você está linda! Que perfume maravilhoso, você fez o meu prato preferido!?
Eu: Oi, Amor Obrigada! Sim fiz o seu prato preferido, você está todo suado, eu adoro quando fica assim, vamos jantar, senão esfria?!
Mike: Sim!

Depois do jantar, Mike puxa a cadeira, pega na minha mão, e me puxa pra perto dele, começamos á dançar, e ele começa a cantar pr'a mim I Just Can't Stop Loving You ( refrão) e Human Nature (toda música) depois Mike e eu nos nós beijamos, foi muito intenso, apaixonante, único e verdadeiro, então ele me pega em seus braços, e me leva
pro quarto, os beijos apaixonados continuavam, ele me coloca na cama, bem devagar e beijava meu pescoço, mordia e beijava minhas orelhas, e dizia sem parar I LOVE YOU VERY MUCH! Depois ele começou a falar em espanhol coisas romanticas, enquanto tirava minha roupa e eu as dele... Era pr'a eu fazer uma noite memóravel pra ele, mais ele me surpreendeu-me como sempre fazia.

Mike: Yo te quiero, yo quiero tenerte en mis brazos, quiero besarte por todo el cuerpo, que va a hacerle una mujer de hoy, quiero tu amor, te amo toda la eternidad.
Eu: Quiero que Mike, que va a hacer el hombre más feliz, te siento, me encanta tus besos, abrazos y su olor, I Love You!

A paixão estava cada minuto, mais presente nossos corpos se tornaram apenas um, a respiração ofegante dele, me deixava mais louca, por ele, ficamos cansados, e ele descançou sua cabeça no meu colo, eu fazia carinho em seus cabelos que estavam cacheados e compridos como no clipe de Black Our Whith, na manhã seguinte, o Mike já tinha ido embora, mais quando eu acordei, ele tinha deixado um buquê de rosas vermelhas, e um cartão que dizia:

"A noite passada foi á mais maravilhosa! Você ontem me fez sentir um homem amado, pela mulher mais apaixonada que é você my Love! Sou o homem mais abençoado por Deus, sou casado com uma mulher maravilhosa, tenho filhos perfeitos e carinhosos... Eu TE AMO! Obrigado por estar sempre ao meu lado, as vezes eu me pergunto "Se eu sou mereçedor desse seu amor?" Obrigado! Eu sempre irei te amar!!

Conforme eu ia lendo meu coração batia mas rápido, e mordia meus lábios inferiores, desejando que ele estivesse comigo, para que eu sentir seus beijos e seu suor e sua respiração. Derrepente batem na porta, como eu estava nua, eu fui pegar um ropão, e fui atender quando abri, lá estava ele, Mike estava com um olhar bem misterioso, e eu pergunto:

- Eu: Mike! Você não...
- Xii! Eu tenho, mais os ensaios é mais tarde, eu não aguntei ficar longe de vc! Estava louco para sentir sua pele de novo em meus braços, e nossos corpos unidos!. Não fale nada!

Mike, chega bem mais perto, beija meu pescoço, e sua respiração ofegante começa á me deixar totalmente entregue ao seu amor, ele me pega em seus braços e me coloca na cama, tira meu ropaão, e começou a beijar meu colo, mordia os bicos dos meus seios, e com suas mãos apertava delicadamente; foi maravilhoso. Depois aí sim ele vai embora, pro ensaio, e eu fiquei.

( passou 4 dias).
Acordamos tomamos café, Mike foi para o ensaio, as crianças foram brincar, e o Murray tinha saído, e eu aproveitei, e fui pegar os rémedios para jogar no lixo, só que eu acabei tendo uma " bela" surpresa, Mike tinha voltado, mais cedo, e o Murray estava chegando no mesmo momento que ele, e eu como estava no quarto do médico não tinha percebido que eles tinham chegado, quando a porta se abre, e são Mike e o Murray:

- Mike: Ce! O que vc estaá fazendo?
- Eu: Aí Mike que susto! Eu "não estava fazendo nada!" so vim pegar umas coisinhas! ( estava segurando a sacola, e coloquei meus braços pra trás, pr'a eles não perceberem...)
- Murray: Sr. Jackson está na hora dos rémedios!
- Mike: Claro!
- Murray: Ok, eu vou até meu quarto pegar os medicamentos!
- Eu: Mike não toma POR FAVOR!?
- Murray: Onde estão?!
- Mike: O quê?!
- Murray: Os medicamentos! Onde estão?!?
- Mike: Ce o que vc têm aí atrás?
- Eu: Eu?!
- Mike: Sim! Mostre por favor!?
- Eu: Aqui estão os medicamentos! Eu pequei, iria joga-lós no lixo!
- Mike: Porquê vc fez isso comigo?! Então é por isso que seus medicamentos Murray estavam sumindo!
- Eu: Michael! Eu não suporto ver vc assim dependente desses venenos que vc tomou a vida toda! Eu não quero te perder Michael!
- Murray: Eu acho melhor eu sair!
- Mike: Não! Vc não vai sair! Cecília devolva isso pr'a mim agora!
- Eu: Mchael pq vc está falando assim comigo?! Vc não falou com esse tom de voz?!

Devolvi, a sacola mais não aguentava mais aquela situação, eu já estava chorando sem parar, e pedia pr'o Mike não fazer aquilo! Mike então vai pr'o quarto do médico, e eu fico no quarto chorando sem parar!
Eu então tomo uma decisão, eu me acalmei e fui falar com ele:

- Eu: Mchael preciso falar com vc!
- Mike: Sim!
- Eu: Isso é muito difícil pr'a mim! Eu quero o divórcio!
- Mike: O quê?!? Mais pq? Ce!
- Eu: Mike, não ageunto isso!

Cont
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Foi Além dos Sonhos I [+18] FINALIZADA
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Sonho de Consumo para Gamers
» Tópico Geral de Dúvidas e Decisões
» [Brasil] Os jatos dos sonhos dos milionários
» [Internacional] Novas tecnologias transforma Boeing 787 em avião dos sonhos
» Camada do sonhos!!!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Never Can Say Goodbye MJ :: Fanfictions :: Fics Finalizadas-
Ir para: