Never Can Say Goodbye MJ
Olá querido(a) Fã...
Nosso fórum vai passar por mudanças. Pretendo fazê-lor o mais rápido possível para evitar o menor desconforto.Espero que continue conosco e faça o seu cadastro. Ótimas Novidades vem por ai! Não percam!

God bless you.... Beijacksons <3
Administradora

*+ O Amor não tem fronteiras,
E a saudade nunca será um adeus +*


<3 O Amor vive para sempre <3
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 "ZOMBIE RED"

Ir em baixo 
AutorMensagem
Miss Jackson
Admin
avatar

Mensagens : 1328
Scores : 1883
Data de inscrição : 01/06/2012
Localização : Michael's House

MensagemAssunto: "ZOMBIE RED"    Qui Out 04, 2012 10:13 pm

Oi Mih... DSTGE
Chegou sua vez de receber o conto amore!! cheers cheers cheers
Agora faz de conta que Mike não é seu papi tá :rsrsrs:
Não tenha medo do que virá porque peguei bem leve como prometi tá.
Escolhi sua Era favorita para desenvolver a HIStory. Michael nessa época é sua cara mesmo amiga. Não tenho duvidas disso. Espero que goste. Vamos lá.... Enjoy !!! cool




"Zombie Red"

Camila voltava tarde do cinema com sua melhor amiga. As duas ainda comentavam sobre o filme de terror que acabaram de ver.

- Caraca Mih, você viu quando o zumbi lá pegou aquele cara no parque? Meu, pensei na hora “Já era mano, perdeu”. Kkkkkkkkkkk.

- Pensei a mesma coisa Dy... – riu - Só achei nojento quando ele estraçalhou o cara todinho. Foi troço com sangue pra todo lado. Ecaaa!!! Kkkkkkkkk.

- Eu achei da hora Mih, kkkkkkkkkk. Ossos pra fora.... Aquele sangue escorrendo...

Mila torcia o rosto em repúdio ao comentário.

- Creeeeedo!! Aiin que nojo. Você é doida Girl!! Kkkkkkkk.

Dyana encenava tudo como no filme e Mila se acabava de rir de suas presepadas. Elas seguem para e estação de trem, era onze horas da noite. Quarenta minutos depois, as duas chegam na rua onde moram, se despedem e entram em casa.

A mãe de Camila a esperava sentada no sofá. “Tô ferrada” pensou Camila, mas quando a garota se aproxima vê que a mãe dormia com a tv ligada e o controle remoto na mão. Ela sorri e com cuidado a chama para o quarto.

- Vamos pro quarto Dona Isa!? (apelido carinhoso para Heloisa).

Heloisa resmunga sonolenta alguma coisa. Ninguém na terra seria capaz de traduzi-la agora. Mila ri e continua a conduzir sua mãe para a cama. No quarto ela a deita com cuidado e cobre-a com um cobertor macio e cheiroso. Dá um beijo de boa noite na face dela, acende o abajur e sai fechando a porta sem fazer barulho.

Entra em seu quarto. Nas paredes tinha tons claros, móveis em estilo antigo contrastam com alguns objetos modernos da época. No canto a estante cheia de livros e discos clássicos era sua paixão. Ali só tinha os bons da música. James Brown, Donna Summer, Diana Ross, Jackie Wilson, Jackson Five, Michael Jackson entre outros. A este ultimo era dedicava um amor especial. Michael a inspirava em todos os sentidos. Na vida e na arte Michael era sua filosofia de vida.

Ela se aproxima do móvel pega um disco dele e coloca pra tocar.

“ Wanna be startin’ somethin’ ” é primeira canção.
Mila não resiste e começa a dançar pelo quarto. Naturalmente inevitável é a sensação de imitar os passos dele. Os trejeitos do King (como ela o chama) são repetidos de forma exata por esta fã tão dedicada.

“Baby Be Mine” vem na seqüência. Mila deita na cama para apreciar a melodia. A voz doce de Michael a deixa embriagada de amor. Que garota não gostaria de ser dele?.

Os pôsteres estão por toda parte. Qualquer lugar que se olhe Michael estava presente. Mila olhava para aqueles olhos grandes e negros e sua boca de sorriso encantador, ela sorria tímida porque parecia que seu olhar era correspondido por ele.

No toca discos as músicas continuavam.....

“Every night she walks right in my dreams
Since I met from the start
I’m so proud I am the only one
Who is special in her heart

The girl is mine
The doggone girl is mine
I know she’s mine
Because the doggone girl is mine...”



Enquanto ouvia a música ela pega uma revista no criado-mudo e começa a folhear. Michael foi capa desta edição da Billboard. Seu sucesso com Thriller ainda lhe rendia muita fama, mesmo um ano e meio após o lançamento.

- Aiin King que voz linda você tem! Quem me dera ser “a garota”. Disse depois de suspirar.


- FUNDO MUSICAL -

O som de porta rangendo e passos no chão de madeira indicam que sua canção favorita começava. Mila pára na hora de ler a revista, a devolve no lugar e ajeita seu corpo na cama fechando os olhos.

“Aaaaaaaauuuuuuuuuu.......” Fazia o lobo na música.

Mila sente o sono tomar conta. Luta contra ele e acaba adormecendo.

Era meia noite... Hora em que os demônios e as feras do submundo estão soltos. Eles rastejam e espreitam suas vítimas pela escuridão das esquinas. Incansáveis a procura de alimento e diversão cruel.

Mila se vê caminhando na rua escura. Mas que engraçado! Parecia que aquele ambiente não lhe era estranho. Pensou. Ela continua e vê logo em frente um cinema. Pára diante dele e confere os cartazes. Instantaneamente reconhece tudo.

- Eu sei que lugar é esse! Estive aqui hoje com a Dy. Mas como vim parar aqui denovo?. Disse confusa.

Um arrepio na espinha faz sua pele toda arrepiar. Ela dá um tremelique e sai logo dali. Caminha pela rua quase sem iluminação. Os postes davam alguns curtos, outros saiam faíscas. Estavam precários.

Mila passa em frente a uma loja e sua imagem é refletida na vitrine. Ela anda devagar e vê que sua roupa era igual da personagem de Thriller. Ela custa a acreditar no que vê.

- Não pode ser – tocava nos cabelos e na roupa – Como isso?.

Thriller não era coisa boa de lembrar justo agora. Aquilo ficava mais sinistro a cada momento. Ela cruza os braços e continua caminhando. Num estalo lembra da estação de trem e vai pra lá.

- Droga!. Disse ao ver tudo fechado e as luzes apagadas.

Espera alguns minutos por algum táxi, mas nenhum aparece.

- Que porcaria de lugar não tem um táxi a essa hora? Seguirei a pé mesmo, Shit!. Resmungando a falta de sorte voltava pra casa.

Após caminhar uns quinze minutos ela ouve um barulho estranho atrás de si. Um calafrio lhe passa como uma corrente pelo corpo. Ela olha pra trás, mas não tinha ninguém. Ela segue. Alguns passos a frente o barulho é ouvido novamente, ela olha e nada vê.

Mila aperta o passo. Alguém estava lhe seguindo. Passos agora são ouvidos fora os seus. Camila caminha mais rápido e fica quase a correr. Quem estava atrás dela também fez o mesmo. Assustada e com muito medo ela começa a correr. A criatura também corre.

- Socoooorroooo!! Alguém me ajude! Ela grita na esperança de ser ouvida.

Seu coração batia como louco de tanto pavor. O suor frio corria por sua face e suas mãos estavam geladas de medo. Ela continuava correndo... Corria tanto que seu fôlego fica falho. Novamente ela junta forças e grita por ajuda.

Perto dali havia um cemitério. Sem pensar ela corre pra lá. Os portões do lugar eram imensos e pesados. A garota roga a Deus para que eles não estivessem trancados. Suas preces são ouvidas e por sorte não estavam trancados.

Mila entra ali desesperada e sem rumo. Passa pelos túmulos sem se importar com as teias de aranha que grudavam em seu corpo. A criatura continua sua caçada. Mila corre para perto de um Mausoléu.

- Vou me esconder ali. Pensou em segundos.

Um galho de árvore estava no caminho e ela não viu. Engancha o pé e o tombo foi certo. Com dor ela tenta levantar e não consegue. A dor e o medo lhe tiram lágrimas grossas da face. O vulto da criatura se aproxima com rapidez. Mila arregala os olhos e dá um grito de horror.

- Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhhhhhhh!!!!!!!!!

De repende algo pula sobre ela e fica na sua frente. Outra criatura a protege. O ser que a defende solta um uivo alto e aterrador. Era um lobo enorme com corpo de homem. As emoções são fortes demais. Mila somente fica lúcida para ver que os dois se atracaram e desmaia em seguida.

As criaturas lutam de forma violenta. Lobo e Zumbi brigam para ver quem fica com o alimento da noite. Com uma patada forte o lobo acerta a cara do zumbi. Caído no chão o zumbi aproveita e morde o lobo na perna. O lobo grita e tanta arranca-lo dali. O agarra pelo corpo e o joga longe. Incansável o zumbi levanta, se sacode um pouco e pula encima do lobo o mordendo novamente. Enfurecido o lobo pega o zumbi joga no chão monta encima dele e arranca sua cabeça. Um uivo vitorioso ele solta. Ofegante volta o olhar onde a moça estava. Levanta e caminha até ela. Ao chegar perto se agacha e fareja seu corpo como um cão.Tira os cabelos que cobriam seu lindo rosto. Ele a admira por alguns minutos. Com cuidado o Lobo a toma nos braços e leva para casa.

Mila acorda horas depois. Olha em volta e estranha o ambiente. Ao se mexer na cama sente o pé doer e tirando a coberta de cima vê que ele estava cuidadosamente enfaixado e com uma tala.

- Onde estou? Disse perguntando a si mesma.

- Na minha casa!. Respondeu uma voz vinda do sofá perto da cama.

Mila olha e não crê. O que seu ídolo fazia ali? E como ela foi parar a casa dele?.


- Michael? É você?

- Claro que sou eu! – ele levanta vai até ela e senta na beirada da cama. Ele vestia o mesmo figurino do clipe Thriller – E a senhorita tem que tocar cuidado ao se mexer, você torceu feio esse pé. Disse um pouco sério.

- Aiiiiinn Michael.... Ela o abraça sem ele esperar.

Michael retribui o abraço apertado que recebe. Mila não contém as lágrimas e chora baixinho no ombro dele. Ele faz carinho nela tentando acalma-la. Mila não conseguia solta-lo. Seu ídolo estava ali em seus braços. Deus, isso é impossível de acreditar, mas estava acontecendo. O cheiro do perfume era tão vivo que impregnava no nariz. Aquele aroma nunca mais seria esquecido.

Quando se acalmou Mila solta-o olha nos olhos dele e dispara a falar.

- Mike eu te amo tanto!! Você é o cara, sabe. Eu tenho tudo que é disco seu no meu quarto. Tenho um monte dos Jackson Five também... Até da Diana eu tenho. Sou sua fã numero um King!!

- King!?. Ele perguntou sorrindo.

- Siim, você é King! Rei da música, dos ritmos, das artes, - ela abre os braços - de tuuudo.

Michael ri do jeitinho dela e acha adorável. Eles começam a conversar e trocam muitas figurinhas. Mila e Michael tem mais afinidades do que poderiam imaginar um dia. Ele ainda não havia conhecido uma fã que tivesse tantas coisas em comum assim.
Riram das bobagens um do outro. Mila gargalha horrores com a risada escandalosa de Michael.

Alguém bate na porta e Michael autoriza a entrada.

- O jantar da senhorita, senhor Jackson.

- Deixe aí em cima da mesa, por favor – a empregada o atende e sai – Obrigado Lucy.

Michael vai pegar o jantar e trás até sua convidada.

- Pra quem é isso King?.

- Pra você ora essa! Tem que se alimentar.

- Mas não tenho fome.

- Nada de manha. Você vai comer porque tem que ficar boa logo.

- Então eu como se você comer também.

- Mas eu não quero comer. Quem precisa aqui é você!. Insistiu.

- No no no Michael. Não vou comer tudo isso sozinha. Vamos pegue o garfo e me ajude com isso.

- Você é teimosa hein garota! Já disse que não quero.

- Então porque sou obrigada? Também não vou comer. Cruzou os braços e fez bico.

Michael começa a rir.

- Parece que tem cinco anos sabia? – Ela continua bicuda – Não vai comer mesmo? Olha só.. Tá uma delícia! – Ela nada responde. Michael se dá por vencido ou aquilo duraria até de manhã – Está bem... Está bem... Vou jantar com você! Sua teimosa mimada.

Ela começa a rir pega a colher pra ela e entrega o garfo para Michael. Rindo e conversando mais eles se servem do jantar. As janelas do quarto estavam abertas e dava pra ver a Lua. Nessa noite ela estava esplendida, redonda e branca. Uma brisa abre as cortinas e Mila pode observa-la.

- Veja Michael que Lua linda!.

Michael olha na mesma direção.

- É linda mesmo, só não é mais bonita porque você está aqui e rouba toda a atenção dela.

- Noossa, que lindo isso! Obrigada. - disse envergonhada – Huum.. acho que deu minha hora, preciso ir.

- Não, não vá ainda. Quero que leve um presente.

Ela sorri. Ele levanta da cama vai até o arranjo que estava na mesa tira uma rosa e leva até Mila.


- Tome, Isto é pra você nunca esquecer de mim.

- Awnnn que linda! Aiiin Michael você é perfeito sabia.

Mila o abraçou forte e comovida com o presente. Michael corresponde e depois a olha nos olhos. Aproxima seu rosto do dela e dá um beijo carinhoso em seus lábios. Mila correspondia ao beijo com amor. Todo o amor existente em seu coração torna o momento memorável, lindo e inesquecível.

- Você sempre vai ser minha garota número um, ouviu? - Ela assente com a cabeça e sorri - Vem, eu te levo pra casa.

Michael levanta da cama e ajuda Mila a levantar e sair da cama. Ela se apoio nele o abraçando pela cintura. Ele a segura firme e os dois saem devagar.

- Michael posso fazer uma pergunta?

- Claro.

- Porque você está mancando? Onde machucou essa perna hein?

- Não é nada querida. Isso foi só um acidente..... Disse sorrindo.




.......... The End ..........
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://nevercansaygoodbyemj.forumeiros.com
 
"ZOMBIE RED"
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Zombie Dice - resenha

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Never Can Say Goodbye MJ :: Fanfictions :: Contos e Mini-fics-
Ir para: