Never Can Say Goodbye MJ
Olá querido(a) Fã...
Nosso fórum vai passar por mudanças. Pretendo fazê-lor o mais rápido possível para evitar o menor desconforto.Espero que continue conosco e faça o seu cadastro. Ótimas Novidades vem por ai! Não percam!

God bless you.... Beijacksons <3
Administradora

*+ O Amor não tem fronteiras,
E a saudade nunca será um adeus +*


<3 O Amor vive para sempre <3
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Um Doce Criminoso

Ir em baixo 
AutorMensagem
Miss Jackson
Admin
avatar

Mensagens : 1328
Scores : 1883
Data de inscrição : 01/06/2012
Localização : Michael's House

MensagemAssunto: Um Doce Criminoso   Qui Jul 12, 2012 5:23 pm

Um Doce Criminoso.

Amiga aqui está seu conto! Espero imensamente que goste, Beijos!

Poliana estava sentada no bar do cassino onde estava quando percebe que todo barulho a sua se dissipou... Acha tudo muito estranho e se vira encontrando a sua frente todos parados, calados, olhando para aquele homem perfeito que estava parado em frente a porta olhando para todos como se não significassem nada...

Suas feições eram más, seu porte era duro, seu olhar ardiloso... Era como uma bomba que quando riscamos o fósforo e encostamos-nos a seu fio, o pavio poderia ser queimado rapidamente e explodisse a qualquer momento.

Ele percorre os olhos pelo recinto, observando as feições de cada um, gravando em sua mente cada rosto... Até que seus olhos param nela e nela ficam durante um bom tempo.

Ele não a conhecia, não sabia quem ela era, porém era muito linda e aquele vestido cavado valorizava bastante seu colo...

Até que tiros invadem o lugar quebrando todas as janelas, Michael corre e se esconde, Polly corre e se esconde debaixo da mesa... Homens de preto invadem o lugar e perguntam:

- Um criminoso está invadindo a cidade, seu nome é Michael... Tentamos capturá-lo hoje porém ele conseguiu fugir. Ele está vestindo um terno branco, ele entrou aqui? Alguém o viu? – pergunta um dos homens

Polly olha para o lado e vê Michael... Seus olhares se encontro, o olhar dele, ah era como uma floresta negra cheia de mistérios a serem descobertos... Polly é uma mulher que odeia injustiça, seu primeiro impulso era contar ao homens que Michael estava ali escondido, mais se cala ao vê-lo levantando o dedo encostando-o na boca e fazendo uma espécie de “Shiu” para que ela não falasse nada... Imediatamente ela se calo.

Ninguém ali se prontificou em falar nada, então logo os homens de preto saíram e tudo voltou ao normal, Polly saiu debaixo da mesa e foi em direção as escadas, ela queria sair dali mais estava com medo de que fosse atingida por algum tiro então resolve subir e esperar em um dos quartos lá de cima, mais antes que pudesse subir o segundo degrau senti uma mão tocar a sua e puxá-la de leve, se vira de frente e encontra ele, Michael...

- Eu só queria lhe agradecer por não ter falado nada de mim para aqueles caras... – ele fala

Polly o olha de cima a abaixo, que poder era aquele que ele tinha de deixá-la com as pernas bambas apenas por olhá-la?

- Não a de que! – ela fala rispidamente e quando se vira para subir ele lhe segura de novo e agora subido três degraus fica a sua frente:

- Hey calma... Posso ao menos saber o nome da senhorita? – ele fala sorrindo, e céus que sorriso !

Mais Polly se recompõe de sua leve vertigem e com firmeza responde:

- Olha Michael não é por que eu não falei nada sobre você que você pode vim achando que vamos ser amigos ou algo do tipo! – ela fala

O que? Ele era um criminoso e ela queria se manter longe desse tipo de gente!

- Mais quem disse que eu quero ser seu amigo? – ele pergunta chegando perto dela, e ela sente seu hálito quente encostar em seu rosto – Eu quero ser bem mais do que isso! – e a respiração dela falha.

- Mais é muito abusado! – ela diz tentando reunir forças para ainda debater com ele... – Saia da minha frente agora! – e sobe o empurrando para o lado

Mais para ao ouvir ele começar a cantar:




Hey, pretty baby with the high heels on (Ei beleza, você de salto alto)
You give me fever like I've never, ever known (Você me dá uma febre que eu nunca senti antes)
You're just a product of loveliness (Você é um produto do charme e da graça apenas)
I like the groove of your walk, (Gosto da levada que tem seu jeito de andar)
Your talk, your dress (Falar, se vestir)
I feel your fever from miles around (Sinto sua febre a milhas de distância)
I'll pick you up in my car (Te botarei para dentro do meu carro)
And we'll paint the town (E vamos pintar a cidade)
Just kiss me baby and tell me twice (Só me beije, baby, e me diga duas vezes)
That you're the one for me
(Que você é única pra mim)

Que voz perfeita era aquela? Como alguém poderia cantar daquele jeito? E aquela música... Era de autoria dele? Pois nunca havia escutado!

Mais Polly resolve ser dura, ele era um bandido galanteador, um criminoso belo, perfeito, mais era um criminoso e isso já bastava para que ela não se entregasse... Sobe escutando os passos dele atrás de si chega ao pé da escada e continua escutando aquela musica quente até que ele chega em uma parte que a faz parar literalmente, aquela musica estava a deixando excitada:


The way you make me feel (O jeito que você me faz sentir)
The way you make me feel (O jeito que você me faz sentir)
You really turn me on (Você me excita pra valer)
(You really turn me on) (Você me excita pra valer)
You knock me off of my feet (Você me tira do sério)
(You knock me off of my feet) (Você me tira do sério)
My lonely days are gone (Meus dias solitários acabaram)
(My lonely days are gone)
(Meus dias solitários acabaram)

Até que fugir dele estava sendo divertido… Ela sorri e anda mais um pouco até que para encostada na porta do quarto em que ia entrar e ele para a sua frente, põe seus braços na porta a encurralando, chega em seu ouvido e sussurra:

- Gosto da sensação que você está me dando. Só um abraço seu, baby, e eu entro em êxtase! – ele falava no ritmo da música

- Oh céus pare com isso! – ela sussurra em seu ouvido

- Prometa apenas, baby, que vai me amar cada vez mais, juro que te manterei satisfeita porque você é única pra mim!

- Eu pedi pra parar! – ela fala porém aquela resistência já havia ido embora

- Quer mesmo que eu pare? – ele morde o lóbulo de sua orelha a deixando arrepiada

- Não! Não quero! – ela fala

Ele olha para ela e da um sorriso travesso... Seus lábios se encostam devagar para logo depois ela provar o beijo mais quente, excitante e gostoso de toda a sua vida!

Michael agarra sua cintura com um braço enquanto usa a mão do outro para abria a maçaneta da porta atrás de Polly... Eles entram no quarto, Polly é empurrada delicadamente na cama e assim que encosta a cabeça no travesseiro escuta Michael sussurra em seu ouvido:

- E então senhorita linda, vai me dizer seu nome agora? – ele pergunta, suas mãos brincavam levantando devagar a barra do vestido dela enquanto beijava seu pescoço

-Poliana... Mais pode me chamar de Polly! – ela fala afundando a mão em seus cabelos negros

Ele sorri e Polly sente sua língua quente contornar seus lábios e logo depois pedir espaço para adentra em sua boca, a língua dele explora cada canto daquela boca que tinha um gosto único e divino!

Polly começa a desabotoar seu terno branco, logo depois que o retira desabotoa sua blusa e vê seu peitoral moreno exposto pra ela, muda as posições e beija seu pescoço, o cheiro dele a deixava embriagada, logo depois passa para seu peitoral.

Enquanto encosta de leve seus lábios úmidos em sua pele, Polly escuta sua respiração ofegante e uma das mãos dele em seus cabeços, estimulando-a a fazer mais daquilo. Ela chega no cós de sua calça e desabotoa o fecho com facilidade, logo depois vê a calça longe e vislumbra Michael com aquela cueca Box que agora se tornara apertada visto o tamanho de sua ereção...

Michael coloca Polly deitada de novo na cama e beija seus ombros abaixando a alça do vestido que ela usava, o bico de seus seios já era visível pelo pano do vestido e Michael queria prová-los, mordê-los, saciar sua cede de homem naqueles seios que desde que chegou naquele cassino estava o chamando.

O vestido cai ao chão e os dedos de Michael tocam seu seio esquerdo enquanto Polly sentia sua língua quente encostar no bico de seu seio direito, ela geme. Michael se excita mais ao olhar para seu rosto e vê tamanho prazer ali estampado, ele mordisca o mamilo e depois que sua cede foi saciada ali, ele passa para o outro e repete os mesmo movimentos, deixando Polly louca.

Logo depois sua boca quente desce deixando uma trilha de saliva em sua barriga, chega em sua calcinha e a joga longe em um só movimento, o cheiro de sua intimidade o embriagava, e escuta ela arfar ao abri-la mais com seus dedos e sua língua encostar-se em seu clitóris, os movimentos que ele fazia era delirante nunca sentira nada tão prazeroso. Logo a língua de Michael adentra nela enquanto seus dedos estimulava-lhe o clitóris, e pelo modo como ela gemia Michael viu que ela agüentaria por muito tempo...

Michael sobe e chega em sua boca, a beija fazendo-a sentir seu próprio gosto, logo depois tira sua cueca e diz:

- Você o quer dentro de você Polly? Quer? – ele pergunta ofegante enquanto roça a pontinha de seu membro ereto na entradinha da intimidade dela

- Oh Michael... Eu quero! – ela fala em um gemido

- Então me pede querida, vai me pede! – ele fala colocando-o um pouquinho de seu membro dentro dela, enquanto ela abri mais as pernas

- Eu quero ele... – ele enfia mais um pouquinho – Quero-o dentro de mim! Agora! Assim... – ela fala ao senti-lo completamente dentro dela

Céus como aquilo era prazesoro! Ele se movimentava de um jeito único, um jeito gostoso, delirante, quente! Agarrava sua cintura, dançava em cima dela...

Seu membro pulsava dentro de si, era grande, quente, perfeito. Os movimentos dele foram ficando fortes, os gemidos mais altos, ela gritava seu nome e ele repetia varias vezes o quão linda e maravilhosa ela era... E ao se agarra mais um ao outro chegaram ao clímax juntos, soados, exaustos e satisfeito...

- Essa foi a melhor noite da minha vida! – Polly disse ao se deitar em seu peito

- Da minha também Polly! – ele disse em tom calmo levantando seu queixo e beijando seus lábios

Polly esperou que Michael pegasse no sono, se levantou colocou sua roupa e olhou para ele mais uma vez, essa noite foi quente, perfeita, mas acima de tudo muito especial... Chega perto dele, passa a mão em seus cabelos negros, dá um singelo beijo em seus lábios e sussurra:

- Obrigado por tudo, meu lindo e doce criminoso! – dá um sorriso e sai do quarto deixando para trás o homem que lhe arrancou todos os suspiros.

***The End***


Última edição por Miss Jackson em Qua Ago 08, 2012 12:50 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://nevercansaygoodbyemj.forumeiros.com
Michael Eterno

avatar

Mensagens : 99
Scores : 159
Data de inscrição : 01/06/2012

MensagemAssunto: Re: Um Doce Criminoso   Qui Jul 12, 2012 5:35 pm

Eu perguntei uma vez pra Polly: "Como conseguiu deixar o coitado do Michael ali, sozinho na cama sabendo que ele foi o homem que arrancou gemidos de prazer seus?! Polly, não faça mais isso com ele, o Criminoso ficou triste." HAHAHA Esse conto é muito bom. Mistura fatos interessantes como demostrando o clipe de "Smooth Criminal", no figurino e tudo mais. Mais uma vez, adorei esse conto! happy


Última edição por Michael Eterno em Sab Jan 05, 2013 9:06 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
CeBad

avatar

Mensagens : 332
Scores : 344
Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 28
Localização : Osasco

MensagemAssunto: Re: Um Doce Criminoso   Sab Jul 14, 2012 1:53 pm

que doce criminoso eu queria
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beah-chan

avatar

Mensagens : 393
Scores : 457
Data de inscrição : 20/06/2012
Idade : 26
Localização : Neverland

MensagemAssunto: Re: Um Doce Criminoso   Ter Jul 31, 2012 1:48 pm

Caramba, como pôde largar ele lá menina.affraid

Eu jamais faria algo assim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
TatahJacksonMania

avatar

Mensagens : 335
Scores : 349
Data de inscrição : 05/06/2012
Idade : 20

MensagemAssunto: Re: Um Doce Criminoso   Ter Ago 28, 2012 2:00 pm

Estão, essa menina é Bad!
kkkk'
Amei escrever esse conto pra você amiga, sabes disso né?
Amo-te sister
*-*-*

_________________

Mais um cantinho de amor para Michael meninas!!
Venha nos visitar:
http://nevercansaygoodbyemj.forumeiros.com/forum
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Marcela MJ



Mensagens : 4
Scores : 6
Data de inscrição : 22/10/2012
Idade : 24
Localização : Minas Gerais

MensagemAssunto: Re: Um Doce Criminoso   Qui Out 25, 2012 8:50 am

Ah como essa Polly pode largar um homem desses,fala sério.Se fosse eu não largaria de jeito nenhum,ficaria com ele o resto da minha vida,mesmo sabendo que ele é um criminoso,Com um homem desse eu ia pra outra galáxia lokaaa babei
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Um Doce Criminoso   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Um Doce Criminoso
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Never Can Say Goodbye MJ :: Fanfictions :: Contos e Mini-fics-
Ir para: