Never Can Say Goodbye MJ
Olá querido(a) Fã...
Nosso fórum vai passar por mudanças. Pretendo fazê-lor o mais rápido possível para evitar o menor desconforto.Espero que continue conosco e faça o seu cadastro. Ótimas Novidades vem por ai! Não percam!

God bless you.... Beijacksons <3
Administradora

*+ O Amor não tem fronteiras,
E a saudade nunca será um adeus +*


<3 O Amor vive para sempre <3
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Russian Roulette Of Love [+18]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Afrodite

avatar

Mensagens : 12
Scores : 18
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Russian Roulette Of Love [+18]    Ter Jul 09, 2013 1:53 pm

Olá queridos fãs do Rei do Pop. Mais um vez trago-lhe mais uma estória de minha autoria.
Esta vem com um enredo forte, tenso e cheio de paixão. O mesmo será postado em duas partes.
Desejo que apreciem e se envolvam com os personagens.

Beijos a todos.




Nesta Roleta Russa do Amor só pode haver um vencedor,
mas se tiverem sorte... Talvez o destino seja caridoso
dando-lhe uma chance e permitindo que o Amor e a Paixão os salve.



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Afrodite

avatar

Mensagens : 12
Scores : 18
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Re: Russian Roulette Of Love [+18]    Ter Jul 09, 2013 1:54 pm

A Proposta e a Adrenalina ~Parte 1~

Chego em casa com a cabeça confusa. Repleta de inúmeras coisas. Paixão e medo se misturam. Uma proposta inesperada a mim foi feita. Uma prova de amor que faria qualquer um dizer “não” sem pestanejar. Sinto-me atada a ele, não posso evitar. O amo mais que a minha vida; e é isto que me pediu... A vida.

“Se me ama de verdade, jogue comigo... E se passar, serei seu pelo resto dos nossos dias.”

Estas palavras ainda ressoam fortes como trovão em minha mente. Entro no quarto, jogo a bolsa num canto. Começo a me despir caminhando até o banheiro. Nua, ligo o chuveiro. Deixo a primeira água cair, toco-a e quando esta fica agradável entro de corpo todo. Permito que ela passe por minhas curvas sinuosas no desejo que ter a alma lavada.

O rosto dele fazendo o pedido... Seus olhos pedantes, fixos em mim. Esperava uma resposta, mas eu não fui capaz de dizer uma única palavra. Tinha que pensar; e foi o que fiz desde então. Uma semana depois ele me liga marcando um encontro. O local era conhecido apenas por nós dois. Ao entardecer, num velho galpão próximo ao porto e afastado do centro da cidade. Aceitei com o coração palpitante. Arrumei-me e sai. Minutos depois chego em meu destino. Se é que eu tinha um, agora. Havia algo e logo iria descobrir. Desço do carro. Os batimentos cardíacos aumentam quando adentro o lugar.



Sentado sobre um grande latão de metal. Lá estava ele... Lindo como sempre. Com um sorriso veio a te mim.

_Achei que não viria, Lyene. – ele diz.

_Pois aqui estou Michael. – respondi.

_Pensou na minha proposta? – Disse mirando meus olhos.

Respirei fundo.

_Ainda penso, por que a pergunta?

Ele balança a cabeça em negativo fazendo um som com a boca.

_Você deveria ter a resposta, Lyene, dei um prazo razoável... – Michael se aproxima de mim e toca meu rosto levemente na maçã - Por acaso não me ama mais?

_Não, é claro que eu te amo...

Ele me interrompe.

_Se me ama vai aceitar o que disse. Então sua resposta é...

Meu coração fecha-se e comprime dentro do peito. Estava sem saída; e se dissesse, não, estaria sem ele também. Em segundos reflito vantagens e desvantagens. Percebo que minha vida sem Michael não é vida. O amo e sou viciada ao prazer que me proporciona. Respiro profundamente e olhando naqueles profundeza que é o olhar dele assenti sem dizer nada.
_Eu sabia que escolheria o melhor, amor.

Ele sorriu aproximando-se de mim. Tocou meu lábio com seu polegar e beijou em seguida. O gosto daquele beijo torna-se o mais especial de todos que já demos. Sabor de amor e despedida. Nos afastamos. Ele pega minha mão.

_Venha, temos que muito que fazer. – ele disse.

O acompanho calada. Nos fundos do galpão havia uma mesa e duas cadeiras em cada extremidade. Sobre ela um revolver. Gelei o sangue. Ele puxa uma da cadeira e aponta. Eu sento. Michael senta em seguida pegando a arma nas mãos. Abre-a começando a descarregar as balas uma de cada vez, lentamente. Fico aflita. Agora era sério e não tinha volta.

_Está nervosa, Lyene?

_Não... – sussurrando menti.

_Não se preocupe, o medo aumenta a adrenalina. Se tivermos sorte, em breve estaremos livres.

Sinto a saliva descer dura pela laringe. Ele termina a sinistra exibição deixando apenas uma bala. Girando o cartucho, o fechou até clicar. Estava pronta. A entregou em minhas mãos.

_Primeiro as damas... – Disse Michael.

Se demonstrar que tremia peguei a arma. Era gelada e dura. Neste momento não era mais fria que minha alma. Olhei para Michael com esperanças de que voltasse atrás, mas não aconteceu. Olhou-me e assenti que seguisse. Lentamente levei o objeto e encostei-a na têmpora direita sem deixar o contato visual. Orei pedindo perdão pelo mau que tivesse feito. Entregando meu espírito fechei os olhos e apertei o gatilho já esperando o projétil rasgar meus miolos. “Téc” faz a arma. Meu coração pára junto com a respiração.

_Deus... – murmurei abrindo os olhos – Estou viva...

Ele sorri de lado pegando a arma de minha mão.

_Estou orgulhoso Lyene, não achei que faria. Agora me sinto incentivado.

Michael mexe no objeto girando-o e fecha com habilidade. Aponta para ri assim como eu. Não tira o olhar do meu. Vê-lo nessa situação era pior que a bala me abrindo a mente.

_Deus não permita que nada aconteça, por favor, por favor... – Em silêncio rogava eu sem parar.

Ele não fecha os olhos. Puxa o gatilho devagar e dispara. Dei um sobressalto e sinto o chão faltar sob meus pés. “Meu amor está... Está morto!” pensei de imediato cobrindo o rosto com as mãos.

Logo Michael me tocou. Descubro a face... Ele sorria pra mim.

_Michael... – disse com a voz embargada – Eu pensei que...

_Ainda estou aqui Lyene... – novamente ele mexe na arma e entrega-me – Sua vez.

_Oh Michael vamos pa... – sou interrompida

_Parar? Por quê? Acabamos de começar.

_Eu não... Michael isso é loucura... – digo hesitante

_Lyene... Eu também estou correndo riscos por você. É uma troca justa. Não seja medrosa, vamos.. – Pediu segurando firme minha mão.

Como resistir a ele, Deus? Eu quero parar e não consigo. Pego o revolver e aponto novamente. Aperto o gatilho, tenho sorte. Michael segue e se safa. Continuamos assim por algum tempo. O destino estava à nosso favor, pude notar. Quando minha vez chega, coloco o objeto na mesa e vou até Michael. Ele me observa.

_Antes de apertar o gatilho tenho um último pedido Michael.. - Digo.

_O que quiser Ly

_Faça amor comigo. Se dessa vez a sorte falhar, pelo menos terei tido a chance de te amar pela última vez....

Michael nem pisca ao ouvir meu pedido. Fica extasiado e surpreso.

.................................. study
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Russian Roulette Of Love [+18]
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Brasil] Russian Helicopters fecha acordo para promover helicópteros no Brasil
» Bob Marley - One Love/ People get ready
» EnaGames - Puppy Love Escape
» TOP 5 - Jogos divertidos
» Outra da Galápagos: Love Letter

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Never Can Say Goodbye MJ :: Fanfictions :: Contos e Mini-fics-
Ir para: